Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fora de série (5)

por Cristina Ferreira de Almeida, em 22.09.07
A minha infância e adolescência tiveram pouca televisão. Por razões que já não sei precisar, tudo lá fora parecia mais interessante do que estar sentada em frente ao ecran. E foi só com o Fame que ficar em casa a ver televisão passou a ser o plano A.
Ao mesmo tempo que estava viciada na série, sentia-me brutalmente infeliz quando o episódio acabava. Eu queria ser mulata e era só morena. Eu queria dançar em movimentos sintonizados e era disléxica. Eu queria usar perneiras de tricô de corres berrantes por cima de umas leggings, mas o meu guarda-fatos só tinha kilts e calças de ganga bem comportadas. Eu queria que o Leroy olhasse para mim com aqueles olhos doces, mas entre os rapazes que eu conhecia nem um usava tranças. Eu queria ter um sonho que me arrastasse para situações de privação, mas mudava de ideias todos os dias sobre o objectivo final (ainda sou assim, só deixei de usar kilts).
A única coisa que estranhava em Leroy, Danny, Jesse, Chris e Coco era o ingrediente que dava nome à série. Eles queriam dançar, cantar, actuar e tocar mas, mais do que tudo, eles queriam ser famosos. Tanto quanto me lembro, foi a primeira vez que a fama surgiu em televisão como um objectivo final, para o qual se tinha que penar. Lembram-se do discurso da professora de dança, que interrompia o genérico? "Vocês querem ser famosos, mas a fama tem um preço. E é aqui, na Escola das Artes, que o começam a pagar. Em suor!". Para quê? Nunca percebi.
Tinha pensado procurar alguns elementos factuais para este texto, mas tive receio de esbarrar em informações sobre como estão os miúdos do Fame na actualidade. Prefiro não saber. "I want to live forever!"

Autoria e outros dados (tags, etc)



7 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Inês a 23.09.2007 às 12:08

Fame é daquelas séries onde todo o elenco não vai envelhecer na nossa memória.
(Não vejas o musical Cristina!)
Sem imagem de perfil

De Cristina a 22.09.2007 às 23:24

a "continuação" é triste mesmo. o Leroy, por exemplo, morreu com Sida..:/
Sem imagem de perfil

De ana vidal a 22.09.2007 às 20:46

O Fame também povoou o meu imaginário, e tudo o que eu queria era ir para aquela escola também. Não propriamente pela sede de fama, mas porque aquilo me parecia o paraíso para gente da minha idade.
É inevitável comparar a série (fora de série, mesmo), onde se ensinava que a fama tem um preço alto e requer muito trabalho para lá chegar, com estes concursos de televisão em que os "jovens" acham que já nasceram ensinados e que têm direito a um passaporte directo para o estrelato. E o pior é que são os paizinhos a alimentar essas ilusões: metade do país acha que tem em casa uma estrela injustiçada. Não deixa de ser sintomático.
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.09.2007 às 20:07

Fui fã desta série. Jamais a revi para que o encanto não se quebrasse.
Sem imagem de perfil

De cfa a 22.09.2007 às 20:00

Obrigada, Leonor e João, simpatia vossa.
Sem imagem de perfil

De João Távora a 22.09.2007 às 19:55

:-) A parada está alta!!!
Sem imagem de perfil

De Leonor Barros a 22.09.2007 às 19:22

Gostei muito.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anonimus

    País em que o debate dos transportes públicos se r...

  • Anónimo

    «Martinho Lutero, no Documento Adendo: Contra as H...

  • xico

    Das boas heranças que o comunismo deixou nos paíse...

  • Anónimo

    continua a guerra de trincheiras da I GM preferia ...

  • Anónimo

    ainda não percebi o que mrs entende ser a função d...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D