Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Portugal 3, República Checa 1

por Pedro Correia, em 12.06.08

Ao contrário do que sucedeu contra os turcos, contra a República Checa a selecção portuguesa só passou a dominar o meio campo - e, desta maneira, dominando o jogo - a partir da segunda parte. A primeira metade foi um festival de bolas perdidas e passes errantes - como se os jogadores lusos já soubessem que Scolari os trocará pelo Chelsea mal termine o Euro 2008. Na segunda metade, o predomínio português foi total: voltou a imperar o jogo colectivo e a nossa superioridade técnica. Uma vez mais, impressionou a condição física dos portugueses, que terminaram o jogo muito menos cansados do que os exaustos checos.

A análise dos jogadores, um por um.

 

Ricardo - Continua a ter momentos de intranquilidade. Mas entre os postes é atento e seguro. Evitou um golo checo com uma defesa soberba.

Paulo Ferreira - Não é defesa esquerdo de raiz: isso notou-se muito na primeira parte, quando os seus cruzamentos foram poucos e maus. Melhorou no segundo tempo.

Pepe - Desta vez não marcou um golo. Mas tentou. Foi sempre o mais inconformado dos defesas, procurando empurrar a equipa para a frente. Pura classe a jogar.

Ricardo Carvalho - Mourinho quer levá-lo para Milão. Não admira: é um dos melhores centrais do mundo. Forma um sólido duo defensivo com Pepe, como ontem voltou a ver-se.

Bosingwa - Seguro na defesa e muito veloz nas acções defensivas pelo flanco direito. Apoiou bem o ataque.

Petit - Esteve muito em jogo mas pareceu um dos portugueses mais inseguros na primeira parte. Teve uma falha de marcação que permitiu o golo checo. Mas nunca baixou os braços.

João Moutinho - Um prodígio. De entrega ao jogo, de construção de lances ofensivos, de rigor táctico e de execução técnica. Voltou a ser um dos melhores portugueses.

Deco - Pepe foi o melhor contra os turcos, Deco foi o melhor contra os checos. Marcou um golo, deu outro a marcar, foi o patrão do meio campo português. Está em óptima forma: os dias maus em Barcelona ficaram para trás.

Cristiano Ronaldo - Ao trocar de flanco com Simão, sacudiu a férrea marcação a que esteve sujeito, soltando-se. Percebia-se há muito que estava com vontade de marcar. E marcou mesmo: um excelente remate rasteiro frente à baliza checa, a passe de Deco. Ofereceu o terceiro golo a Quaresma, confirmando que o anterior Cristiano Ronaldo, muito individualista, deu lugar a um atleta maduro.

Simão Sabrosa - Pareceu acusar o toque de que foi alvo no jogo anterior. Esforçado, como sempre, mas sem a exibição de nível revelada contra os turcos.

Nuno Gomes - Portugal marcou três golos - e nenhum foi dele. Desta vez revelou pior pontaria: não conseguiu acertar no poste. Melhor momento: aquele em que saiu de campo, cedendo a braçadeira de capitão.

Meira - Substituiu Moutinho, quando Portugal ganhava 2-1, o que fazia augurar um recuo dos portugueses. Felizmente isso não aconteceu.

Hugo Almeida - Substituiu Nuno Gomes. Deu-se pouco por ele.

Quaresma - Um dos regressos mais aplaudidos pelos milhares de portugueses que assistiam ao jogo em Genebra. Entrou e... marcou. Mas o golo foi-lhe oferecido por Cristiano Ronaldo - uma lição de humildade que Quaresma só ganharia em aprender.



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.06.2008 às 11:33

Já há substituto para o chocolari!!!
Sem imagem de perfil

De el Trinca a 12.06.2008 às 12:05

Porquê as pessoas dizem tanto mal do Nuno Gomes?!
Se olharem com atenção para os três golos, nos três ele esteve envolvido, indirectamente mas esteve.
É um jogador maduro, sabe bem o que é uma equipa e sobretudo não é nada fuço!
Durante o jogo teve sempre três defesas a marca-lo, como é que querem que o rapaz se solte. Impossível.
Parabéns Nuno! Continue assim! E não ligue aos maus comentários sobre si!!!
Sem imagem de perfil

De Helder Robalo a 12.06.2008 às 14:31

Caro Pedro, algumas considerações.

Bosingwa - Não esteve tão seguro quanto isso e permitiu algumas falhas complicadas. Na altura mais crítica a seguir ao golo checo, vi Petit a ter de jogar na lateral direita, porque o Bosingwa estava no centro da defesa.

