Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tatuagens para quê?

por Francisco Almeida Leite, em 28.07.06
Ao ler alguns posts do João Villalobos - como o das cuecas dos homens ou o dos bigodes - fiquei com imensa vontade de revelar uma das minhas fobias de pele. Não suporto esta moda das tatuagens. Aliás, mesmo antes de estar na moda também já não as suportava. Há uns anos proliferavam as tatuagens nos músculos dos braços ou no peito que tinham dizeres como "Angola 68" ou "Amor de Mãe", hoje em dia é tão mau ou pior. Meninos e meninas usam e abusam dos símbolos e da numerologia chinesa, dos dragões, cobras, cruzes góticas, etc. Não se aguenta e dá um ar sujo.
Há casos em que as meninas mandam tatuar a dita coisa em sítios estratégicos, para revelar com uma roupinha pirosa mais atrevida. Eles optam pelo pescoço, pelas mãos ou pelas pernas (em especial se jogarem futebol). Os nomes das namoradas, mulheres ou dos filhos (normalmente com nomes que há uns anos nem eram autorizados) ganham também relevo nas peles, muitas vezes com batente, sombreado, brilho e por aí fora. Ninguém se enxerga?

P. S. - Veja-se aqui o exemplo da Elizabeth Hurley, onde é que já vai o menino Hugh Grant?.. E que bonita que ela fica sem aquilo ali.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bons e maus presos políticos

por Pedro Correia, em 28.07.06
Achei tocante a preocupação, revelada pela bancada do PCP no debate parlamentar de ontem, quanto à eventual existência de "milhares de presos políticos" em Israel. Mas não acredito que esta preocupação seja genuína. Se o fosse, os comunistas portugueses estariam também preocupados com os presos políticos em Cuba, por exemplo: acontece que nunca lhes ouvimos uma palavrinha sobre este assunto. Já para não falar na Coreia do Norte, que Bernardino Soares, líder parlamentar do PCP, admitiu ser uma democracia. Quem confunde o ditador Kim Jong-Il com um democrata perde toda a autoridade moral para criticar o que quer que seja...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para a Ana Sá Lopes, com estima

por Corta-fitas, em 28.07.06
-##


|----------------------------------|
Nice Song !! | Tablature for Dire Sraits's : |
| ON EVERY STREET |
|----------------------------------|


(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[----2----------]
(D)[------3--------]
(A)[---------------]
(E)[1--------------]

(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[--------5------] Simultaneously.
(G)[-------4-------]
(D)[---------------]
(A)[---------------]
(E)[-----3---------]

(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[----2----------]
(D)[------3--------]
(A)[---------------]
(E)[----2----------]

(E)[---------------] Play the used string + (G) & (E)
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[---------------]
(D)[----2----------]
(A)[---------------]
(E)[---------------]

(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[----2----------]
(D)[------3--------]
(A)[---------------]
(E)[1--------------]

(E)[---------------] Play the used strings + (E)
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[-------4-------]
(D)[--------5------]
(A)[---------------]
(E)[---------------]

(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[---------------] Simultaneously.
(G)[--------5------]
(D)[--------5------]
(A)[---------------]
(E)[-----3---------]

(E)[---------------] Play the three used strings
(B)[--------5------] Simultaneously.
(G)[-------4-------]
(D)[---------------]
(A)[---------------]
(E)[-----3---------]

& Repeat

Autoria e outros dados (tags, etc)

