Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




One Trick Wonder

por José Mendonça da Cruz, em 02.05.15

 

Onde é que eu já vi isto?

por Vasco Lobo Xavier, em 02.05.15

António Costa, o antigo número 2 de José Sócrates, resolveu seguir os hábitos do seu então número 1 e agora que é número 1 no lugar do número 1 pressiona os jornalistas e comentadores, tal qual o número 1 quando ele era o seu número 2. O resultado dá igual, a matemática não falha. E apenas se estranha que a generalidade da comunicação social se preste ao número de não se indignar com tamanho resultado, pois os jornalistas costumam ser uns vidrinhos muito críticos relativamente a este tipo de ajustes de contas. A não ser que o acerto de contas seja feito pelo António Costa. Ele pode.

As migrações vistas do espaço

por João Távora, em 01.05.15

migrações.jpg

“Seres humanos de todo o mundo uni-vos” é a palavra de ordem que sobrevém da desafiante crónica de Henrique Monteiro hoje no Expresso a propósito da tragédia daqueles que, pelas nossas migalhas, morrem às portas da Europa fugidos da miséria. O cronista perora contra as fronteiras, afinal os diques da nossa cultura e fortuna, que afinal são "construções abstractas que não se vêm do espaço". Sim, a questão das migrações "não deveria ser de controlo, mas de partilha". Bonitas palavras, bem fáceis de escrever, tão difíceis de praticar. O problema é que vivemos numa contingência gravitacional bem terrena que nos atira para o chão: até que ponto escancarar as fronteiras da Europa no mediterrânio serviriam tal intenção? Descendo à terra madrasta, até que ponto o português (e o hemisfério norte em geral) estará desposto a aceitar um brutal ajustamento, na persecução de um corajoso projecto de distribuição e reequilíbrio da riqueza entre o norte e o sul? Se a coisa já é o que é quando para a sobrevivência dum estilo de vida (o do Euro), numa democracia em pré falência como a nossa, nenhuma corporação está disposta a ceder privilégios e o banzé quase degenerava em guerra cívil...

Se o empreendimento e a riqueza são fruto do compromisso, uma mistura equilibrada entre ordem e liberdade, vistos do espaço os portugueses têm muita sorte e pouco que se queixar – choram de barriga cheia, refastelados no sofá do mundo a comer pipocas a teorizar sobre a pobreza. E as migrações, vistas pela televisão ou do espaço, são assunto fácil de resolver. 

José Sócrates ter um testa de ferro que se chama Rui Mão de Ferro é demasiado cómico para ser verdade. Parece um filme do 007 em que as bond girls tinham todas nomes sugestivos como Ontop, Honey Ryder, Pussy Galore, Bonita, Mary Goodnight e afins. A sério, este país é uma séria cómica. Desde reuniões secretas entre parentes de um grupo familiar (GES) que eram afinal gravadas, a um ex-Primeiro-Ministro a quem o chauffeur de nome João Perna ficou encarregado de ir buscar guito, para dar uma perninha ao patrão. Até ao Mão de Ferro que escondia provas contra-Sócrates. Isto nem o melhor escritor arranjaria um enredo tão bom. 

Sócrates e Grupo Espírito Santo são quase tão incríveis como uma história de ficção. No meio disto tudo há 12 milhões de euros que foram transferidos para o ex-primeiro ministro por duas empresas de Hélder Bataglia (presidente de uma empresa do grupo GES, ESCOM), e cinco milhões transferidos pela construtora Lena (3 milhões), a mesma que cria este jornal I em 2008, mesmo em vésperas das eleições que deram vitória ao segundo mandato de Sócrates, (o jornal foi depois vendido a angolanos), e ainda há 2 milhões transferidos para Sócrates por um empresário holandês Jeroen van Dooren.

Todos os caminhos vão dar aos mesmos nestas histórias.

 


Pág. 6/6



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ela é nova. Dê-lhe mais uns anos e fundará uma Igr...

  • jonhy

    sim, sim o Público é um jornal que tem cá uma cred...

  • jonhy

    Gente que sabe estar e uma instituição a respeitar...

  • Anónimo

    Este texto tem uma frase que mexe comigo e muito… ...

  • Anónimo

    Telelixo, Q.E.D ( se necessário fosse ).Só por ma...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds