Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Crimes que vêm do frio

por Teresa Ribeiro, em 30.04.08

Quando sou confrontada com notícias como esta, lembro-me, invariavelmente, da conversa que tive há alguns anos com um juiz, no Centro de Estudos Judiciários, sobre o perfil dos homicidas portugueses. Bem sei que não é de homicídio o caso que está neste momento a abalar a Áustria, mas para o efeito a comparação serve. Esse magistrado disse-me então que, tal como os outros povos latinos, os portugueses não são dados a crimes que envolvam grande planeamento e sofisticação. Falta-lhes método e sangue-frio. O homicida típico português, apesar de o padrão, no contexto do crime urbano, se estar a americanizar, continua a ser o fulano que movido pela raiva ou pelos ciúmes ataca com uma sachada na tola, ou dois tiros no peito.

Torturas, sequestros, violações continuadas, cadáveres às postas quase não constam do nosso cardápio.

Em compensação é no coração das sociedades tidas como o expoente máximo da civilização que medram os monstros. Será que demasiada civilização faz mal à saúde?

Autoria e outros dados (tags, etc)



18 comentários

Sem imagem de perfil

De Once a 30.04.2008 às 12:57

Cara Teresa, tendo em consideração que em Portugal existem 4 crimes sexuais por dia (fora os outros) e que a Pedofilia / Violação triplicaram desde 2002 (casos conhecidos .. fora os outros) não me parece que possamos falar em "cardápio" mais vantajoso.

Agora que a curiosidade que nos caracteriza nunca permitiria ter alguém fechado durante 24 anos onde quer que fosse, aí concordo :)

Boa escolha o Munch.
Bom feriado *
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.04.2008 às 13:42

Convém não confundir. Triplicaram as queixas apresentadas desde 2002 (são os casos conhecidos) relativas a pedofilia e violação, mas nada nos garante que tais crimes tenham aumentado de facto.

Pelo contrário, embora sem quaisquer certezas, é razoável admitir que esses crimes não tenham aumentado e que até possam estar a diminuir, atendendo à visibilidade pública e à atenção judicial que passaram a merecer.
Sem imagem de perfil

De Once a 30.04.2008 às 13:54

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1324843
Independentemente da sua resposta atenuar o horror Caro J.C. foi após ler esta noticia e outras que proferi a minha opinião.
Grata pelo esclarecimento.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2008 às 13:26

Aquilo é o grau zero da civilização. Acredito na reabilitação mas não há reabilitação possível para sujeitos desses.
Sem imagem de perfil

De luis eme a 30.04.2008 às 13:38

boa questão...
Sem imagem de perfil

De indignado a 30.04.2008 às 13:42

TEMOS DE COMBATER ESSES MONSTROS ! !
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 30.04.2008 às 13:51

Once: o que eu pretendo comentar neste post é, essencialmente, o perfil dos criminosos. Só a frieza e o método levados ao paroxismo podem tornar possível o que aocnteceu na Áustria. Felizmente por natureza não somos assim. Ao menos a este nível que a proverbial falta de planeamento e rigor dos portugueses sirva para alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De Once a 30.04.2008 às 13:59

e eu passei por cima do perfil Cara Teresa, centrada no horror que se vive também por cá e que todos os dias é notícia.
Peço desculpa pela minha má interpretação.

Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 30.04.2008 às 14:09

O que é "Civilização"?
Acha que um nórdico é mais "civilizado" que um Português?

Não me parece.

O remate do seu texto, que é um bom texto, apenas evidência um dos problemas da nossa sociedade que pratica até níveis extremos o "Galinha da minha vizinha, é sempre melhor que a minha".

O país com menor índice de violência nas bancadas de eventos desportivos é os Estados Unidos. País onde o desporto está adaptado para fazer a "descompressão" do público (No hóquei sobre o gelo, os murros fazem parte ´das próprias regras do jogo).

As sociedades necessitam de eventos que as façam "descomprimir" seja uma ida às meninas, aos Touros ou jogos de vídeo tipo "Sartana mata-tudo".

NOTA: O maior monstro criado pela humanidade (Nazismo) apareceu na sociedade culturalmente mais avançada da época.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.04.2008 às 14:50

Tudo isso é muito interessante e dá que pensar. Mas, no que concerne a 'descomprimir', achei muito mais interessante o jogo de vídeo «Santana mata-tudo». Só mesmo como descompressor: ver para crer...
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 01.05.2008 às 03:06

Não é Santana. É mesmo Sartana!

Sartana era um herói de westerns spaghetti dos anos 70.
"Sartana Mata-tudo" já não era spaghetti mas sim "paella".

Acho que matava mais que o Chuck Norris
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 30.04.2008 às 15:12

Once, não pense, nem por um momento, que substimo os crimes que referiu. Simplesmente não era esse o meu ponto.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 30.04.2008 às 15:23

Luís Bonifácio: Pois é verdade, acho mesmo que as sociedades nórdicas são mais civilizadas que as nossas e olhe que não estou sozinha... Quanto à necessidade de descompressão, estou de acordo e concordo também com o que diz sobre a Alemanha e o nazismo. Daí eu me questionar se a civilização em excesso fará mal às pessoas...
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 30.04.2008 às 15:42

O tuga é, por norma, calão e desorganizado. E esta regra também se aplica aos criminosos...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 30.04.2008 às 20:40

Não sei se será o excesso de "civilização", Teresa, mas é talvez o excesso de "contenção". As sociedades muito regradas são também aquelas onde há mais vigilância e delacção da parte dos cidadãos, e logo, onde as pessoas têm que esconder mais fundo as suas facetas mais negras. E são sempre essas facetas as mais explosivas e perigosas. A proverbial desorganização e bonomia dos portugueses protege-nos um pouco da criação desses perfis tenebrosos, embora isso esteja a mudar por cá também. Improvisamos tudo, e até o crime. Somos mais passionais, somos latinos. Os povos do norte da Europa são os piores nesse aspecto, especialmente os anglo-saxónicos. Não sei porquê, mas é assim. Talvez seja do clima mais frio, que endurece as pessoas e as torna menos afáveis e mais agressivas, não sei.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aurélio Buarcos

    Trabalhar que é bom é que 'ta quiieto.Na melhor da...

  • João Távora

    Podia ser assim o final: "em consequência, a esque...

  • António

    Estavam todos na ADSE a tramar o João Távora.

  • António

    Começa a ser interessante o expediente brasileiro ...

  • Anónimo

    o mal do ex-mundo rural é ter  levado um pont...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D