Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Correios

por João Távora, em 31.01.18

Como utilizador frequente e experimentado, tenho a nítida impressão de que há dois meses para cá uma parte dos funcionários dos CTT anda a fazer uma espécie de "greve de zelo" com vista ao descrédito da administração da empresa. Três exemplos: sem que nada o fizesse prever, tem sido anormal desde Dezembro o número de encomendas e correspondência da Real Associação de Lisboa que não chega ao destino (com pesados prejuízos para esta instituição que dirijo). No outro dia fui a uma estação de Cascais e o número de senhas por atender era exagerado, mais de sessenta, dos quais mais de metade constatei ser virtual - despachei-me muito mais depressa do que seria de esperar. Hoje no meu prédio fui alertado por um vizinho que havia um pacote em meu nome ao abandono por debaixo das caixas de correio do lado da rua. 
Espero que não passe de uma desconfiança, mas quem conhece o poder destrutivo de uma comissão se trabalhadores a soldo duma agenda partidária (de má fé) tem razões para isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.02.2018 às 19:47

Estranho! meu filho ontem ás 18h menos 1 minuto, pôs uma carta no correio do Porto e hoje já a recebi a 3oo Km de distância.
É caso para pensar que funciona bem? E esta hein?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.02.2018 às 07:55

Está explicado. Afinal, a descida dos padrões de serviço dos CTT, incluindo atrasos na distribuição, maior tempo de atendimento aos balcões, etc, deve-se a boicote dos sindicatos. O fecho de balcões também. O João Távora já avisou a administração da empresa que deve apresentar essa justificação perante o público e o governo? 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Épá, que profundo...

  • Anónimo

    lord Byron: This age of cant («estos tiempos de h...

  • Luís Lavoura

    A esmagadora maioria destas queimadas são totalmen...

  • Anónimo

    Pastorícia, segundo parece, não entendi ainda muit...

  • Anónimo

    É tudo muito bonito, mas apresentem soluções alter...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D