Três secos

por Francisco Almeida Leite, em 28.07.06
A vitória de ontem do Sporting sobre outro clube da segunda circular merece alguma atenção. Primeiro, 3-0 já é uma goleada. Depois, impressiona porque a equipa treinada por Paulo Bento tem pouco mais de uma semana de trabalho nas pernas e já joga a sério.
Sobre a nova estrela, Yannick Djaló, que foi a figura do jogo, recomenda-se juízo. Espera-se que possa evoluir em Alvalade como João Moutinho ou Nani e que não seja uma explosão para vender no fim do ano ao desbarato, como aconteceu com Cristiano Ronaldo, Quaresma e um jogador que parece ter chegado a capitão do clube ontem goleado. Deixem Yannick jogar com a alegria e a sabedoria que já deu para ver que tem e aí ele passará de diamante em bruto a jogador a sério. Caso contrário, se o elevarmos ao Olimpo cedo demais, não passará de um Litos, um Mário Jorge, um Dani ou outros casos mais recentes de grandes jogadores que não crescem à altura de um Figo ou um Pedro Barbosa. Sobre este último recaem, aliás, grandes responsabilidades na condução da equipa de jovens talentos, a partir do seu novo cargo de director do departamento de futebol. Com falta de referências e com a braçadeira entregue a promessas como Custódio ou Moutinho (para além de Ricardo), é em Barbosa que os miúdos vão buscar o que precisam de saber. Deles, de Liedson e de contratações como Paredes, Farnerud ou "El Loco" se fará o grande Sporting 2006-2007!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já chegámos ao Dubai

por Corta-fitas, em 28.07.06
A propósito desta notícia tenho a dizer que a expressão «a actual Marina não se revelou completamente bem sucedida» é dos maiores eufemismos que li na minha vida.
A Marina de Cascais foi um fiasco, de proporções equivalentes à altura do projecto que agora inventaram.
António Capucho, pelos vistos, acha que uma torre de vidro com 100 metros não vai afectar a paisagem. Como vivi anos e anos em Cascais, tenho tendência para já não rir com coisas destas. Deve ser da idade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Friday

por Francisco Almeida Leite, em 28.07.06
Heidi Klum. Com uma música do Seal (qualquer uma) a ouvir-se baixinho, baixinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desplumados

por Corta-fitas, em 28.07.06
Mais uma prova de como Portugal é manifestamente incapaz de reter os melhores talentos: Katrin Potoczek, a nossa «menina da bilha», partiu de vez para a sua Polónia natal.
Com 23 aninhos, a rapariga diz que vai estudar para dentista. Felizes os cariados da Polónia, porque deles será a destartarização sem dor.

Actualização: Pois, pois, já me esquecia, a Maria João Pires também decidiu emigrar para o Brasil. Incrível como não me lembrei dela antes da Katrin. Ele há coisas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho isto em comum com o Tony Soprano

por Pedro Correia, em 28.07.06
Gostamos ambos de Tony Bennett.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ter Visão

por Pedro Correia, em 28.07.06
O Corta-Fitas é um blogue "sempre atento". Este qualificativo, que consideramos um saboroso elogio, veio ontem publicado na popular (e original) secção Blogomania, da revista Visão. Tudo a propósito desta posta em que se reproduzia uma brilhante primeira página do jornal The Independent. A Visão, que faz jus ao nome, reproduz a pergunta que aqui se formulou: "Será que uma capa destas venderia bem nas nossas bancas?"

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu pai bem me avisou...

por Corta-fitas, em 28.07.06
...Mas agora surgiu a prova oficial. O Público incluiu a notícia na sua rubricazinha «O insólito», mas isto de insólito não tem nada meus amigos. Devia era ter sido primeira página, ó senhor director JMF.
Para acabar com uma praga de lagartas na Bélgica, a única solução encontrada foi, e passo a citar: «uma hormona sexual feminina que atrai os machos para as armadilhas. Uma vez aí, eles caem e morrem».
Não preciso de dizer mais nada, é evidente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um governo, duas políticas externas

por Pedro Correia, em 28.07.06
A estreia de Luís Amado como ministro dos Negócios Estrangeiros, no debate parlamentar de ontem, representou um virar de página na política externa do Governo socialista. Com Freitas do Amaral ao leme da nossa diplomacia, todo o discurso implícito e algum explícito visava reforçar o poder da União Europeia face aos Estados Unidos, em aproximação das teses da esquerda tradicional. Pelo contrário, Luís Amado vem agora destacar a componente atlantista da diplomacia portuguesa, demarcando-se claramente dos partidos situados à esquerda do PS. "Existe algum anti-americanismo primário nas análises que alguns fazem a este conflito [no Líbano], disse o ministro, dirigindo-se às bancadas do PCP e do Bloco de Esquerda. Mas estas palavras poderiam também ter como alvo o próprio Freitas do Amaral.
Para Luís Amado, qualquer iniciativa da União Europeia no Médio Oriente só deve ocorrer "em conjunto com outro actor, que são os Estados Unidos". Algo que Freitas nunca diria. Como também não afirmaria isto que o seu sucessor ontem enunciou: "Não se pode pedir aos Estados Unidos que fiquem fracos. Pede-se é aos europeus que fiquem fortes."
Enfim, há uma voz sensata na condução da politica externa portuguesa. Só custa a crer como José Sócrates apadrinhou dois protagonistas com visões tão divergentes no Palácio das Necessidades...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Subscrevo

por Pedro Correia, em 28.07.06
"Porque é que achamos normal que cada israelita, seja judeu ou árabe ou outra coisa qualquer, saiba que pode explodir no autocarro ou na pizzaria ou na bicha do cinema em qualquer dia da semana? Porque é que achamos normal que em Israel se viva no sentimento de cerco permanente?"
Fernanda Câncio, Glória Fácil

"É a primeira vez que, em estado de guerra, ouço fazerem-se críticas pela existência de uma 'resposta desproporcionada'. Como é então uma resposta proporcional na guerra?"
Martim Silva, Mau Tempo no Canil

"Nada de racional - ou sequer de afectivo - nos permite dizer, sem crítica ou autocrítica, que 'apoiar' a Palestina é de 'esquerda' e 'progressista' e que 'apoiar' Israel é de 'direita' e 'conservador'. Muito menos quando estas categorias derivam para os seus extremos - os Hamas e Hizbollahs fundamentalistas e/ou terroristas, ou certos governos mais belicistas de Israel."
Miguel Vale de Almeida, Os Tempos que Correm

"Nem tudo é relativo, por mais que possamos pensar o contrário."
Pedro Boucherie Mendes, Aos 35

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gostei de ler

por Pedro Correia, em 28.07.06
1. O Pasquim Digital. Do André Moura e Cunha, no Porque.
2. A. O. S. Do João Gonçalves, no Portugal dos Pequeninos.
3. A Regra do Jogo. De Filipe Nunes Vicente, no Mar Salgado.
4. A Manifestação. De Tiago Barbosa Ribeiro, no Kontratempos.
5. Planeta Hezbollah. De Rui Bebiano, na Terceira Noite.
6. Conselho de Segurança. De Luís Januário, n'A Natureza do Mal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Momentos Kodak (4)

por Rodrigo Cabrita, em 28.07.06
Dezenas de cabritas recém-nascidas amontoam-se por cima umas das outras por forma a não baixarem a temperatura do corpo.
(Tramagal, 21 de Fevereiro de 2006)
Foto: Rodrigo Cabrita

Autoria e outros dados (tags, etc)

Até já

por Pedro Correia, em 27.07.06
O Pedro Boucherie Mendes prometeu e cumpriu. Hoje, dia em que festejou 35 anos, pôs fim ao blogue homónimo. Com um excelente texto de despedida, intitulado "35 coisas que aprendi em 35 anos". Daqui vai um abraço de parabéns para ele. Esperando que regresse rapidamente à blogosfera.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muito perto da perfeição

por Pedro Correia, em 27.07.06
A crónica perfeita não existe. Mas algumas crónicas aproximam-se muito da perfeição. Como esta, assinada pela Ana Margarida de Carvalho - uma das pessoas que escreve melhor na imprensa portuguesa. Com textos como os dela a leitura torna-se sempre sinónimo de prazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um dos mais belos filmes de todos os tempos

por Pedro Correia, em 27.07.06
É uma daquelas películas que nunca nos cansamos de ver. Único título de um cineasta singular que não voltou a sentar-se na cadeira de realizador - o actor britânico Charles Laughton, que em 1955 rodou esta obra-prima insólita e arrebatadora, longa toada nocturna, mais poesia que prosa, cruzamento do expressionismo alemão com cinema negro, de conto de fadas com romance gótico. É uma fita hipnótica, com um cortejo de actores em estado de graça - incluindo Robert Mitchum, Shelley Winters e Lillian Gish. Vai ser exibida sábado à noite, a partir das 22 horas, na Cinemateca. Nem me passa pela cabeça perder esta sessão: A Sombra do Caçador é um dos filmes da minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma cidade roída pela solidão

por Pedro Correia, em 27.07.06
Nos longos dias de Verão, quando muitos dos que aqui trabalham vão de férias, percebemos melhor como Lisboa está a transformar-se numa cidade povoada por velhos. Os jovens são cada vez mais empurrados para a periferia, tornando o centro da capital um domínio praticamente exclusivo de gente idosa, que quase nem sai à rua e se limita a espreitar o mundo pelo ecrã da televisão ou por um olhar furtivo à janela. Entre os recenseamentos de 1981 e 2001, Lisboa perdeu 20 por cento da sua população fixa. Há ruas onde não mora ninguém. No Rossio, conservam-se cinco residentes – o mais novo dos quais já septuagenário. E tudo isto, que devia ser tema de intenso debate público, parece não espantar ninguém. “On s’habitue, c’est tout”, cantava Jacques Brel numa das suas mais belas canções. É isso mesmo: vamo-nos habituando à invasão do insólito no nosso quotidiano e já não estranhamos rigorosamente nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A palavra ao leitor

por Pedro Correia, em 27.07.06
Sem correr ainda o risco de imitar o dr. Pacheco Pereira, que vai tendo o seu Abrupto cada vez mais produzido pelas pessoas que lêem o blogue, volto a publicar uma mensagem de um leitor, transcrevendo-a da caixa de comentários para este espaço. É um leitor muito especial: o proprietário do restaurante Luca, em reacção a esta posta que aqui deixei há dias. Sensibilizou-me o fair play que revela, pouco frequente numa sociedade como a nossa, que aceita tão mal todo o género de críticas. Tomo só a liberdade de limar o "sotaque" italiano da sua mensagem, aportuguesando-a um pouco mais:
"Estimado Pedro,
Agradeço a sua descrição de 'cozinha criativa com raiz tradicional', seguramente a mais acertada que tenho lido. Ficamos felizes por saber que gosta do nosso restaurante. Adoraríamos tê-lo de volta ao Luca. Posso assegurar-lhe que temos ainda muito trabalho à frente para sermos um restaurante de sucesso. Por isso, ainda não se despeça de nós, por favor. Ligue-nos ou envie-nos um e-mail (luca@luca.pt) para reservar.
Muito obrigado e boas férias (se for; senão, bom trabalho)."
Luca (& team)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ideia triste

por Corta-fitas, em 27.07.06
Foi lançado esta semana e é um triste sinal destes tempos em que vivemos. Um insuflável ícone da solidão hodierna (ena, que frase portentosamente intelectualóide).
Chama-se «Buddy on Demand» e é um homenzinho que cabe no porta-luvas e depois se enche com um interruptor para acompanhar mulheres sozinhas ao volante, dizem os seus criadores.
82% das mulheres, afirmam eles, sentem-se mais seguras com alguém sentado a seu lado. Curiosamente, a porta-voz da empresa é uma mulher de nome Jacky Brown. Ao ler a notícia, vieram-me à cabeça diversas mulheres que, depois de insufladas, inspirariam muito mais confiança do que este homenzinho, mas decidi não nomeá-las. Também eu temo pela vida, e não só dentro do carro.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds