Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os barões assinalados

por Pedro Correia, em 29.09.07

Catastrofista, eu? Apocalíptico, eu? Leiam o que vai por essa blogosfera fora, escassas horas após a vitória de Luís Filipe Menezes no PSD. Reparem bem na manchete do Expresso, que mesmo tendo fechado ontem a edição à hora em que abriram as urnas já proclama: "Notáveis do PSD contra as directas." Lá vem o inevitável desfile dos barões assinalados. Morais Sarmento, no intervalo entre dois mergulhos em águas tépidas, garante com enfastiamento que "o seu nome voltará para a guerra da sucessão". Arnaut promete empenhar-se "com mais fulgor" na vida do partido para fazer eleger Rui Rio, "o homem que este ex-secretário-geral do partido sonha ver ao leme" do PSD. Aguiar Branco, que no Verão avançou meio passo para logo recuar em toda a linha, "não afasta a hipótese de repensar o assunto se uma nova disputa surgir no horizonte".
Ou seja: não aprenderam nada nem esqueceram nada. O partido a que julgam pertencer já não é o deles. Nem de ninguém, pois desfez-se em cacos.
..............................................................................
Entretanto, vale a pena ler:
- Nada será igual, do Carlos Abreu Amorim. No Blasfémias.
- Menezes, do Francisco José Viegas. N' A Origem das Espécies.
- Menezes, do João Gonçalves. No Portugal dos Pequeninos.
- A culpa é dos ausentes, do Adolfo Mesquita Nunes, n' A Arte da Fuga.
- PSD (7), de Vital Moreira. Na Causa Nossa.



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina a 30.09.2007 às 15:45

os notáveis, só são notaveis em cobardia, pouco mais..:)
Sem imagem de perfil

De Rui Gamboa a 30.09.2007 às 03:37

O LFM venceu nas directas e isso deve ser visto como um sinal para as próximas legislativas. Quem votou no LFM agora não foram notáveis, nem pessoas que se importam se o partido vai virar à direita où outra coisa qualquer. O problema é que os líderes não ouvem as populações e o que estes estão sempre a dizer é "eu não percebo nada de política", "estou farto de ver sempre os mesmos", "os políticos são todos iguais". E é exactamente o populismo do LFM que o fez ganhar as directas e que o fará ter um grande resultado contra o Sócrates, porque quer queiramos, quer não, a vasta maioria dos votantes identifica-se é com esse populismo. Penso que a maioria das análises que vejo na blogosfera sobreestimam a população portuguesa, sabem lá se o LFM está no Parlamento a discutir com o Sócrates, sabem lá se o novo PSD vai apresentar um projecto mais à direita do PS, ou não. Querem é ouvir palavras reconfortantes e promessas (que até podem ser vãs)da oposição. Querem ouvir que quando chegar ao poder, o LFM vai fazer baixar os juros, vai dar trabalho aos professores, etc, etc. E isso, meus caros, o LFM faz melhor que ninguém, exactamente porque é populista. Vencer Gaia, que era um "feudo" socialiesta não é para todos. O país pode sair a perder, mas o PSD fica com boas hipóteses de voltar ao poder.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2007 às 15:02

O Alberto João Jardim é o cúmulo do oportunismo. Hoje já disse que o PSD-M está solidário com Menezes. Que raio de tipo.
Sem imagem de perfil

De Sorriso Risonho a 29.09.2007 às 14:52

O Pedro tem muita razão. Esses barões não fazem falta nenhuma no PSD. Menezes ganhou bem e só tem que arrumar e limpar a casa. Com certos tipos não pode haver unidade, porque espetam facas aguçadas nas costas. As bases do PSD têm militantes de grande valor para qualquer lugar no partido.
A Bárbara Guimarães disse que o marido lhe dá muito jeito para limpar o pó e o Luís Filipe Menezes tem de dar muito jeito ao PSD como vassoura...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Portugal está num processo de degradação acelerada...

  • Anónimo

    Na bicha, minha senhora, na bicha.Recusar colonial...

  • Luís Lavoura

    uma acção coerciva de uma violência brutal, sem cu...

  • Luís Lavoura

    Sim, Marina, as pessoas em Lisboa estão todas borr...

  • Anónimo

    https://observador.pt/opiniao/retorno-ao-normal-de...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D