Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lamento dizê-lo

por Corta-fitas, em 29.11.06
Mas se progressivamente fui perdendo pachorra para ler Paulo Gorjão, ainda menos a tenho para as alturas cada vez mais recorrentes em que insiste no loop das suas obsessões e repetições ad nauseam. Que uma delas envolva pessoas que morreram em circunstâncias trágicas e não tiveram ainda sequer direito a funeral, parece-me doentio.
Não sei o que acha que consegue com isto mas, na parte que me diz respeito, só me resta desejar-lhe, como fazem os chineses, que atravesse «tempos tão interessantes» como aqueles que os camaradas, amigos e familiares dos falecidos neste momento infelizmente atravessam.

Autoria e outros dados (tags, etc)



7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2006 às 00:39

Bom livro a ler: "Máscaras de Salazar" - Fernando Dacosta
Sem imagem de perfil

De Telmo C a 29.11.2006 às 23:14

João,
Agradeço as tuas palavras, tu que tens que passar o dia com uma das pessoas que referes nos teus comentários.
Sim, a dor e incompreensão não passam, nem vão passar depois da questão a que o dito senhor Paulo Gorjão, que não tenho o desprazer de conhecer (e felizmente que assim é), ficar resolvida. Neste momento apenas queremos poder fechar este mau capítulo das nossas insignificantes vidas.
Em relação ao que esse senhor diz (desde o Governo pagar os custos do repatriamento, até ao facto de serem referidos os empregadores destes meu amigos) ele deveria tentar informar-se melhor. Evitava dizer parvoíces que, como tu dizes, não ajudam a minorar a dor que sentimos.
Mas continuo a achar que o melhor é ignorar as mentes pequenas, pois de coisas pequenas e insignificantes está este mundo cheio. E publicitar textos mediocres e sem sentido é algo que já deveriamos ter deixado de fazer. Até porque osenhor é tão corajoso nas suas opiniões que nem permite que se façam comentários às mesmas no seu blog. E de corajosos assim, também estmaos nós fartos...
Mais uma vez João, obrigado pelas tuas palavras e por partilhares uma dor que só quem a está a sentir sabe como é.
Obrigado,
TC (tu, João, sabes quem é. E só não me identifico mais porque acho que o senhor PG não merece...)
Sem imagem de perfil

De PG a 29.11.2006 às 23:00

Caro João Villalobos,
Sobre a minha análise ad hominem, nem tenho a certeza do que está a falar.
Quanto ao resto, evidentemente, discordo, mas não quero estar aqui a falar mais sobre o assunto.
Sem imagem de perfil

De João Villalobos a 29.11.2006 às 22:53

Caro Paulo Gorjão,
Compreendo o seu papel de paladino na desconstrução da lógica mediática. É aliás o que mais aprecio mesmo se não tenho paciência para a sua análise política que me parece cada vez mais ad hominem (Um tema sobbre o quaol evito falar aqui mas sobre o qual, se quiser, falaremos noutro lugar quando o entender.
No entanto, neste caso, a frieza da sua análise numa altura em que os contornos do acidente impossibilitam o luto dos envolvidos é de uma dureza extrema, desnecessária face ao seu objectivo e, quanto a mim, sem resultados que a justifiquem.
Por vezes, e esta é uma delas, devemos deixar que o cérebro seja substituído pelo coração.
Garanto-lhe que, para as pessoas em causa, as suas palavras não são respeitosas porque assim elas o dizem. Não se trata aqui de qualquer censura. Mas de um período de nojo com contornos complicados, porque ainda não houve sequer ocasião para fazê-lo.
Sem imagem de perfil

De PG a 29.11.2006 às 22:42

Caro João Villalobos,
Não pretendo chegar a lado nenhum e julgo que sou muito claro onde quero chegar, i.e. acho que há uma distorção na cobertura jornalística do assunto. É isso apenas que me interessa neste assunto.
Evidentemente que respeito a dor das pessoas. Pergunto-me, aliás, onde é que se pode inferir das minhas palavras o contrário.
Sem imagem de perfil

De João Villalobos a 29.11.2006 às 22:32

Caro Paulo Gorjão,
Obrigado pelos seus desejos.
Mas a mesma qualidade compassiva (no sentido busdista do termo) que revela na resposta ao meu post deveria tê-la relativamente ao assunto em apreço. Neste momento, aquilo que diz toca, no pior dos sentidos, pessoas que sentem uma dor e uma incompreensão que os seus post nada ajudam a sarar.
Para além disso, se pretende chegar a algum lado com os seus textos, asseguro-lhe que ninguém ainda entendeu qual seja.
Sem imagem de perfil

De PG a 29.11.2006 às 22:25

Caro João Villalobos,
Pela minha parte continuarei a ler o que aqui escrever com atenção e interesse.
Desejo-lhe felicidades, portuguesas, para as suas actividades na IPSIS.
Cumprimentos,

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aventino

    Que pobre e miserável é o vosso povo.Aventino, ex-...

  • Anónimo

    A mim o que espanta é pessoas adultas terem passad...

  • O SÁTIRO

    depende meu caro...depende do plano de ação anual....

  • O SÁTIRO

    li, já não sei onde, que vieira da silva aprovou a...

  • O SÁTIRO

    nota se perfeitamente que os dois pombinhos estão ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D