Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Autoria e outros dados (tags, etc)

Apenas o coração puro limpa o pecado do Mundo.

por Rui Crull Tabosa, em 02.04.10

Em Parzival, Wagner celebrou a Paixão dO Cristo, que os judeus entregaram, os romanos crucificaram e todos nós todos os dias traímos.

Segui-lO continuará sempre a ser o desafio maior das nossas vidas.

Em Parzival o autor proibiu os aplausos.

Porque o recolhimento é o voto daqueles que vivem este dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A verdadeira face de Cristo?

por Pedro Quartin Graça, em 02.04.10

O canal History Channel num documentário recentemente divulgado procurou responder a um dos maiores enigmas da Humanidade: como era o rosto de Jesus Cristo?
Especialistas em computação gráfica usaram o Santo Sudário, a peça de linho guardada em Turim que, para os cristãos, serviu para envolver o corpo de Jesus depois da crucificação. A partir da referida peça, foram tiradas várias fotografias e experiência resultou no documentário "The Real Face of Jesus?" ("O rosto real de Jesus?").
De acordo com Ray Downing, especialista gráfico, e John Jackson, físico da Universidade do Colorado que estuda o Sudário desde 1978, a relíquia é singular, pois ela própria contém dados em três dimensões, uma vez que o corpo foi enrolado no pano, em vez de apenas o cobrir. 
«A presença de dados em três dimensões é bastante inesperada e também é única», diz Downing em declarações citadas pela BBC Brasil. 
Confira as interessantes fotos aqui. É fantástico como a ciência e a técnica  evoluem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

'Finis Patriae'

por Rui Crull Tabosa, em 02.04.10

Somos donde vimos. Quer isto dizer que é o nosso passado colectivo que enforma as gerações actuais e futuras e define também o seu carácter.
Ora, um Povo que não conhece a sua História é como um homem sem memória. Não tem passado porque este só está presente quando é conhecido. E não tem futuro porque este só existe quando se tem passado.
Ao que parece, estas evidências não são partilhadas pela Ministra da Educação do actual Governo, a qual, entre outras pérolas, admite a possibilidade da cadeira de História passar a ter duração semestral no ensino público.
Sempre considerei que os ideólogos de esquerda, movidos porventura pela sua natural inclinação para a mediocridade e a dissolvência em que assentam as doutrinas igualitárias, desprezam a História de Portugal e os admiráveis feitos dos nossos antepassados.
Por assim ser, lembrei-me de transcrever alguns trechos de uma esquecida carta enviada por Mouzinho de Albuquerque a D. Luís Filipe de Bragança, filho do Rei D. Carlos, quando aquele grande Português foi nomeado Aio do Príncipe Real:
Aprenderá Vossa Alteza a sê-lo [soldado] na história dos seus avós. Este Reino é obra de soldados. Destacou-o da Espanha, conquistou-o palmo a palmo um príncipe aventureiro, que passou a vida com a espada segura entre os dentes, escalando muralhas pela calada da noite, expondo-se à morte a cada momento, tão queimado do sol, tão curtido dos vendavais como o ínfimo dos peões que o seguia. Firmou-lhe a independência o rei de boa memória, que tantas noites dormiu com as armas vestidas e a espada à cabeceira, bem distante dos regalos dos Paços Reais. E, para formação da Vossa Casa, concorreu com ele o mais bravo dos seus guerreiros, simbolizou e resumiu em si quanto havia de nobre e puro na história Medieval, um herói e um santo. Mais tarde, o Príncipe Perfeito, depois de haver mostrado que sabia terçar lanças em combate como o melhor dos cavaleiros, depois de haver abatido de vez todas as cabeças que se erguiam por demais altivas perante a Corôa Real, deu pela força da sua vontade de ferro  um impulso de tal ordem às nossas naus que foram ter ao Cabo da Boa Esperança, abrindo a Portugal o caminho por onde chegou ao apogeu da glória.”
Nasceu vossa Alteza numa época bem desgraçada para este País. Foi talvez um favor de Deus porque mais na desventura que na felicidade se prova a força de carácter; em todo o caso é bem certo, meu Senhor, que a Vossa história tem sido muito triste porque, convença-se bem Vossa Alteza de que os Príncipes não têm biografia, a sua história é, tem que ser a do seu povo.”
E o herói de Macontene e de Chaimite pressentia lucidamente a miséria vindoura, quando escrevia que “Tudo é pequeno neste nosso Portugal de hoje! O mar já não é «curral das nossas naus», mas sim pastagem de couraçados estranhos; foram-se-nos mais de três partes do Império de além-mar e Deus sabe que dolorosas surpresas nos reserva o futuro.”
Para mal dos nossos estudantes, creio que nem a Ministra da Educação nem o Primeiro-Ministro compreenderiam Mouzinho de Albuquerque.
E como poderia não ser assim se aqueles nem sequer percebem coisas tão basilares dos nossos dias como é o facto de a assistência às aulas não representar apenas uma das condições para o acesso ao saber mas constituir, também, a própria base da disciplina individual, qualidade fundamental para qualquer povo vencer os desafios da competitividade e do progresso, de que tanto é moda falar-se?
A verdade é que, para eles, tudo se resume a uns programas escolares miseráveis, a uns computadorzitos para a canalha se cevar e, em suma, a uma confrangedora falta de exigência e de qualidade no ensino (não se chegou ao ponto de os estudantes avaliarem já a própria dificuldade das provas a que ainda são submetidos?).

