Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Igreja que eu conheço III

por João Távora, em 01.06.08

Há algum tempo prometi dar a conhecer iniciativas ou causas da Igreja que assumo pertença, tão nobres quanto esquecidas pela implacável Comunicação Social dos Sound Bites e pela cultura burguesa anticlerical. Nesta adolescentocracia leviana e estéril em que vivemos, reconheço a dificuldade em testemunhar o pulsar orgânico desta religião milenar tão complexa quanto plural. A orgânica da Igreja, não obedece à lógica do partido político, da linearidade das facções, muito menos a uma lógica empresarial. O objecto da religião é Deus criador que devolve ao homem a esperança no seu amor. Uma descoberta que tem o poder de mudar as vidas das pessoas comuns, de lhes trazer a felicidade e imprimir um sentido maior. Essa é uma graça que um dia descobri e que continuo a redescobrir numa caminhada de crescimento interior, feita de vitórias e de hesitações, avanços e recuos.

Muitas vezes tida como importante para a formação do indivíduo, a formação religiosa vulgar queda-se normalmente pelo terceiro ano, ocasião da Primeira Comunhão, ritual festivo muito popular nem sempre pela razão certa. Assim, a catequese termina precocemente para quase todos os miúdos com um fatinho de cerimónia e os inerentes festejos gastronómicos. Prevalece assim uma formação religiosa precária, um saber infantilizado, totalmente ineficaz para as questões existenciais de qualquer adulto com um mínimo de criticismo racional.
A catequese ministrada nas paróquias é disponibilizada até ao décimo catecismo, e a partir daí, a Igreja possui diversos movimentos autónomos, onde o crescimento e o aprofundar do conhecimento religioso é concebido para distintas apetências estéticas ou intelectuais: das comunidades Neo-catecomunais, aos intelectuais Comunhão e Libertação, dos grupos GEN aos sensoriais Carismáticos, aos Jesuítas CVX (Comunidades de Vida Cristã) e tantos outros, são muitos os movimentos católicos onde a vivência cristã é apreendida e praticada num crescendo de compromisso e maturidade.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 01.06.2008 às 21:30

Não iria tão longe que dissesse que sou ateu por causa de um catequista. Provavelmente se-lo-ia hoje de qualquer maneira. Mas lá que acelerou a coisa, acelerou.
Sem imagem de perfil

De Fernando Vasconcelos a 01.06.2008 às 21:37

E faz muito bem em partilhar a sua experiência. Também eu assumo pertença à Igreja mas infelizmente parece-me que todas as iniciativas louváveis se perdem - não sei como hei-de explicar - com um aparente conformismo da hierarquia com a qual sinceramente tenho alguma dificuldade em me identificar.
Imagem de perfil

De Miguel Marujo a 02.06.2008 às 09:11

não me leve a mal, mas as "distintas apetências estéticas ou intelectuais" citadas são muito menos distintas do que parecem à primeira vista, mesmo com os adjectivos que lhes dá... sobram os "tantos outros", mas - infelizmente - não são apenas "esquecid(o)s pela implacável Comunicação Social dos Sound Bites": o episcopado é muitas vezes o primeiro a sublinhar e apoiar um determinado conjunto de movimentos esquecendo ou não apoiando "tantos outros" e "tão nobres"...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.06.2008 às 09:36

Fiquei ontem a saber que da próxima Ele vem de boina.
Sem imagem de perfil

De Kamasutra a 02.06.2008 às 10:11

Adar com um texto maravilhoso.
muito boas, mo' gostou muito, da mesma maneira que o blog, obrigado muito
Imagem de perfil

De blogdaping a 02.06.2008 às 17:17

Acho que Deus ( ? ) é uma boa invenção dum Judeu manhoso....

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Sousa

    E pegando nalgumas palavras do primeiro-ministro, ...

  • Anónimo

    caro senhornestes tempos aburguesados e politicame...

  • Anónimo

    Caro Senhor"Apesar dos frequentes casos de corrupç...

  • Carlos Sousa

    O que me está a causar apreensão não é a DGS fazer...

  • Albino Manuel

    A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D