Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Interpelação ao Ministério da Justiça (a segunda)

por João-Afonso Machado, em 28.06.12

Agora, quando o telefone toca, ninguém atende. Já nem aquela voz sumida mas simpática, desculpando-se imenso por ter ordens para não passar a chamada.. Não, o silêncio tornou-se absoluto no Instituto da gestão financeira do Ministério da Justiça.

Sabe-se porquê, começa-se a perceber com quem lidamos. Muito resumidamente - não há dinheiro para pagar as nomeações oficiosas de advogados; e não há cara nem carácter para reconhecer isso mesmo e pedir desculpas e apelar à paciência e à compreensão dos credores: os profissionais do foro que continuam a ser convocados e a trabalhar graciosamente.

Sem esquecer os gravíssimos contornos da crise, ainda assim, não parece seja modo de tratar os interessados. E não custará concluir este mutismo forçado resulte de ordens superiores. Da Senhora Ministra.

Daí o apelo: é com o Senhor Bastonário que a Senhora Ministra - caso escape à "remodelação" - tem o resto da legislatura para picardias que nada dizem aos advogados.

Estes querem apenas trabalhar e receber o que lhes é devido: sejam os honorários, seja uma explicação. Levar com a porta na cara é que não.

Por isso, direccione a Senhora Ministra o seu semblante, mais casmurro do que duro, mais mal-humorado do que decidido, sobremaneira e recorrentemente desagradável, para outros alvos, outros putativos adversários. Antes que os advogados em tal se transformem, realmente.

E não é só por si, Senhora Ministra - caso escape à remodelação. Tudo está como era. Atente, ao menos, no Governo e no Portugal em que afirma acreditar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

CATCH 22 (VIIII)

por FNV, em 28.06.12

- Antipatriota: Então afinal vai tirar os apoios às grávidas?

- Pepê Vespa: Sou uma pessoa muito  simples.

- Antipatriota: Mas isso não era anti-social?

- Pepê Vespa: É preciso um novo paradigma.

- Antipatriota: O CDS-PP agora é gay?

- Pepê Vespa: Viva  a alegria.

- Antipatriota: E a família tradicional,  a maternidade e assim?

- Pepê Vespa: Quem tem filhos tem cadilhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão

por Maria Teixeira Alves, em 28.06.12

A olhar para esta notícia, enche-me de esperança a União Europeia:

 

David Cameron quer a "City" fora de união bancária europeia

 

Um não quer a city de Londres sob alçada de um supervisor bancário europeu; o outro (a Alemanha) não quer a mutualização da dívida (as eurobonds) e não quer que sejam usados os mecanismos europeus para regular o preço das obrigações soberanas (existem instrumentos no Fundo Europeu de Estabilidade Financeira que prevêem intervenções no mercado primário, onde os soberanos emitem dívida, e secundário onde a dívida é negociada entre investidores, e o mesmo acontece com o Mecanismo Europeu de Estabilidade),

Uns (Alemanha) querem uma união económica e monetária reforçada, assente num mercado financeiro e num quadro orçamental integrados, outros querem um intervenção rápida para estancar a escalada de juros de Espanha e Itália. Bem, assim a União Europeia vai longe!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Contemplando o fundo

por Zélia Pinheiro, em 28.06.12

Seria inevitável que os jornais fossem afectados pela crise? Ou será que a crise até podia fazer com que as pessoas sentissem maior necessidade de informação? De todo o modo, uma quebra de mais de 10% nas vendas dos jornais diários, já de si baixíssimas, dá que pensar, e não só, mas também, sobre as estratégias das empresas de comunicação social portuguesas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crónicas de Vida (13)

por João Távora, em 28.06.12

 

A guerra dos sexos não é a luta de classes, é garantia e perpetuação da incontornável e fascinante atracção dos opostos.

»»» A Guerra dos Sexos «««


Autoria e outros dados (tags, etc)

Chapeau

por FNV, em 28.06.12

"Num país de limitada história é dificil encontrar temas para fazer filmes".

Não é verdade. Já temos tantos filmes sobre Afonso Henriques, as Guerras Liberais, Camilo, a PIDE, a chegada do Gama a Calecute, Pascoaes etc.

