Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A esquerda portuguesa refém do PCP

por Pedro Correia, em 30.04.08

 

Um dos dados políticos mais relevantes do nosso tempo é o progressivo desaparecimento dos partidos comunistas – incluindo nos países da Europa Ocidental que durante décadas tiveram uma forte representatividade eleitoral vermelha. Em França, nas presidenciais ganhas por Sarkozy em 2007, a candidata comunista não conseguiu melhor que 1,5%. Nas legislativas de 9 de Março em Espanha, os comunistas só conseguiram eleger um deputado (com 3% nas urnas). Agora, em Itália, também os comunistas se afundam, caindo para metade da percentagem anterior: estão abaixo dos 3% a nível nacional, perdendo a representação parlamentar. Portugal é uma excepção a esta regra da Europa latina: aqui o PCP está cada vez mais duro e cada vez mais forte. É um sintoma evidente do nosso atraso. E um sinal claro de que José Sócrates, por meros desígnios eleitoralistas, continua a desguarnecer toda a ala esquerda. É bom que os militantes verdadeiramente de esquerda no PS percebam isto. Para que a esquerda portuguesa não se torne refém do PCP, o mais ortodoxo da Europa.



21 comentários

Sem imagem de perfil

De Peter a 01.05.2008 às 00:15

Caro Pedro Correia a razão que levou vários Partidos Comunistas europeus a terem péssimos resultados eleitorais é muito simples, é que esses partidos simplesmente traíram a sua própria identidade. Eram partidos que deveriam representar as aspirações das classes trabalhadoras e deixaram-no de o fazer ao acertar alianças com outros partidos que se dizem de esquerda (mas que na prática são de direita). Essas alianças acabaram por em determinados períodos darem azo a governos que depois praticaram políticas de direita e como é lógico o eleitorado comunista não se reviu nessas políticas e simplesmente abandono-os.Aliás esse é um sonho antigo do PS em relação ao PCP. Mas como o PCP não trai as suas origens e mantém-se na vanguarda da luta pelos mais desfavorecidos e explorados mantém um nucleo fiel de seguidores ao contrário dos Partidos Comunistas a que se referiu. E depois há outro factor que é o actual estado que o nosso país atravessa(péssimo em todos os sentidos e áreas, menos para os mais ricos porque esses estão num verdadeiro paraíso) que vai de encontro às reinvidicações que os comunistas sempre fizeram e que muitos de vocês apelidaram de "cassete" mas que é a mais pura realidade e por isso é que vos custa muito ouvir. Agora há factos que me fazem muita confusão. O PS está deliberadamente a fazer uma política de direita a todos os níveis e vocês do PSD até estão a gostar, fingem que não para dar uma imagem pública que são oposição ao governo mas no fundo até estão a gostar e muito(o mesmo se aplica ao PP), senão porque é que aqui há uns tempos a Dr.Manuela Ferreira Leite aconselhou o Dr.Luis Filipe Menezes a não ser tão duro para o governo pois este até estava a fazer um bom trabalho.Se é mentira aquilo que eu digo então a montanha pariu um rato: O PSD é um partido de esquerda lol. Atraso caro amigo não é o PCP estar forte(aliás isso até um sinal de lucidez), atraso é sim o país estar na cauda da Europa em quase todos aspectos que o define. E para confirmar esta afirmação basta ler qualquer relatório internacional sobre o nosso país seja em que área for para confirmar que os governos sucessivos do PS,PSD ou PSD-PP só tem feito desgraças. Se você me falasse da direita nos países nórdicos por exemplo eu até aceitava que tem feito alguma coisa pelos seus cidadãos agora a direita portuguesa (PS incluído) essa sim é a mais ortodoxa e retrógada da Europa.



P.S. " ...O PS é o grande pilar da direita em Portugal..."

in José Hermano Saraiva
(Um fascista que sabe o que diz)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu sou uma das parvas que le tudo e ha' dias estav...

  • Anónimo

    Pereira dos Santos,Para mim, é sempre agradável lê...

  • Anónimo

    Mendonça da Cruz,Breve e limpo.Continua no post de...

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,Muito bem. Os comentários co...

  • Anónimo

    "Merdia" portuguesa, um imenso , ignorante , mas p...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D