Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Diana e Carolina, a mesma luta

por Cristina Ferreira de Almeida, em 04.09.07
Há raparigas que lidam muito mal com a rejeição e depois dão uma trabalheira a toda a gente.

.
.
.

Mais vinte cidades que jamais esquecerei (I)

por Pedro Correia, em 03.09.07

JAIPUR.
"Jaipur, a cidade cor-de-rosa." (Marcello Duarte Mathias)
.............................................................

Tags:

Nós

por Pedro Correia, em 03.09.07
Segundo o ranking Technorati, o Corta-Fitas é o 12º blogue com mais audiência em Portugal. Fica o registo. Que naturalmente nos agrada. E nos estimula para muitos outros textos que hão-de vir.

Onde há fumo...

por Pedro Correia, em 03.09.07
Marcelo Rebelo de Sousa, no seu estilo muito peculiar, dá-nos conta do nervosismo reinante na sede do PSD nestes dias que antecedem a decisiva eleição directa do presidente do partido. "Problema sério naquela sede: o fumo. O líder fuma desalmadamente. Mais as duas secretárias. Mais o vice Azevedo Soares. Mais o secretário-geral Miguel Macedo. Saí de lá fumador passivo de milhares de cigarros impregnados naqueles gabinetes. Mais os que fumei sem querer enquanto lá estive...", escreve Marcelo, com talento de repórter, no seu "Blogue" do semanário Sol. Palavras mais significativas do que muitas análises políticas...

Gostei de ler

por Pedro Correia, em 03.09.07
O PCP, os ditadores e o anticomunismo. Do Tiago Barbosa Ribeiro, no Kontratempos.
A desonestidade política do PCP. Do Carlos Manuel Castro, no Tugir.
Da superioridade moral. De António Pais, no Fim de Semana Alucinante.
Devem estar a gozar com o pagode. Do Jorge Ferreira, no Tomar Partido.
Propaganda pura. De José Gomes André, no Bem Pelo Contrário.
Estatística. Do João Gonçalves, no Portugal dos Pequeninos.
Uma desculpa esfarrapada. Do Pedro Sales, no Zero de Conduta.
Ode ao vinil. Do Henrique Fialho, no Insónia.

Dez livros

por Pedro Correia, em 03.09.07
O Eduardo Pitta lança-me este repto. Vou pensar no assunto e não tardarei a dar notícias.

Os novos obstáculos de António Costa

por Pedro Correia, em 03.09.07
A recente investida do ministro da Agricultura contra o Bloco de Esquerda, a propósito da destruição de um hectare de milho transgénico em Silves, não poderia ter ocorrido num momento politicamente mais inoportuno para António Costa, ex-número dois do Governo. Costa precisa do Bloco no seu frágil executivo em Lisboa: sem o apoio de Sá Fernandes, a sua tarefa na capital tornar-se-á ainda mais complicada. Seguramente o ex-ministro da Administração Interna não aplaudiu a diatribe de Jaime Silva contra os bloquistas (iniciada junto ao milheiral de Silves e reiterada no dia seguinte em entrevista à SIC Notícias). E a sua irritação será ainda maior por saber – funcionando este Governo como funciona, e sendo José Sócrates como é – que o titular da pasta da Agricultura nunca falaria como falou sem a conivência, senão mesmo com o estímulo, do primeiro-ministro. Ao atacar o Bloco, Jaime Silva marcou pontos junto de Sócrates, o que poderá valer-lhe uma pasta mais apetecida na próxima remodelação governamental. E confirmou que Costa terá de enfrentar obstáculos de que mal suspeitava quando decidiu correr em pista própria, enfrentando o desafio de Lisboa.

Diana

por João Távora, em 03.09.07
Não tenho grande pachorra para "socialites" ou intriguinhas “cor de rosa”. Nunca dei muita atenção às fofocas sobre o casamento do Príncipe Carlos com Diana Spencer, assim como também não "cusco" os casamentos ou a vida privada de ninguém, pois já me entretenho o suficiente com a minha. Sobre o cansado assunto da morte da Princesa do Povo, o melhor comentário saiu ontem no DN da pena de Alberto Gonçalves na sua (divertida) rubrica semanal à laia de blogue: (...) não esquecer, comemorou-se o acidente de Diana Spencer, e o facto de um carro conduzido a 200 km/h por um ébrio não ter morto parisienses inocentes. Assunto arrumado.

This one is for you

por Francisco Almeida Leite, em 02.09.07

James Morrison - You Give Me Something

As bocas de Marcelo

por Corta-fitas, em 02.09.07
"O CDS é o Bloco de Esquerda da direita e o Bloco de Esquerda é o CDS da esquerda" - não concebo algo mais irritante para os dois partidos visados! A frase é de Marcelo Rebelo de Sousa. Disse-a há pouco, na RTP, a propósito do tipo de acções a que os dois partidos se têm dedicado na rentrée, acções que não se destinam a grandes plateias.

Este homem intriga-me

por Cristina Ferreira de Almeida, em 02.09.07
Dias depois da notícia de que Paulo Teixeira Pinto tinha abandonado a Opus Dei dá-se a sua tentativa de tomada do poder no BCP.
O facto de, até ver, Teixeira Pinto ter saído derrotado contra o seu ex-correligiário da Obra, Jardim Gonçalves, não tira nada àquilo que verdadeiramente me intriga: a Opus Dei remete para o campo da fé e da obediência baseada na aceitação de dogmas existenciais; o BCP é um banco, que visa dar dinheiro a ganhar aos seus accionistas. Sair da Opus Dei para tentar tomar o poder no BCP não é um pouco como matar o pai e a mãe para ir ao baile do orfanato?

A raiz do equívoco

por João Távora, em 02.09.07
O PCP, adiantou Jerónimo de Sousa, «tem uma concepção diferente de terrorismo», que não a dos Estados Unidos e da União Europeia (*). Nada de novo, já que é sabido como o PCP tem uma noção diferente de Liberdade e de Democracia, que não a do senso comum. E quanto ao incontornável caso da comitiva FARC, não será antes um imperativo moral NÃO IR à festa do Avante? Bastará a foto de Ingrid Betancourt ao peito para aliviar a consciência? Ou não deveriam antes as instâncias próprias questionar com seriedade a legalidade constitucional dum partido de cariz totalitário como o PCP?
.
(*) Declarações de J.S. ao Avante! via O Insurgente

Domingo

por João Távora, em 02.09.07
Evangelho segundo São Lucas 14, 1.7-14

Naquele tempo, Jesus entrou, num sábado, em casa de um dos principais fariseus para tomar uma refeição. Todos O observavam. Ao notar como os convidados escolhiam os primeiros lugares, Jesus disse-lhes esta parábola: «Quando fores convidado para um banquete nupcial, não tomes o primeiro lugar. Pode acontecer que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu; então, aquele que vos convidou a ambos, terá que te dizer: ‘Dá o lugar a este’; e ficarás depois envergonhado, se tiveres de ocupar o último lugar. Por isso, quando fores convidado, vai sentar-te no último lugar; e quando vier aquele que te convidou, dirá: ‘Amigo, sobe mais para cima’; ficarás então honrado aos olhos dos outros convidados. Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado». Jesus disse ainda a quem O tinha convidado: «Quando ofereceres um almoço ou um jantar, não convides os teus amigos nem os teus irmãos, nem os teus parentes nem os teus vizinhos ricos, não seja que eles por sua vez te convidem e assim serás retribuído. Mas quando ofereceres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos; e serás feliz por eles não terem com que retribuir-te: ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos.

Da Bíblia Sagrada

Toldos às riscas

por Francisco Almeida Leite, em 01.09.07
Magníficas crónicas, as de Agosto do Jansenista. A partir da Praia do Sul, na Ericeira. A não perder.

A nova fase

por Francisco Almeida Leite, em 01.09.07
Sobre aqueles que dizem que a não promulgação da lei orgânica da GNR por Cavaco Silva não terá passado, nas suas palavras, de um "veto de Verão", aconselho que leiam ponto por ponto as razões invocadas pelo Presidente da República. Uma a uma. Não custa nada. E garanto que é uma leitura deveras interessante. Há muito tempo que não se via um veto ser fundamentado desta maneira. Sem pompa, sem balelas. Muito directo, assertivo, quase arrasador. Depois falem nas "silly seasons" que entenderem.

Música de todos os tempos (20)

por Francisco Almeida Leite, em 01.09.07
Rod Stewart - "Sailing"

E se ele volta?

por Francisco Almeida Leite, em 01.09.07
A manchete do Expresso de hoje é um indicativo forte de que a oposição europeia a José Manuel Barroso, vulgo Durão Barroso, não irá ficar quieta perante uma "pérola" política como a descoberta de um eventual financiamento ilícito do PSD nos anos em que o actual presidente da Comissão Europeia liderava o PSD. A esquerda socialista europeia, o segundo maior agrupamento político-partidário do Parlamento Europeu, prepara-se obviamente para tentar impedir uma reeleição de Durão à frente da CE e uma rotatividade com o Partido Popular Europeu de apenas um mandato. Se assim for, Durão estará de volta a Portugal antes do previsto. Lá para 2009. Curioso "timing", não? É mais uma carta para baralhar o cenário do PSD pós-Mendes. Só que Durão, ao contrário de outros, tem o seu exército pronto para o que der e vier. Seja o regresso ao PSD ou uma candidatura a Belém, em 2011, no caso de Aníbal Cavaco Silva querer apenas fazer cinco anos como Presidente da República. Neste caso, terá que travar-se de razões com Marcelo Rebelo de Sousa, outro potencial interessado na sucessão a Cavaco Silva.


Pág. 13/13



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Portugal está num processo de degradação acelerada...

  • Anónimo

    Na bicha, minha senhora, na bicha.Recusar colonial...

  • Luís Lavoura

    uma acção coerciva de uma violência brutal, sem cu...

  • Luís Lavoura

    Sim, Marina, as pessoas em Lisboa estão todas borr...

  • Anónimo

    https://observador.pt/opiniao/retorno-ao-normal-de...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D


    subscrever feeds