A equação é, de facto, simples: governantes medíocres geram um sistema de ensino cábula e indolente, produtor de gerações de ignorantes acéfalos, sem passado nem futuro.

Por mim, aceito bem a responsabilidade de fazer o meu filho conhecer a História de Portugal e de, através dela, aprender a amar o seu País, não hesitando no sacrifício de o poupar ao ensino rasca que o Governo está decidido a impor cada vez mais nas escolas públicas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto do dia

por Luísa Correia, em 01.04.10

(No Mosteiro de São Vicente de Fora...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

os submarinos sempre foram muuuito perigosos...

por Rui Crull Tabosa, em 01.04.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mensagem real em atendedor automático de escola australiana

por Pedro Quartin Graça, em 01.04.10

Mais palavras para quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais Páscoa

por João Távora, em 01.04.10

 

 

Não é possível uma sociedade boa sem homens bons. As soluções aos desafios humanos, estão nas atitudes pessoais, começam nas nossas casas e partem dos nossos actos e vontades.

Na educação das minhas crianças travo duas duras batalhas contra a cultura do consumo e do sensacionalismo: a primeira é a sua formação religiosa cristã, uma missão quase impossível no meio desta ruidosa bagunça hedonista.  A segunda, não menos ingrata, é a promoção da leitura: porque a boa literatura desvenda a magnitude do drama existencial, desacomoda e desafia. Em ambos os casos no lugar da adrenalina urge o silêncio e humildade. Duas qualidades completamente fora de moda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há alturas em que a “crise” parece ultrapassada. Esta é uma delas. Ontem foi divulgada uma óptima notícia para o mercado de vinhos nacional e para o sector do vinho do Porto em particular: O Dows Vintage 2007 irá ser distinguido com 100 pontos (!!!) (a classificação máxima) na edição de Maio da prestigiada e influente revista “Wine Spectator”!
Esta popular revista do mundo dos vinhos descreve-o como “o melhor Dows alguma vez produzido”, num reconhecimento que, com toda a certeza, impulsionará todo o sector e confirmará a excepcional qualidade da colheita de 2007 (a mais ampla declaração generalizada de Vintage na história do Vinho do Porto)!

Informação, e quiçá algumas garrafas ainda à venda aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Notícia do dia - Manuela Ferreira Leite no "Corta-Fitas"

por Pedro Quartin Graça, em 01.04.10

Surpreendendo, inclusive, os que lhe estão mais próximos, e naquela que foi a resposta inesperada ao convite que Duarte Calvão lhe fez antes de abandonar o PSD, a verdade é que a ex-Presidente do PSD aceitou ser a nova colaboradora do "Corta-Fitas". Uma aquisição de peso que surgiu após a constatação feita pelos actuais colaboradores desta casa relativamente à aptidão da economista no manuseamento da tesoura, símbolo deste blog, conforme se pode constatar pela fotografia anexa.

Trata-se de uma iniciação de Manuela Ferreira Leite na blogosfera ela que, até agora, mantinha apenas uma coluna regular no caderno de Economia do semanário "Expresso".

É a notícia do dia. Damos as boas-vindas à nova colaboradora!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crucificámo-lO de novo

por Rui Crull Tabosa, em 01.04.10

 (Töchter Zion und Gläubige Seelen)        (Daughters of Zion and Faithful Souls)

Kommt, ihr Töchter, helft mir klagen,        Come, daughters, help me lament,
Sehet! - Wen? - den Bräutigam!               behold! - Whom? - the Bridegroom!
Seht ihn! - Wie? - als wie ein Lamm.         Behold Him! - How? - As a Lamb.
Sehet! - Was? - seht die Geduld,              Behold! - What? - behold the patience,
Seht! - Wohin? - auf unsre Schuld.            look! - Where? - at our guilt.
Sehet ihn aus Lieb und Huld                      See Him, out of love and graciousness
Holz zum Kreuze selber tragen.                 bear the wood for the Cross Himself.
O Lamm Gottes unschuldig,                       O innocent Lamb of God,
Am Stamm des Kreuzes geschlachtet,       slaughtered on the trunk of the Cross,
Allzeit erfunden geduldig,                          patient at all times,
Wiewohl du warest verachtet.                    however You were scorned.
All Sünd hast du getragen,                        You have borne all sins,
Sonst müßten wir verzagen.                      otherwise we would have to despair.
Erbarm dich unser, o Jesu.                         Have mercy on us, o Jesus.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 11/11



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds