Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um herói do século XX

por Pedro Correia, em 29.09.06
É um acontecimento editorial, com repercussão simultânea em diversos países – incluindo Portugal. Mandela – O Retrato Autorizado, álbum que reúne uma vasta colecção de fotografias de Nelson Mandela e cerca de 60 depoimentos sobre o ex-presidente da África do Sul, terá lançamento à escala internacional na próxima segunda-feira (em Lisboa, no Corte Inglés, às 18.30 desse dia). Uma obra que consagra Mandela como um dos maiores políticos do século XX, autêntica lenda vida do nosso tempo. No prefácio, Kofi Annan diz tudo nesta frase: “Se estivermos à altura de uma pequena parte do que Mandela é, o mundo será um lugar melhor.” E o ex-presidente americano Bill Clinton, num comovido testemunho, acrescenta: “O que torna Mandela tão especial é o facto de ser um verdadeiro ser humano. Ri, chora, enfurece-se, apaixonou-se por Graça Machel. Tem uma vida a sério. E o facto de ser tão verdadeiro, tão real, torna a sua grandeza, o seu sacrifício, a sua sabedoria e a sua coragem face a tudo aquilo que lhe aconteceu ainda mais extraordinário.”
Mandela – O Retrato Autorizado tem chancela portuguesa da editora Quidnovi e tradução de Jorge Almeida e Pinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)



7 comentários

Sem imagem de perfil

De I.P. a 02.10.2006 às 01:29

Também o admiro muito. Vivi na África do Sul em miúda e vim muito jovem para Portugal. Criança, ainda. Mas o que vi e vivi durante os quatro anos em que esse foi o "meu" país foi determinante para formar valores e princípios -contrários aos que me foram ensinados - e que, só mais tarde, descobri ter apreendido. Tenho saudades. Conta... Fico à espera.
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.09.2006 às 13:10

Obrigado, Ilídia: se há político que admiro profundamente é Mandela. Tentarei lá estar na segunda, João. Se conseguir, depois conto.
Sem imagem de perfil

De mam a 30.09.2006 às 11:41

Meu herói de menina. Meu herói de mulher!
Sem imagem de perfil

De Afonso Martins a 29.09.2006 às 23:57

Tudo bem, mas se quisermos respeitar a desagradável verdade histórica, teremos de lembrar que o homem - sem dúvida, uma enorme figura humana e política - esteve preso 26 ou 27 anos consecutivos (qualquer um dos de nós é capaz de imaginar o que é estar preso 26-anos-26 ?)e durante a maior parte desses anos as potências ocidentais - EUA, países europeus - nunca levantaram a voz pela sua libertação e fizeram proveitosos negócios com o regime do «apartheid». Só nos últimos anos, sob o efeito da pressão da opinião pública internacional, o posicionamente desses países passou a ser mais crítico com o regime do «apartheid».
Deve estar esgotado, mas sobre todos esses anos terríveis (massacres de Sharpeville e Soweto, etc.) há um romance inesquecível e arrasador até às lágrimas do já falecido escritor sul-africano Alan Patton.
Sem imagem de perfil

De João Távora a 29.09.2006 às 23:23

Um grande Homem!
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 29.09.2006 às 22:38

A Quidnovi é a tal do Saraiva.
Sem imagem de perfil

De I.P. a 29.09.2006 às 22:01

Excelente sugestão, Pedro. Gostei!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Pedro Nunes

    Já tinha saudades de ler os textos do Henrique.

  • Anónimo

    O Henrique devia ser leitura obrigatória. ;-) Obri...

  • Anónimo

    a sociedade citadina actual é coprofágica, vai mor...

  • Luis Lavoura

    Essa de querer comer somente peixe, por razoes amb...

  • Anónimo

    Salva qualquer um com magros resultados no balanço...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D