Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em causa própria

por henrique pereira dos santos, em 04.11.17

Gerir o que aí vem é muito, mas muito, mais importante que plantar muitas árvores sem que se saiba muito bem como vão ser geridas nos próximos dez a quinze anos, até ao próximo fogo.
Seria muito bom que a natural comoção com o que aconteceu, e a vontade de ajudar que é evidente, fosse orientada para coisas verdadeiramente úteis nos próximos dez anos, e menos para acções pontuais, meritórias, sem dúvida, mas sem futuro assegurado, evitando-se assim o desperdício de recursos, dos quais a boa vontade é seguramente o mais valioso.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.11.2017 às 09:02

O país roda à volta do Costa, mais nada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.11.2017 às 00:08

Plenamente de acordo com este texto.
O Português tem fama de bom improvisador mas não é metódico.
Usa mais o coração que o cérebro.
Geralmente não procura as boas soluções já tentadas por outros e quer sempre fazer diferente. Umas vezes acerta, mas também falha muito.
No caso da reposição da floresta ardida, penso que seria muito mais importante proceder ao emparcelamento imediato das pequenas parcelas, escolher criteriosamente quais as espécies vegetais mais adequadas a cada área, escolher o modelo mais adequado à administração das grandes parcelas resultantes, disciplinar e controlar com mão de ferro o comércio das madeiras e só depois começar o ciclo das novas plantações.
Com tanta gente que temos licenciada nas áreas da Silvicultura e afins, será tão difícil assim planear bem e,executar melhor?
Esta é uma grande oportunidade de pôr a casa em ordem.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Vasco Lobo Xavier

    Agradeço por corroborar o meu ponto. Ainda não aca...

  • Vasco Lobo Xavier

    Informe-se primeiro sobre a realidade que discute....

  • Vasco Lobo Xavier

    Este anónimo deve ser funcionário público, com ord...

  • Anónimo

    Eu acho que o país devia mobilizar-se em protesto ...

  • Anónimo

    Considere-se pessoa de sorte! Só encontra 1 mentir...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D