Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Valerian, o agente espacio-temporal

por Luís Naves, em 18.02.07


Um dos meus favoritos da juventude foi um herói de banda desenhada, Valerian, de Pierre Christin e Jean-Claude Méziéres. Acompanhado pela sua sensual companheira, Laureline, o "agente espacio-temporal" viajava através da galáxia mas também através do tempo, num paradoxal conjunto de aventuras. Cheias de fantasia e com belíssimos desenhos, estas histórias sempre me encantaram, sobretudo as iniciais da série, aquela em que os dois heróis atravessavam uma Nova Iorque parcialmente inundada (numa antecipação inquietante) ou em outra, intitulada O Império dos Mil Planetas, em que os dois viajavam através de um império estelar em decadência dominado politicamente por um misterioso grupo de sacerdotes.
Fui consumidor ávido dos coleccionáveis de Tintim, revista que nos ofereceu incontáveis maravilhas da banda desenhada franco-belga. Antes, lera o Cavaleiro Andante. Esta cultura é ainda hoje muito evidente na Bélgica, onde existe vasto mercado para álbuns de heróis entretanto criados e que, em muitos casos, substituíram os meus.
Em Portugal, parece-me, toda esta riqueza da minha juventude está a perder-se lentamente. A secção de banda desenhada das maiores lojas de consumo cultural fornece as novidades, há mangas japonesas e comics americanos, mas poucos dos heróis antigos continuam a ser traduzidos. Encontram-se em francês, naturalmente, mas perdemos algo de inestimável, que nos acompanhara fielmente durante muitos anos.
Para novas gerações, há novos heróis. Valerian foi um dos que se perderam, nesse imenso espaço-tempo que lança camadas de história sobre a história que se esquece. Restam alguns clássicos, naturalmente (Blake e Mortimer, por exemplo, uma das mais geniais criações da banda desenhada, sempre reeditado), mas sinto cada vez menor ligação a estas zonas das lojas onde estão alguns dos meus heróis da juventude, precocemente envelhecidos e quase incógnitos, escondidos entre álbuns de novas personagens com desenhos de encher o olho, mas feitas de argumentos frágeis, de histórias bastante mais superficiais do que as antigas. Sinal dos tempos a que Valerian conseguiu furtar-se, desafiando as leis da física: tutto declina, como se diz na ópera...

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De cinderela-dos-pes-grandes a 19.02.2007 às 21:03

L. Rodrigues, experimente oferecer-lhe A FEIRA DOS IMORTAIS... talvez ele desperte!... aquilo é mais FREAK!... ehhehe
Entretanto, pode na mesma cumprir os seus planos para o 18º aniversário do rapaz!...:)
Sem imagem de perfil

De JRP a 19.02.2007 às 18:17

ando a escrever sobre BD há algum tempo no
comboio azul (http://comboio-azul.blogspot.com).
Sem imagem de perfil

De João Távora a 19.02.2007 às 12:07

Caro Luís: Os nossos heróis de infância perdem protagonismo nos escaparates porque os seus leitores envelhecem e morrem deixando assim de vender. Com os Youtubes, DVDs e PlayStations da vida, hoje é mais difícil de incutir hábitos de leitura tradicional (livros) do que alguma vez foi. Este assunto dá “pano para mangas”.
Abraço,
Sem imagem de perfil

De L. Rodrigues a 19.02.2007 às 10:44

Triste, foi eu tentar dar uns princípios de cultura clássica ao meu sobrinho mais velho, e ele receber com indiferença 3 histórias do Asterix (dos de Goscinny, claro...) No Natal seguinte ainda não os tinha lido... Estou à espera que ele faça 18 anos para lhe bater.
Sem imagem de perfil

De Luis Naves a 19.02.2007 às 10:40

agradeço todos estes comentários e os nomes de heróis que omiti. a referência á esplêndida laureline ficará para um próximo post. sou um daqueles felizardos a quem o pai deixou uma colecção do cavaleiro andante, cuja história será um dia contada, embora me vá faltando a coragem...
Sem imagem de perfil

De Carlos Botelho a 19.02.2007 às 00:41

Posso acrescentar mais uns nomes de que me lembrei agora?
Tanguy e Laverdure (penso que era assim), Ric Hochet e o comissário Bourdon(?) e uma loura Nadine, os inesquecíveis Buddy Longway e Jonathan, o impagável Clifton...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.02.2007 às 00:26

Quando nasceste já o Cavaleiro Andante tinha morrido. Ou és dos felizardos a quem o pai deixou uma colecção?
Sem imagem de perfil

De cinderela-dos-pes-grandes a 18.02.2007 às 23:24

Laureline e Valérian eram os mais românticos dos heróis. :) Blake e mortimer os mais formais e eficientes. Tintim, Bob e Bobette, Mr. Lambique e tante Sidonie... cada um trazia um pedacinho de mundo diferente agarrado nas suas páginas. As horas que eu passei a devorar todas essas aventuras!
E a cadela Bessie?

O mundo mudou mesmo!... ;)
Obrigada pela memória! :)))
Sem imagem de perfil

De João Villalobos a 18.02.2007 às 19:44

Então e para a amiga gira do Valerian, nem uma referência? :)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Completamente de acordo . Para esta gente que apar...

  • Anónimo

    Este país não tem futuro.Está a ser vendido a reta...

  • Martim Moniz

    E qual é o nacionalismo certo?(o que diz que não d...

  • Anónimo

    Inventei um slogan para o corta-fitas: "Corta-Fita...

  • Luís Lavoura

    Não estou a ser irónico. Um apartamento em Lisboa ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D