Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Obrigado republicanos

por Duarte Calvão, em 21.02.06
Sou leitor da revista Atlântico desde o primeiro número e continuarei a ser com a nova direcção. Comecei agora a ler a óptima edição de Fevereiro, mais atenta à nossa actualidade do que as anteriores, e gostei muito do artigo de Rui Ramos, intitulado "Cavaco visto pela direita", que, como é habitual do autor, nos faz pensar. Apesar de não concordar com tudo o que vem lá, cito uma parte que me interessou bastante. Diz Rui Ramos. "O caminho de Cavaco Silva deveria ser o de restaurar a presidência da república como 'poder neutro' (para citar Benjamin Constant), que é a natureza que convém à instituição, e que os últimos mandatos de Eanes, Soares e Sampaio comprometeram".
É claro que eu como monárquico acho que o que "convém" à instituição é extinguir-se e que é impossível, com ou sem Cavaco (em quem votei), ser um "poder neutro". Além de nunca ter lido Benjamin Constant e de só conseguir fazer análises políticas em registo de conversa de café, o único ao meu alcance e aquele que mais se adequa à blogosfera, acho que Rui Ramos tocou no ponto essencial do que eu escrevi no post "República triste".
Na mesma edição, João Pereira Coutinho começa o seu artigo com a seguinte frase. "As recentes presidenciais transformaram-me num monárquico". Julgo que ele não está a brincar e compreendo-o bem. A mim, quem me transformou num monárquico foi Mário Soares no seu segundo mandato.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De para mim a 23.02.2006 às 17:47

Infelizmente, caro anónimo, o duarte calvão tem razão...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.02.2006 às 12:32

(...)décadas de má educação republicana e, nalguns casos, ressentimento social (...)
Presunção e água benta! Retrógradas e patéticas criaturas!
Moz
Sem imagem de perfil

De duartecalvao a 23.02.2006 às 10:34

Então depois falamos. Mas antes de passarmos para a esfera privada, é importante dizer aos que nos lêem que não me parece que haja na população, mesmo entre a mais culta, informação suficiente sobre nada que diga respeito à monarquia. A não ser meia dúzia de estereótipos alimentados por décadas de má educação republicana e, nalguns casos, ressentimento social.
Sem imagem de perfil

De para mim a 22.02.2006 às 21:17

Sim, é necessário. Desde que d. Manuel II morreu, sem sucessão, há questões legais que devem ser resolvidas. Para não começar mal tudo outra vez... Até pode ser D. Duarte, mas não há informação entre a população para a legítima aclamação. Não enquanto não conheceres as alternativas e as discutires democraticamente e legalmente. As cortes é que vão decidir. Se quiseres, como este espaço não é grande para a discussão mais alargada, podes enviar-me um mail e mando-te mais informação sobre o que está em causa... paramimtantofaz@gmail.com
um abraço monárquico
Sem imagem de perfil

De duartecalvao a 22.02.2006 às 12:21

Não. Mas não creio que sejam necessárias.
Sem imagem de perfil

De para mim a 22.02.2006 às 10:21

Dizes D. Duarte. Muito bem, mas conheces as alternativas?
Sem imagem de perfil

De duartecalvao a 21.02.2006 às 23:44

D. Duarte de Bragança. Mas o que é importante é a instituição, não é o indivíduo, porque numa monarquia constitucional, como as que existem na Europa, os poderes do rei estão bem determinados. O que é importante é que o chefe de Estado monárquico é de facto independente perante o jogo partidário, coisa que nas repúblicas raramente acontece. Então na portuguesa nem se fala.
Sem imagem de perfil

De para mim a 21.02.2006 às 23:30

Já agora... Na tua opinião, quem é que seria um bom rei para Portugal?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    De Anónimo a 15.10.2019 às 14:11"vai dizer no 'par...

  • Anónimo

    O Homem diz coisas certas. Realidades.Até ganhou e...

  • Vortex

    não escrevo em russo o correspondente usado no tem...

  • Vortex

    inicio de 50 conheci-o no falecido CADCa integrali...

  • Anónimo

    vai dizer no 'paralamento' o que 'Mafoma não disse...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D