Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em que ficamos?

por Corta-fitas, em 10.01.07
Várias notícias, entre as quais esta, dão como razão para a demissão de Carrrilho a «dificuldade de conciliação com as suas funções de deputado na Assembleia da República». Por outro lado «Ao que o SOL apurou, Manuel Maria Carrilho deverá ocupar um lugar como embaixador da UNESCO, dada a sua experiência como ministro da Cultura». Afinal como é?

Autoria e outros dados (tags, etc)



19 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.01.2007 às 10:40

E apesar de os comentários censurarem e ridicularizarem Carrilho, dizem que quem os escreveu «acha tudo bem».
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.01.2007 às 10:14

Ficamos a saber que os camaradas chamam «propor» ao que o partido deles lhes ordena. Está tudo dito.
Sem imagem de perfil

De Fernando Amorim a 11.01.2007 às 20:16

Pelos comentários de uns anónimos aí atrás, ficamos afinal a saber que tudo se resume à enorme diferença entre ser o próprio a decidir ou o partido a propor.

Também se fica a saber que a enorme diferença está no cargo : se é Presidente temos bronca, se é vereador já é uma coisinha de nada.

Por outro lado, sendo o próprio a decidir, já está tudo bem e que se lixem as tão gabadas e endeusadas escolhas directas dos eleitores.

E ainda ninguém chamou «perú» ao jovem quase incógnito que vai substituir o Carrilho.

Chama-se a isto ter critérios e princípios à «la carte».Que lhes faça bom proveito porque os tempos estão é para isso.
Sem imagem de perfil

De cinderela-dos-pes-grandes a 11.01.2007 às 16:14

Perua aperaltada!... LOLLLLLLL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.01.2007 às 16:05

Ah, é verdade, muito menos reparei que foi a concelhia do PS que o saneou da Câmara mas o deixou ficar na Assembleia da República.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.01.2007 às 15:35

Eh pá, tá certo, eu não tinha reparado que o Carrilho era presidente da câmara de Lisboa e que agora tinha lá ficado uma perua aperaltada no lugar dele. Obrigadinho, camarada.
Sem imagem de perfil

De Fernando Amorim a 11.01.2007 às 14:05

A verdade é que, apesar do tom crítico destes comentários, não vejo neles nem um décimo do que aqui se escreveu a propósito do Carlos Sousa em Setúbal, designadamente no tocante à questão central de os eleitores elegerem uma pessoa e depois ela desaparecer e lá ir outra para o seu lugar.

Mas não me admira pois já se sabia: os «comunas» nasceram para levar na touca e já aos socialistas, quando muito, só lhes calha uns remoques ou piadas mais ligeiras.
Sem imagem de perfil

De Jose Gomes Andre a 11.01.2007 às 03:26

A habitual palhaçada das palmadinhas nas costas!
Mas há uma pergunta mais a fazer: eu ouvi o Carrilho dizer que tinha tomado a decisão "pelo respeito que tinha pela cidade". Então demite-se do cargo de vereador na Câmara por respeito à cidade? Ou isto é a gaffe do mês ou um rebuscado exercício de compreensão da sua própria inutilidade...

Bem Pelo Contrário (http://bempelocontrario.blogspot.com/)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2007 às 21:03

Ora, ora... Queriam que o rapaz, depois de tratar do penteado (e do mais que se imagina), ainda tivesse tempo para coisas como a Câmara, o Parlamento e a Universidade?
Mas... o PS tem tanta vergonha como ele. Depois de tudo o que se tem visto, ainda lhe dá um tacho como embaixador da UNESCO.
Esta gente não se enxerga, não aprende nada, quer lá saber...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2007 às 19:27

Pois é, mas essa incompatibilidade é a mesma que faz com que um sósia da personalidade em questão seja também professor de Filosofia na Universidade Nova sem, e vários testemunhos de ausência o comprovam, ter assumido alguyma das cadeiras do departamento do qual ainda é professor catedrático...

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maria reaça

    eu juro que tive pena daquele botão! Estava em sof...

  • Anónimo

    sou do tempo'fato roto, vida alegre'e da 'tonsura ...

  • Anónimo

    Para se ir onde o coração nos leva é preciso, prim...

  • Anónimo

    O SNS é uma tanga. Quem precisar duma operação bem...

  • António

    Decerto que me esqueci de mais. Nem o Fisco deve s...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D