Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Holanda e Croácia também marcharam

por Pedro Correia, em 23.06.08

Como se esperava, passou-se do oito para o oitenta. À partida, falavam da selecção como se a vitória no Campeonato da Europa já fosse nossa antes ainda do primeiro pontapé na bola; no fim, mergulharam em depressão colectiva apesar de termos uma das oito melhores selecções do continente. Estamos ao nível da notável Croácia, que acabou eliminada também nos quartos-de-final pela Turquia (anteriormente derrotada 0-2 pela nossa selecção) num dos jogos mais emocionantes de sempre, e da excelente Holanda, que foi afastada pela surpreendente Rússia noutro jogo fabuloso. Estamos ao nível da Itália, afastada também nos quartos-de-final pela Espanha de Luis Aragonés, um técnico que nem assim merece aplauso generalizado no seu país. E melhor que a França, eliminada na fase inicial, e do que a Inglaterra, que nem sequer se qualificou.

Queriam melhor? Eu também. Mas, lamento, não saltei da euforia para a depressão. Scolari - que levou Portugal às meias-finais do Mundial em 2006 e ao título de vice-campeão da Europa em 2004 - fez um bom trabalho global. Não conheço nenhum seleccionador que tenha feito melhor que ele em Portugal. Por isso vai para o Chelsea, um clube milionário: não foi contratado, seguramente, pelos seus lindos olhos. E também por isso o cargo de seleccionador nacional é tão cobiçado. Quem vier, sabe que vem treinar uma das melhores selecções do mundo.

Evitemos as depressões, pois. Até porque a campanha para o próximo Mundial não tarda aí.



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2008 às 12:18

Concordo. Mas há uma diferença gigantesca nas derrotas. Socolari e os tugas centraram-se numa falta, o treinado croata optou por enaltecer a beleza do futebol e não se desculpou com nada e Van Basten sublinhou que os russo foram melhores e não se desculpou com nada. Mesmo Donadoni ontem também alinhou pela positiva. Daí que me apeteça dizer que há quem saiba perder e ganhar, e há quem nem saiba ganhar ou perder, residindo aqui provavelmente uma das causas dos insucessos tugas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2008 às 12:22

Cá para mim deviam organizar um desafio entre os dois grandes (ex-)favoritos, Portugal e Holanda, e entregar a taça a quem o o ganhasse.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2008 às 12:30

Claro que não foi contratado pelos seus lindos olhos: foi por causa do bigode (só pode).
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 23.06.2008 às 12:32

Pronto. Fomos eliminados, mas os outros meninos também foram. É confrangedor ver uma "equipa" composta por jogadores que valem balúrdios serem colocados em campo como matraquilhos sem um fio de jogo, sem sentido táctico.

Eu também não conheço outro seleccionador a quem tivessem sido dadas tantas condições para vencer.
Sem imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 23.06.2008 às 12:54

Totalmente de acordo. Temos uma das melhores indústrias do mundo no que respeita ao futebol. Pode ser que qualquer dia possamos expandir o negócio para a produção de craques noutras áreas...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2008 às 12:55

Contra os canhões, marchar, marchar!
Sem imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 23.06.2008 às 13:17

Gosto muito de futebol, mas depressões por uma derrota da selecção?
Scolari é uma lenda, Pedro! Em breve estrá a dizer mal de Portugal e dos portugueses. As declarações que fez quanto à ida de CR para o Real Madrid definem muita coisa da sua personalidade.
Não me esqueço do Mundial 98 - esse sim, um grande feito recente. Scolari deixou-nos ao nível de 96...
Abraço
Sem imagem de perfil

De João André a 23.06.2008 às 14:03

Scolari vai para o Chelsea porque tem bons relações públicas e porque o seu estilo de sargentão é apreciado por lá. Tão depressa vai como sairá, creio (independentemente até dos resultados). Com Portugal não conseguiu vencer nenhuma equipa de top em jogos competitivos. A Inglaterra não conta nestas contas (e nem venceu, empatou dois jogos) e a Holanda é freguesa habitual de Portugal. Foram duas derrotas em particulares com a Itália, uma em competitvos e outra em semi-competitivo com a Alemanha, foi com a França, foi uma qualificação para o Euro em que não vencemos nenhuma das outras 4 primeiras classificadas no grupo, quatro - 4!!! - derrotas contra a Grécia, etc e tal. Tudo isto com o melhor conjunto de jogadores que o país alguma vez teve. Não me lixem, mas se ele teve o maior número de vitórias de sempre da selecção foi pelo número de jogos - só ganhou 58% dos jogos. Isto é ser bom?