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 biografias

por FNV, em 28.06.12

A do Dillinger português, ( mais ) uma de Savimbi e a de Otelo, por Paulo Moura.

A primeira , é verdade, não é apresentada como uma biografia. Ainda bem, porque não é. Confusa, sistema de saltos cronológicos,  deprimente  a lengalenga da sociedade criminógena que produz os Vitorinos deste mundo. O osso do livro é uma historieta de faca e alguidar daquelas que todas as semanas aparecem no Correio da Manhã. Está, no entanto, bem escrito.

A segunda também não se qualifica. Emídio Fernando faz uma resenha de recortes de jornais: artigos, notícias, reportagens de fundo. Savimbi não é retratado, excepto para quem nunca tenha lido nada sobre o Mais Velho. A melhor parte ainda é a história do movimento  nos tempos da operação Madeira ( pré -74).

A de Otelo é outra louça. A imbecilidade nacional-mediática deu importância à página inicial, que descreve os hábitos de higiene de Otelo ( por isso escolhi aquele link) , mas o livro merece análise.  Em primeiro lugar, cumpre o essencial: retrata o  homem. É certo que Moura repete  à  exaustão que Otelo é o puro, o bom, o ingénuo, mas isso é um risco que se corre quando se lê  uma biografia. Nem todos podem ser Tácito a descrever a vida de Agrícola ou Gilbert a de Churchill.

Quando acabei de ler o trabalho de Paulo Moura,  compreendi que faz uma análise melhor do 25 de Abril do que o Alvorada em Abril, de Otelo himself. A página tantas, estão Otelo e Vasco Lourenço a mudar um pneu e lembram-se de fazer um golpe. Excelente. Também se percebe, apesar da matriz soixante-huitard, revolucionária, esquerdista, pró-Palestina e essa coisa toda de Paulo Moura ( basta  passar os olhos pelas suas crónicas do Público) , que Otelo esteve, pelo menos, envolvidíssimo com as FP-25. Ligar isto com a bonomia de Otelo ( indiscutível)  só é possível para quem tenha experiência clínica: ele há uma linha fina entre o narcisismo e a violência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamentos do Dalai Lima

por Jorge Lima, em 28.06.12

Não há Espanha que nos trave, só a trave.

Muito mais Dalai no Blog do Dalai Lima

Autoria e outros dados (tags, etc)

CATCH 22 (VII)

por FNV, em 28.06.12

- Teixeira: Vamos fechar tribunais no interior.

- Blogger Livre: Yes! Por uma justiça mais justa.

- Teixeira: O interior é  inocente.

- Blogger Livre: E exterior.

- Teixeira: Claro. Sem tribunais não há culpados.

- Blogger Livre:  Nem inocentes.

- Teixeira: Sobretudo esses, sempre  a atrapalhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Empreende-me, vai...

por FNV, em 27.06.12

Amigo Sérgio, tens toda  a razão. E não é só o  Seufert.  Se procurares bem,  encontras grandes cromos na coligação. Andam por aí a pedir empreendedorismo, mas  a  única coisa que até agora fizeram   de empreendedor não se pode dizer porque é feio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Força Portugal!

por João Távora, em 27.06.12

A nossa Causa é Portugal. E hoje, neste Euro 2012, a nossa Causa é também a nossa Selecção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crónicas de Vida (12)

por João Távora, em 27.06.12

 

As boas maneiras são a preponderância da civilização... de um frágil verniz que evitará que os convivas se aleijem disputando selvaticamente ao último croquete.

»»» Crónica da boa educação «««


Autoria e outros dados (tags, etc)

CATCH 22 (VII)

por FNV, em 27.06.12

- Camisa Branca: Este árbitro não me convém.

- Jonalista  Patriota: Pode ser imparcial.

- Camisa Branca: Não me admirava nada. Rafeiro  dum raio.

- Jornalista Patriota: A Pátria não recebe de traidores!

- Camisa Branca: Acho que é ao contrário.

- Jornalista Patriota: A Pátria recebe de traidores!

