Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cinema Nostalgia (15)

por Pedro Correia, em 20.10.07

O espírito e a carne
De que me lembro quando me lembro de Deborah Kerr? De Karen Holmes, a esposa adúltera que troca um capitão por um sargento numa praia do Havai. De Terry McCay, que se apaixona perdidamente por Cary Grant nesse inesquecível melodrama que é O Grande Amor da Minha Vida. Da freira que partilha uma ilha quase deserta com o bebedolas Robert Mitchum numa deliciosa comédia de John Huston, justamente intitulada O Espírito e a Carne na versão portuguesa. Recordo-a em bastantes outros filmes – de Júlio César a Vidas Separadas. Mas lembro-a sobretudo noutro papel de freira, para o qual parecia predestinada, numa das mais admiráveis obras-primas do cinema: Quando os Sinos Dobram, da dupla Michael Powell-Emric Pressburger. Filmada num fabuloso technicolor, com cores cada vez mais quentes à medida que a acção progride, ela era muito mais carne que espírito, apesar das vestes religiosas. Aprendi definitivamente com esse filme que o hábito não faz o monge. O cinema, está visto, também serve para nos iluminar por dentro.
Havia mais inquietação por detrás da força tranquila do olhar azul de Deborah Kerr – uma inquietação que só cineastas de muito talento souberam desvendar. E ela trabalhou com vários – de Leo McCarey a Elia Kazan, passando por Joseph L. Mankiewicz. Faltou-lhe talvez só filmar com Alfred Hitchcock, que tinha uma notória inclinação por louras de olhar gélido, talvez frígidas sem remissão, talvez vulcões ocultos por uma ilusória camada de gelo. Na década de 50, que foi a década de ouro de Deborah, Hitch andava encantado com outras louras, chamadas Grace Kelly ou Kim Novak, e não fez caso desta compatriota de voz de veludo e perfeita dicção londrina. Azar dele, infortúnio dela: se tivessem filmado juntos, estaríamos hoje certamente a venerar em todas as cinematecas do planeta essa película que afinal nunca existiu.
Deborah Kerr deixou de ser carne, tornou-se espírito: acaba de morrer aos 86 anos. Apenas com um Óscar honorário no currículo: espantosamente, Hollywood nunca a premiou no auge da carreira. Fala-se tanto em injustiça a propósito dos Óscares: esta foi uma das mais evidentes.
Disse que deixou de ser carne? Exagero meu. Basta revermos uma vez e outra aquela cena antológica do mar a afagar-lhe as pernas, a humedecer-lhe o corpo enquanto Burt Lancaster a estreita nos braços com a urgência do primeiro ou do último beijo trocado entre dois seres errantes nos confins do universo. É esta a grande força do cinema: permite sempre a ressurreição da carne, projectada no infinito. Até à eternidade.
Publicado hoje no DN

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.10.2007 às 18:40

Não é preciso ir ao Havai para isso acontecer, Hot Legs.
Sem imagem de perfil

De hot legs a 22.10.2007 às 15:38

Será que foi depois de ver esta imagem que fiquei com uma fantasia que eu cá sei?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2007 às 01:55

com semelhante post, faz mais sentido a tradução literal: daqui, para a eternidade.
parabéns.
Sem imagem de perfil

De j.c. a 20.10.2007 às 23:13

Bem lembrado, Cristina. E «Os Inocentes» também.
Sem imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.10.2007 às 21:59

Mais uma bela homenagem a uma bela e grande actriz, a quem fica muito bem a classificação "cinco estrelas".
(Também gostei de a ver em "O Rei e Eu").
Sem imagem de perfil

De cfa a 20.10.2007 às 21:55

Ainda não consegui ler o texto porque estou hipnotizada pela foto. Isto sim, é aquilo a que eu chamo um beijo!
Sem imagem de perfil

De Custódia C.C. a 20.10.2007 às 21:21

Mais uma excelente crónica de cinema Pedro e uma bela homenagem a D.Kerr. Dos filmes de que fala só vi dois, "O grande amor .." e "Quando os sinos ..". Gostei! Muito!
Sem imagem de perfil

De j.c. a 20.10.2007 às 20:06

Aproveitar a boleia póstuma de Deborah Kerr é de mau gosto, Ultras, além de parecer um mau começo. Ainda por cima, «vende e compre» não é nada. E não faltavam alternativas correctas: venda-e-compra, vende-e-compra, venda-e-compre...
Sem imagem de perfil

De Ultras a 20.10.2007 às 19:14

Abertura do site onde podes vender e comprar varias coisas.

http://vende-e-compre.blogspot.com/

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Vasco Lobo Xavier

    Agradeço por corroborar o meu ponto. Ainda não aca...

  • Vasco Lobo Xavier

    Informe-se primeiro sobre a realidade que discute....

  • Vasco Lobo Xavier

    Este anónimo deve ser funcionário público, com ord...

  • Anónimo

    Eu acho que o país devia mobilizar-se em protesto ...

  • Anónimo

    Considere-se pessoa de sorte! Só encontra 1 mentir...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D