Petit - Creio que estás a ser injusto. Contra uma equipa bastante alta, é inadmissível que num canto tenham de ser o Petit e o João Moutinho a defender no centro da área. Pepe, Cristiano Ronaldo e Ricardo Carvalho estão a marcar, os três, no primeiro poste, à frente de O golo é também uma falha de Ricardo, que não saiu nem ficou a meio. Como se diz no meio futebolístico, ali a bola é do redes.

Cristiano Ronaldo - Não foi de longe o Man of the Match, como decidiu a UEFA. Melhor do que contra os turcos, voltou a ser muito individualistas. Em três ou quatro momentos preferiu tentar fintar três ou quatro defesas checos em vez de jogar nas alas, onde estavam ora Simão ora Paulo Ferreira ou Deco livres de marcação.

Nuno Gomes - Quatro golos de Portugal: duas assistências (isola Pepe contra a Turquia e Ronaldo no primeiro golo ontem. Só Cech evitou que não fosse uma verdadeira assistência para golo, mas o golo completou o lance) e desequilibrou no golo de Ronaldo, abrindo toda a frente da área, já que os três defesas checos vão inicialmente atrás do avançado e só quando Deco assiste para trás é que recuam, já sem tempo (como podes ver aqui: http://www.youtube.com/watch?v=n_0XXGNY3Uk). Além do mais, voltou a ficar praticamente sozinho contra dois centrais o jogo todo. O sistema de um ponta-de-lança não o favorece, de longe.

Meira - Por ser o jogador português mais alto entrou, como seria de esperar, logo a seguir a Koller, o gigante checo.
Sem imagem de perfil

De Anti a 12.06.2008 às 15:40

Treinador de sofá (2)

1- Se no primeiro jogo a minha escolha para melhor jogador de selecção recaiu sobre J Moutinho, confesso que a tarefa de escolha para este jogo é um pouco mais complicada, daí achar que de entre Deco e Cristiano Ronaldo, qualquer um é merecedor dessa distinção. Ambos estiveram nos três golos. Deco neste jogo mostrou-se mais eficaz, falhou menos passes, foi um Deco mais à moda antiga se bem que já não tem a frescura de outros tempos para "baixar" mais vezes ao meio campo defensivo e ajudar Petit e J Moutinho. Perde em termos de capacidade física, ganha certamente em termos de experiência, leitura de jogo e antecipação táctica (ofensiva). Cristiano está um bruto jogador, percebeu que ser um grande jogador de futebol não é fazer coisas mirabolantes os jogos todos, e todo o tempo de jogo. Ser um grande jogador é também ter a paciência necessária para a qualquer momento poder ser decisivo. Ronaldo nos 5 golos da selecção teve a participação em 4!!!
Outros jogadores que tiveram a um plano muito elevado. Paulo Ferreira, grande jogo, quantos lances 1x1 perdeu?? Não ataca muito, pois não, talvez culpa da organização do nosso meio campo que muitas vezes defende apenas com dois homens. Finalmente o último a destacar, Pepe . Não marcou, nem precisa de marcar sempre, mas ao menos sossega-me saber que está dentro de campo!!

2- Embirro solenemente com determinados tiques de vedeta do Simãozinho !!

3- Continuo achar que não gerimos da melhor maneira o tempo de posse de bola quando em situação de vantagem no marcador. Jogadores desta qualidade técnica não podem recuperar a posse de bola, e dar um chuto na frente e voltar a esperar pelo adversário quase á frente da nossa grande área. Isso voltou a acontecer algumas vezes!

4- Ricardo não tem comprometido, mas a saída aos cruzamentos continua a ser a sua principal limitação...

5- Substituições de Scolari . Foi convencional. Com Meira e Hugo Almeida meteu centímetros no jogo. Com Quaresma, retirou um "craquezinho " e meteu um aspirante a craque... Percebe-se a entrada de Meira, mas ganhando altura e capacidade de choque, perdeu-se controlo de bola a meio campo. Riscos normais de quem tem que tomar decisões. Petit, a sua experiência tem sido de uma utilidade incontestável no meio campo da selecção para tapar alguns buracos e "amolocer" o jogo quando necessário.

6- Nuno Gomes. Está a um nível bem melhor do que seria supor . O lugar é dele para já, pena não ser mais agressivo ofensivamente. Que vá fazendo tabelas, e ganhando espaços para os seus colegas como tem feito até aqui!. Daqui até final pode ser que algum adversário se distraia e o deixe marcar um golo!

7- Depois de ver todas as selecções aqui vai ao meu ranking de favoritos:

1- Alemanha
2- Espanha
3- Itália ( estiveram uns mãos largas)
4- Portugal
5- Holanda

Espero errar redondamente!!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D