Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vitórias morais

por Francisco Almeida Leite, em 30.06.08

Ao longo dos últimos anos assisti com prazer ao fim das vitórias morais no futebol português. Por um lado, passámos a ganhar mais vezes, a jogar melhor. Por outro, o comentário desportivo também se desenvolveu. Tornou-se mais enxuto, um pouco mais independente. Ontem, porém, regredimos. Depois da vitória da Espanha sobre a Alemanha, por 1-0, com a consequente consagração dos nuestros hermanos (odeio a expressão) como campeões europeus de futebol, voltaram as explicações e as justificações para o desaire da equipa nacional, às ordens daquele selecionador que todos (menos eu e uns poucos) achavam verdadeiramente genial.

Depois da entrega da taça e dos abraços do Rei Juan Carlos a Casillas, fiz um ráido zapping para a SIC Notícias e então não é que me deparo com o comentador habitual a riscar num quadro electrónico onde constavam os nomes de vários jogadores portugueses contra a Alemanha? Pensei: estou a ver mal, não percebi o ponto. Mas era isso mesmo. Não sei quantos dias depois as televisões ainda se dão ao trabalho de analisar o que se passou num jogo que já está mais que enterrado. Isto em prime-time. Estão os jogadores mais entretidos com as namoradas espanholas (ou não) e os especialistas da matéria ainda os estão a pôr num quadrozito de um lado para o outro a tentar ver onde é que falharam!? Isto é análise? É jornalismo? O que eu ontem queria saber era o número de passes certos do Iniesta e do Xavi. Isso sim...

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 30.06.2008 às 17:31

Está aqui outro que nunca alinhou na "música-tipo-banha-da-cobra" do ex-seleccionador. Concedo-lhe o mérito de ter criado um espírito de união. Antes juntou um conjunto de jogadores praticamente imutável. Jogavam quer estivessem bem, mal, péssimo, entrevados ou estropiados com as consequências que se conhecem.

Mal acabou o jogo, mudei-me para a RTP1 e apanhei parte de Os Contemporâneos. Detestei o primeiro episódio que vi, mas tem-se revelado uma agradável surpresa. Dois momentos, entre outros muito bons, a reter: as reportagens com "Ricardo" e "Quaresma".
Imagem de perfil

De Francisco Almeida Leite a 30.06.2008 às 18:27

Também vi a do Quaresma. Muito boa, mesmo.
Sem imagem de perfil

De Planetas a 30.06.2008 às 18:30

Parabéns a "nuestros hermanos"!
Espero que as nossas "vedetas" possam voltar a jogar com a paixão e dedicação com que eles o fizeram
Sem imagem de perfil

De Pi-Erre a 30.06.2008 às 19:10

Odeio a expressão "odeio a expressão".
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 30.06.2008 às 19:54

Ontem os potugueses foram todos espanhois. Não percebo poquê? Então eles não nos roubaram 60 anos de soberania?
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 30.06.2008 às 22:14

Quadro electrónico; SIC Notícias, jogo atrasado...

Não me diga que era o Rui Santos, mais conhecido no meio por "brilhantina man"!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D