Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A desventura do Ventura

por João Távora, em 21.08.17

ventura.jpg

Lançar umas quantas imbecilidades para a comunicação social rendeu a André Ventura um protagonismo inusitado nesta campanha para as eleições autárquicas de Outubro próximo, de que o candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures é sem dúvida nenhuma a grande revelação. Confesso que não sigo os debates de futebol e talvez por isso este candidato, de quem se fala ter outras ambições dentro do PSD, tem-se revelado para mim uma má surpresa. Certo é que o personagem, com o seu discurso securitário e racista, granjeou enorme atenção por parte dos média, e de caminho cativou muita gente do meu círculo de quem eu imaginava mais algum critério de avaliação. As pessoas andam zangadas…
Mas no meu entender mais grave que o juízo proferido sobre todos os ciganos, foi a defesa da “prisão perpétua para os delinquentes”, algo que me parece inadmissível para um democrata-cristão, que defende a dignidade do recluso porque “todo o Homem é maior que o seu erro”. Que estas patacoadas, à maneira dum taxista com o grão na asa satisfaçam a exigência do eleitor e substituam um programa politico e uma estratégia de gestão de um concelho como o de Loures é que ainda tenho dúvidas. Mas o certo é que o comentador benfiquista já ganhou o primeiro desafio: está nas bocas do mundo e quando abre a boca tem logo uns quantos microfones à frente. Tiro-lhe o meu chapéu!

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís a 21.08.2017 às 20:29

Para um democrata-agnóstico como eu, estou completamente de acordo consigo, João.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.08.2017 às 22:20


discurso racista ? que triste que tu és. E dizes-te de direita ? direita envergonhada com muito medo da esquerda que logo te apelida de fascista, nao é ?
Sem imagem de perfil

De Renato a 21.08.2017 às 23:57

Está a ver, João Távora? Mas pode sempre desculpá-lo dizendo que ele está zangado, coitado... Mas isto era surpresa para si? Ora, ora, leia as crónicas e caixas de comentários do Observador. Ou é você que está em minoria na direita, ou há uma imensa maioria de direita silenciosa e tímida que acha o Ventura um imbecil. 
Sem imagem de perfil

De Teresa Varela a 22.08.2017 às 00:16

Boa noite,
Discordo em absoluto do seu comentário,. Passo a explicar porquê:
1º O sistema judicial português é extremamente brando e bastas vezes ineficaz. para além disso, ao contrário do que ditaria o bom senso, os presos não têm qualquer tipo de atividade obrigatória, quer para se auto-sustentarem, quer para não permanecerem inativos, pelo que a sua recuperação será sempre muito difícil, pois o ócio nunca conduz a nada de bom;
2º Não percebo o que é que ser democrata cristão tem que ver com o número de anos que os criminosos devam estar na prisão;
3º Pensava eu que o número de anos de prisão de um criminoso deveriam ser estabelecidos em função do tipo de crime, de ser um um crime isolado ou continuado, do número de crimes cometidos ao longo dos nos e, também, do arrependimento ou falta dele, por parte do criminoso; 
4º Todo o homem é maior que o seu erro, é muito interessante em termos filosóficos ou mesmo religiosos, mas, na prática, não funciona assim muito bem;
5º De acordo com a sua linha de pensamento, os violadores, assassinos ou torturadores de crianças, mulheres ou homens, bem como os terroristas que se fazem  explodir no meio da multidão ou atropelam centenas de pessoas são todos maiores que os seus "erros" e portanto deveram ser alvo da nossa condescendência?
6º Não conheço o André Ventura, nem tenho por ele nenhuma especial simpatia, nem enquanto comentador desportivo, que é coisa a que não assisto, nem enquanto político.
Contudo, no seu discurso acerca de ciganos não vislumbrei qualquer sintoma de xenofobia, nem qualquer outro tipo de fobia. A descrição da realidade, a qual se encontra patente aos olhos de todos nós, não tem nada a ver com xenofobia. Os cidadãos portugueses de etnia cigana são efetivamente tratados de forma diferente de todos os outros, quer pela percentagem de pessoas dessa etnia que recebe RSI sem ter trabalhado e/ou descontado um cêntimo ao longo da sua vida, quer na atribuição de casas, no tratamento diferenciado que recebem nos hospitais ou quaisquer outros serviços ou, mesmo, nas escolas.
 Nem todos recebem RSI ou casas? Claro. Todos e Nunca são palavras que raramente se podem usar.
Os ciganos chegaram a portugal há mais de 500 anos, nunca quiseram ou se esforçaram para se integrar na sociedade. Têm hábitos, costumes e tradições muito próprios. Devemos respeitá-los? Certamente, mas apenas se esses hábitos não forem contra a legislação do país. 
As raparigas casam aos 12, 13 ou 14 por acordos estabelecidos entre os pais,. muitas delas não vão à escola ou, pelo menos, não completam o ensino obrigatório. 
Poderá explicar-me porque é que os ciganos devem ter mais direitos ou não estão sujeitos às mesmas que leis que todos nós?
6º O seu comentário é politicamente correto. Eu sou politicamente incorreta. O politicamente correto é uma "arma" usada pela esquerda. Eles podem dizer tudo o que lhes vem à cabeça, pois são os defensores do povo" e os donos da verdade, já os de centro ou de direita devem ser comedidos nos seus comentários, uma vez que são os "opressores e exploradores do povo". 
Eu não gosto de eufemismos, nem de corrupção, nem de fundamentalismo, nem de verdades absolutas e não compactuo com o politicamente correto.
Assim, o seu comentário deixou-me perplexa e, direi mesmo, triste.
Sem imagem de perfil

De paulo maio a 22.08.2017 às 09:22

Cara Teresa Varela, concordo quase a 100% consigo. Perguntem às pessoas que trabalhem em hospitais ( enfermeiros e auxiliares de preferência), sector judicial ( pessoal dos tribunais) e sistema educativo ( professores e auxiliares) o que pensam sobre os ciganos e se calhar as respostas mais simpáticas são as do André Ventura. A minha mulher é professora e a minha cunhada é enfermeira em Portimão, numa zona, que até há ciganos que não os suportam. Claro que os brancos/pretos e outras cores culturas também têm esquemas e a sociedade deve ajudar aqueles ciganos, que querem suavizar/melhorar/adptar a cultura cigana a uma sociedade democrática, onde há deveres e obrigações, nomeadamente no tocante à condição feminina. E curioso ver que se chama racista alguém que ousa dizer mal deles, mas depois calam-se sobre a condição feminina das mesmas nos seios das suas comunidades.
Enfim saudações marafadas
Sem imagem de perfil

De campus a 25.08.2017 às 12:13

Muitos ciganos complementam os subsídios recebidos com mendicidade mas também existem muitos ciganos que trabalham, principalmente no sector do comércio vulgo feiras vendendo artigos muitas vezes de contrafacção e a pergunta é, porque não passam recibos e contribuem para a Sociedade pagando impostos ?  
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 23.08.2017 às 02:09

Eu conhecia o A.V. como excelente comentador/advogado da CMTV.
Numa época em k via muito essa TV, os seus comentários e análises sobre a prisão e o caso Sócrates eram de alguém muito inteligente, muito bem informado em termos jurídicos e muito perspicaz.
tb fiquei admirado pela asa politica.
mas ele não deixa de ter razão
e não me parece que tenha sido racista
o k ele disse é o que a  maioria das pessoas pelo país fora dizem e sabem que é verdade.
a anedota da criança de etnia cigana q pergunta á mãe numa delegação da  S.Social: como me chamo aqui.....é toda cheia de verdade..
mas este discurso não é suficiente para ganhar,..o PCP tem tentáculos muito poderosos e controleiros no concelho...
o ps tá ..ou devia estar..pk a família Teixeira tomou conta dos taxos   no tempo dele...
que o rapaz teve coragem...não há dúvida....neste país os media são controlados pela corrupção, hipocrisia, mentira...defesa paranoica da selvajaria islâmica e comunista.......
basta ver quantas vezes chama DITADOR    ao KIM..MADURO..FIDEL...ZÉDU...etc............
Sem imagem de perfil

De Kataklismo a 23.08.2017 às 23:23

Experimente escrever num português correcto, vai ver que tem mais credibilidade.
E daí talvez não.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiro ao Alvo

    Aqui está um bom exemplo do mau patrão, que se com...

  • Anónimo

    Quando um governo e ministro da pasta estão-se cag...

  • Anónimo

    Penso que foi nesta notícia que um dos canais apre...

  • jo

    Alguém que pode provar que os seus ascendentes par...

  • Anónimo

    A questão é: depois de tantos anos, o que justific...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D