- Camisa Branca: Deixa lá isso e vai massajar os rapazes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No osso

por FNV, em 27.06.12

 Tenho a ligeira impressão de que o Henrique Raposo  está, por estes  dias, a levar pauladas ( também) por causa de textos  como este:

 E quase dá raiva, a mistura  de teóricos juristas com profissionais da alcatifa.

Como o artigo não referia os cromos  da Checoslováquia, os gatinhos  foram afiar as unhas noutro lado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamentos do Dalai Lima

por Jorge Lima, em 27.06.12

Platini apto a alinhar pela Espanha.

Muito mais Dalai no Blog do Dalai Lima

Autoria e outros dados (tags, etc)

Relatório

por FNV, em 26.06.12

Primeiras impressões do relatório anual do UNODC ( o blogue pouco é visitado, mas já não pára).

Autoria e outros dados (tags, etc)

As mil e uma pontes

por João-Afonso Machado, em 26.06.12

Há três ou quatro dias vou estando atento. A ocasião era de estalo: o sacrossanto S. João, a proximidade das "Autárquicas". Luis Filipe Meneses ordenou a primeira carga da cavalaria. O "castelo" da municipalidade do Porto é o seu objectivo.

Meios: nada mais - crisis, what crisis? - do que a construção de três pontes (uma pedonal) e um túnel entre o Porto e Gaia. Administrativamente falando: é da fusão entre as duas cidades que se trata. Uma joia do seu ideário que larga no ar, qual balões, uma treta.

A muitos terá passado despercebido o rastilho. O JN encarregou-se de o bufar até hoje, não deixando a mecha apagar.

Evidentemente, não há suporte económico que justifique o programa. Financeiramente, então...

Aproveitei a oportunidade para ir falando com as gentes aqui do bairro. Por unanimidade - Porto é Porto, Gaia e Gaia. Parágrafo.

E reflectindo um pouco sobre o tema, sempre se dirá, não é um decreto que apaga diferenças provenientes do início da Nacionalidade. Tão menos o decuplicar das pontes. Com que cidade futura está Meneses a sonhar? Porto-barra-Gaia? Porto-traço-Gaia? Portogaia? Gaiaporto? Porto - só? Vilanovenses encolhidos?

O tema terá continuação. Para já, se Meneses quer maximizar as potencialidades turísticas do conjunto, promova o fecho do trânsito automóvel no tabuleiro de baixo da Ponte D. Luis. E, de caminho, tire de lá o rótulo «Ponte Luis I». Primeiro porque só houve um monarca assim chamado; depois porque os nossos Reis nunca perderam o tratamento de "D.".

Arriscaria ainda, a terminar: não é promovendo o festejo elitista que a ideia se pega às populações. Arquitectos de nomeada, artistas de todas as artes, políticos oposicionistas, representam-se apenas - e muito bem - a eles próprios. Daí aos votos...

Ou talvez nada mais seja senão um passeio de Meneses a Barda... - perdão, a Budapeste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A hipocrisa Reagan da war on drugs

por FNV, em 26.06.12

No sítio do costume.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Debate, onde estás?

por Vasco M. Rosa, em 26.06.12

Sob o título «O património cultural, a Cinemateca e a Lei do Cinema», José Manuel Costa publicou no sábado, no jornal Público, p. 55, um importante texto sobre a sustentabilidade da conservação e actualização tecnológica do nosso património fílmico — é um assunto que a todos deveria preocupar, e muito, pela relevância do tema e pela importância das decisões que brevemente serão tomadas.

JMC fala mesmo de encruzilhada histórica da conversão ao digital.
Eu sei que um jornal, qualquer jornal, desvaloriza umas coisas e sobrevaloriza outras, e assim será ad eternum. Por mim, este assunto estaria na página 3.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nuno

    Um dia destes enviei um mail para um jornal nacion...

  • Anónimo

    Eu não faço exigências irracionais: se os jornais ...

  • Anónimo

    Mas eu também vi cabras sapadoras a destruir os po...

  • Luís Lavoura

    é inevitável haver conflitos entre pastorícia e ag...

  • Luís Lavoura

    O Henrique faz exigências irracionais aos jornalis...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds