Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Excesso de história

por João Távora, em 29.06.08

Acontece com as pessoas, acontece com as famílias, acontece com os povos. O excesso de história é causa de entropias fatais, de decadência, de extinção.  Agarrados a velhos mitos e traumas, cultivam desavenças e incompatibilidades pueris. Qual amargo solteirão que não se liberta de vazios rituais e trôpegas manias, é atraído para o abismo da estéril solidão. Sem futuro nem esperança, mistificam um passado glorioso, e esperam um improvável messias, uma miraculosa lotaria que os  resgate da ameaçadora decadência.

Cheios de história, feitos e conquistas ancestrais, as pessoas, as famílias ou todo um povo, almejam direitos e honrarias vitalícias. Com excesso de história não se conformam com os ingratos deveres rotineiros, repugnam-lhes as pequenas maçadas e as mais básicas práticas de subsistência. Alienados, impotentes para com a realidade, assim se esvai toda a motivação e a auto-estima, o gosto pela vida, enfim. Isto acontece com os povos, com as famílias e até com as pessoas.

 



7 comentários

Sem imagem de perfil

De Bobagem a 29.06.2008 às 19:28

"Sem futuro nem esperança, mistificam um passado glorioso, e esperam um improvável Messias, uma miraculosa lotaria que os resgate da ameaçadora decadência"

Então porque postas aquela porcaria dos sermões de domingo?
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 30.06.2008 às 14:02

Sr. Bobagem (ou será Senhora):

Os posts costumam ser passagens dos Evangelhos ou epístolas. Sermões, são outra coisa.

Depois, digo-lhe, que nada fere mais do desprezar a convicção das pessoas, sejam elas religiosas, políticas ou estéticas. Podemos discordar, mas com argumentos. Nunca com agressividade.
Eu estou muitas vezes em desacordo com João Távora, mas só lhe posso elogiar a coragem de dar testemunho da sua fé. Pode não ser tudo, mas já é alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 30.06.2008 às 15:16

Desculpem. Havia uma frase incorrecta no meu comentário e decidi repeti-lo.

Sr. Bobagem (ou será Senhora):

Os posts costumam ser passagens dos Evangelhos ou epístolas. Sermões, são outra coisa.

Depois, digo-lhe, que nada fere mais do desprezar as convicções, sejam elas religiosas, políticas ou estéticas. Podemos discordar, mas com argumentos. Nunca com agressividade.
Eu estou muitas vezes em desacordo com João Távora, mas só lhe posso elogiar a coragem de dar testemunho da sua fé. Pode não ser tudo, mas já é alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De fcl a 30.06.2008 às 11:53

Absolutamente dacordo, JT. E, já agora, q bela prosa! :)

Também concordo com o comentário anterior. Mas não com a sua (curta e pouco educada) prosa...
Sem imagem de perfil

De david a 30.06.2008 às 12:48

De vez em quando lá aparece um imbecil a espumar ódio aqui. Também com um nome daqueles, Bobagem, de que se estaria à espera?
Imagem de perfil

De João Távora a 30.06.2008 às 15:34

Agradeço os V. comentários, Frederico David e Manuel.
De resto, como nos prova história da Europa e o testemunho de muitos dos seus arquitectos, sejam eles estadistas filósofos ou artistas, o cristianismo não é mensagem de decadência, é mensagem de civilização.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 30.06.2008 às 16:35

Não carece de agradecimento.

Quanto ao resto, só falta a esses "arquitectos" passar da mensagem aos actos, ou seja à prática (*). Todos têm o direito de ter uma vida digna, aqui e agora.

______

(*) É por isso que, antigamente, a homilia era popularmente designada por "prática". Por ser nessa altura que os sacerdotes traduzem para uma linguagem acessível, as passagens da Bíblia, adaptadas aos aspectos da vida concreta, de acordo com o calendário litúrgico ou com acontecimentos relevantes.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Zé dos Grelos

    Não existe nenhuma pandemia, trata-se apenas de sa...

  • Anónimo

    os enormes holofotes sobre uma infeção que pode vi...

  • Anónimo

    A OMS não aconselhou o fecho de fronteiras no iníc...

  • Anónimo

    O autor do texto enxerga fora da caixinha. Parabén...

  • Anónimo

    para escapar ao golpe militar do familiardesfrizou...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D