Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O partido que não muda nem à bomba

por Pedro Correia, em 11.04.08

Não sei se já repararam: um dos factos políticos mais relevantes das últimas semanas tem sido o silêncio de Santana Lopes. Direi melhor: o sábio silêncio de Santana Lopes. Enquanto Menezes demonstrava uma incontinência verbal e uma inconsistência mental em doses galopantes, enquanto Alberto João Jardim deixava os jornalistas de fora do congresso da Madeira (e os órgãos de informação acataram respeitosamente esta regra, em vez de mandarem o congresso às malvas), enquanto Ângelo Correia ensaiava os primeiros malabarismos tácticos que o farão descolar da actual liderança a curto prazo, Santana guardava um prudente recato. Começa a parecer um estadista em comparação com a restante turma. Bem escusam Paula Teixeira da Cruz, José Pacheco Pereira, lord Borges e tutti quanti de procurarem ansiosamente um sucessor para Menezes: ele já anda por aí e tem o nome do primeiro Papa. O problema, para o PPD, não é ter um "líder" que não sai "nem à bomba": é ser um partido que não muda de características nem à bomba. Quem quer mudança, fará melhor em fundar outro partido. Ainda há tempo: falta um ano e meio para as próximas legislativas.



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.04.2008 às 16:40

O problema é que o Santana Lopes não aguenta muito tempo esse prudente recato e não tarda nada está aí a mostrar que entre Menezes e ele próprio a diferença é um detalhe.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.04.2008 às 17:06

Fiquei absolutamente espantado com o eng Ângelo Correia a pretender explicar metendo os pés pelas mãos que o que tinha dito queria dizer uma coisa assim a modos que diferente do que tinha efectivamente dito.
Sem imagem de perfil

De rms a 11.04.2008 às 17:07

Ó Pedro, então o seu homónimo diz hoje que está de volta e você acha que ele anda apagado?

Daqui para a frente é que vai ser!

Um bocadinho mais a sério, acho, muito sinceramente, que as palavras do Ângelo Correia foram para os padrinhos - perdão - barões do PSD e não para o Menezes, como de resto o homem até se explicou ao Mário Crespo.

É verdade que o Menezes é tudo menos um bom líder para o PSD - e, pessoalmente, ainda bem. Contudo - sim, evitei o "mas" - também é verdade que qualquer outro líder naquele partido, com este PS, é um nado-morto.

É bastante evidente que o Partido Socialista não lidera as sondagens com os socialistas tradicionais.

Daí se explica que a esquerda - aquela esquerda não-moderna e blábláblá - sobe de forma consistente e o CDS e op PSD descem nas muitas consultas.

Este PS governa à direita e, muito provavelmente, ganhará as próximas eleições com votos da direita, que o PSD perdeu pelo descrédito a que foi sujeito pela dupla Durão-Santana.
Sem imagem de perfil

De rvn a 11.04.2008 às 19:07

pedro,
mal seria se não fosse assim, para este gato escaldado em cada uma das suas sete vidas políticas. Vai em quantas, já gastas até agora? O que lhe sobra tem que ter tiro certeiro, foi-se a margem de erro em vidas passadas. O seu relativo recato será prova que está consciente disso mesmo. De qualquer forma estou em crer que leste bem o quadro dos bitaites laranja. Embora com uma salvaguarda, de justiça. É certo que Menezes não diz grande coisa (para ser suave), mas calado é que ele não podia ter estado.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • AVS

    Inequivocamente a política está inserida no domíni...

  • balio

    o Rei é e um Presidente da República está. E nunca...

  • Júlio Sebastião

    O António José Seguro começou a dar aulas de mestr...

  • Anónimo

    Há sistemas baseados no voto que não são democráti...

  • Elvimonte

    Já dizia Eça: "Os partidos elegem-nos e nós votamo...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D