Quanto à Rússia, fez um enorme jogo e apresentou o melhor jogador do torneio até agora, além de ser o país que mais joga como equipa. Os holandeses estavam sobreavaliados e só tiveram aquelas vitórias porque foram eficientes em frente à baliza e porque os treinadores adversários foram burros (nunca souberam criar a pressão onde deviam). A Rússia já era a minha preferida no torneio desde a vitória contra a Suécia e mais ainda o é agora. Gostaria muito de ver uma final Rússia-Turquia, mas infelizmente é pouco provável. Ainda assim, este é o melhor torneio de futebol desde há muito, muito tempo.
Sem imagem de perfil

De mrp a 23.06.2008 às 16:07

eu também acho que sim.
Sem imagem de perfil

De Anti a 23.06.2008 às 17:23

Isto é como tudo na vida, com Scolari aconteceram factos positivos, e factos negativos.
Ficamos com a ideia de que a partir de Scolari, houve uma blindagem às decisões dos barões de futebol, que fomentando aquelas guerras de capelinha bem à Portuguesa, ajudavam a minar a credibilidade de todo o futebol, incluindo o da selecção. A selecção passou a ser comandada de dentro e não de fora. Essa é a ideia com que fico como sendo um dos legados de Scolari. Foi pena que tivesse confundido, a sua afirmação de autoridade com casmurrice!. Casmurrice essa, que aqui e acolá, prejudicou o rendimento das selecçóes que orientou.
Passamos a ver mais camisolas da selecção Portuguesa nos adeptos, do que adeptos com camisolas do Porto; Benfica e Sporting no apoio a Portugal...
É verdade. Conseguiu resultados que nos colocaram sempre mais próximos dos primeiros, do que dos últimos. Subimos no Ranking. Mas será que não poderia ter sido melhor??. Essa é a grande dúvida, que se instalou fruto das suas inabilidades de cariz táctico reconhecidas por muitos, incluindo eu, que apesar do respeito pelo trabalho dos treinadores, não deixo de verificar que vivemos muito mais nestes últimos anos da inspiração individual dos melhores jogadores, do que propriamente de uma noção de colectivo.
A seu favor joga porém, as debilidades estruturais com que nos defrontamos para determinadas posições no terreno de jogo. Veja-se o caso da posição de defesa esquerdo. As soluções que temos de raiz, quem são? quase Zero. Ponta de lança de raiz? Pauleta e pouco mais...( e mesmo assim o Açoriano andou sempre muito perdido nas equipas de Scolari).
Não posso contudo deixar de dizer, que muita desta nova abordagem, atitude e mentalidade dos nossos jogadores, não foi apenas obra deste Brasileiro como muitas vezes se quer fazer querer. Para mim o grande salto do futebol português, em termos de qualidade e mentalidade ficou-se a dever à saída para o estrangeiro dos nossos melhores talentos. Lá encontraram outras formas de trabalho, outra mentalidade, melhor organização. Tiveram que se afirmar, nada lhes foi concedido, lutaram para ganhar o seu espaço. Havia a exigência de serem os melhores entre os melhores que por lá existiam. Eram reforços, tiveram que mostrar serviço, viram bons exemplos, ganharam outra consistência. Outros saíram e regressaram, veja-se o caso de Quaresma, o rei da trivela em Portugal...Tivessem ficado por cá na sua maioria e o resultado seria óbvio.
Scolari pegou nisso tudo e rezou muito à nossa senhora do Caravaggio e conseguimos algumas coisas.Mas falhamos uma final do campeonato da Europa contra uma equipa com quem já tínhamos falhado nesse campeonato. Falhamos um 3º lugar. Uns preferem dizer que ganhamos um segundo lugar e que fomos umas das melhores quatro selecções do último mundial. Dito assim até parece que fui muito, mas será que foi mesmo??
Vou acompanhar com interesse a carreira de Scolari em Inglaterra.
Daria tudo para ver no próximo seleccionador um homem rigoroso em termos tácticos e que a equipa fosse mesmo uma equipa. Mas os tugas não se conformam se não conseguirem ver algum folclore dentro de campo.

Em relação ao que se está a passar no Europeu, tal como previra o jogo Holanda com Rússia foi um jogão. Fiquei surpreendido com a organização defensiva da Rússia e no ataque até cansa vê-los a jogar...
A Espanha continua muito rigorosa, mas vai passar um mau bocado com os russos, mas o resultado será imprevisível.
A Alemanha está praticamente na final, mas dos turcos já nem digo nada, mesmo se jogarem com um dos GR a ponta de lança. Era mesmo o que faltava ganhar à Alemanha com uma equipa toda "rota". Scolari iria ficar com as orelhas a ferver mais do que já está...

Continuo a apostar na Alemanha.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D