Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O sinal das ditaduras

por M. Isabel Goulão, em 28.05.07

Os últimos minutos da RCTV
(Via O Insurgente)

CARACAS - A emissora privada de TV Radio Caracas Televisión (RCTV) deixou de transmitir sua programação em sinal aberto no domingo às 23h59 (0h59 de segunda-feira em Brasília). Sua concessão de freqüência estatal não foi renovada pelo governo venezuelano.(...)

Autoria e outros dados (tags, etc)



13 comentários

Sem imagem de perfil

De ni a 29.05.2007 às 12:51

Se lesse os meus posts até ao fim, veria que sugiro o blogue ladrões de bicicleta (onde não escrevo) onde se fala nisso.
Sem imagem de perfil

De MissPearls a 29.05.2007 às 12:24

"É mentira, é verdade? Ninguém fala disso, nem nos jornais, nem nos blogues. "

Ni,

Ajude-nos a ver a luz: por favor crie um blog e conte-nos tudo
Sem imagem de perfil

De ni a 29.05.2007 às 12:03

Pelas suas respostas percebe-se bem o seu amor à liberdade. Mas às vezes acho que me deve estar a falar da ditadura boa do Chile. Se não se importa prefiro receber lições de liberdade de pessoas como Mário Soares, em vez das suas. De que parte do povo fala? Do que o detesta Chavez ou do que o adora e o continua a eleger? Que honestidade intelectual existe em notícias feitas sem metade da informação. Quando se omite a alegada participação e empenho na conspiração dos donos da emissora num golpe de estado que afastou o presidente democraticamente eleito. Quando os jornalistas que fazem as notícias referentes ao presente fecho, passam por alto a existência desta história falamos de que Liberdade? Tenho dúvidas quanto ao carácter do Governo de Chávez, mas ainda tenho mais quanto à forma acrítica como se propaga a informação vinda de lá. O que se faria cá se Pinto Balsemão participasse numa conspiração para derrubar Sócrates com o apoio militar, e usasse a SIC como órgão de comunicação do golpe de Estado? É disto que o canal é acusado. É mentira, é verdade? Ninguém fala disso, nem nos jornais, nem nos blogues.
Sem imagem de perfil

De Zé Ninguém a 29.05.2007 às 11:14

Ni metade ni meio metade...Ceausescu ou Pinhocet é a mesma m...

E Não Sei Quem é que é paternalista!!! Humpf!

Mesmo Zé Ninguém, que é parvo, sabe que só atacamos se formos atacados...O Povo é Sereno!

Vou-me embora que a minha Mãe não sabe de mim...
Sem imagem de perfil

De MissPearls a 29.05.2007 às 10:18

Já me esquecia que há umas ditaduras melhores que outras :)
É o povo que não está prepardo...

Meias histórias? Histórias falsas?
Lembro-me sempre da fotografia que ganhou o último world press photo com as meninas dentro de um carro em Beirute a fotografar as ruínas :
http://dn.sapo.pt/2007/04/05/editorial/index.html
O Luis Nave tb escreveu aqui sobre isso mas não encontro.
Sem imagem de perfil

De ni a 29.05.2007 às 01:32

Miss Pearls eu também dou muito valor à Liberdade. Muito mais do que quem só está interessado em ver metade da verdade e trata os outros com paternalismo. Isso é que é prestar um péssimo serviço à Liberdade. Por isso mesmo recuso a quantidade de artigos - são quase todos - onde sistematicamente se ignoram as duas partes de um conflito e se limitam a debitar a cassete anti-chávez da oposição venezuelana. Se existe Alguém, ou Ninguém, ou lá o que que é que é, que se contenta com meia-história, paciência. Há quem argumente com cassetes e fique satisfeito com o rigor noticioso de trazer por causa.
Sem imagem de perfil

De Zé Ninguém a 29.05.2007 às 00:16

start left mode bla bla repeat left mode bla bla repeat left mode ... Ainda me lembro de um deputado comunista com dúvidas acerca de se a Coreia do Norte seria uma ditadura. Zé de Absolutamente Ninguém não tem nenhuma dúvida de que é parvo mas é desnecessário fazer dele estúpido...

Também prezo mais a liberdade...por isso continuo parvo
Sem imagem de perfil

De MissPearls a 28.05.2007 às 22:49

Eu dou muito valor à liberdade. É tudo.
Sem imagem de perfil

De ni a 28.05.2007 às 22:31

Sobre este tema, recomendo que sigam até ao blogue Ladrões de Bicicletas e leiam os posts Venezuela e Não Chorem Tanto Pela Venezuela, datados de 23 de Maio.
Dão uma visão interessante do empenho - e colaboração - do tal canal em derrubar Chávez, através de um nada democrático golpe de estado. Tenho sérias dúvidas sobre o que dizem os jornais em relação a este tema. E tudo começou em 2002 quando reparei que o que diziam os jornalistas portugueses não batia com as imagens que nos chegavam de Caracas. Na altura do golpe, que durante dois dias depôs Chávez, apenas o DN teve uma cobertura isenta (chamava-se Gilberto Lopes, o jornalista?), dando as duas perspectivas em confronto. Nada contra as manifestações seja de quem for, mas quando só via loiras num país como a Venezuela, onde os loiros são uma pequena minoria, fiquei com dúvidas quanto à representatividade popular dos descontentes. A burguesia tem direito ao descontentamento mas desculpem lá: Na Venezuela é uma pequena minoria. Só mesmo as loiras, que deixam as criadas em casa a fazer a ménage, têm o dia livre para ir para as ruas bater tampas de panelas - um método de triste memória no sempre tão celebrado Chile. Também desconfio do povo que se manifesta em buzinão ao volante de Mercedes.
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2007 às 20:10

Miss Pearls, tem toda a razão.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D