Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cinema Nostalgia (4)

por Pedro Correia, em 08.08.07
A primeira vez que senti o verdadeiro impacto de uma presença feminina no ecrã foi com os filmes de Jennifer Jones, minha precoce paixão cinéfila. Não era uma estrela como as outras, das que faziam publicidade ao sabonete Lux mergulhadas em banheiras cheias de espuma. Jennifer cheirava a flores campestres: era muito morena, cabelos lisos, lábios cheios, uns olhos enigmáticos que me prenderam (ou me perderam) para sempre. Jennifer, a minha primeira actriz: aparição fulgurante como vidente de Lourdes n' A Canção de Bernadette. Mas nada havia de angelical nela: tinha uma sensualidade explosiva, como fui testemunhando de filme para filme, cada vez mais fascinado pela sua beleza exótica que deixava em brasa todos os homens com quem contracenava: Charlton Heston, em A Fúria do Desejo; William Holden, n’A Colina da Saudade, Gregory Peck, nesse fabuloso Duelo ao Sol; até o errático Montgomery Clift em Stazione Termini, de Vittorio de Sica, talvez a película mais atípica da sua carreira. Quem só descobriu o erotismo na Sétima Arte no momento em que Sharon Stone descruzou as pernas nem imagina do que falo...
Mas nunca ela me seduziu tanto como no mais intangível dos papéis que criou: n’ O Retrato de Jennie, de William Dieterle – perfil recortado no nevoeiro, fazendo acelerar a pulsação de Joseph Cotten. E a minha, rendida de vez ao seu encanto hipnótico.
Não há amor como o primeiro: prendi-me a outras mulheres, perdi-me por outras actrizes, mas nenhuma me fez esquecer Jennifer Jones. Nem os planos rodados no Central Park envolto em névoa desse filme onírico que nunca mais revi. Pergunto-me o que será feito dela: vislumbrei-a pela última vez dançando com Fred Astaire n’ A Torre do Inferno, mas ela parecia já não estar ali, parecia já não ser deste mundo. Senti-me como Joseph Cotten, enquanto do recanto mais fundo da memória emergiam trechos do belíssimo tema de Dimitri Tiomkin, inspirado em Debussy: “With a portrait of Jennie / I will never part / For there isn’t / Any portrait of Jennie / Except in my heart.”
A primeira actriz por quem me apaixonei há-de ser um eterno enigma para mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)



13 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.08.2007 às 17:11

Obrigada Pedro.
Gosto de papoilas. São selvagens, naturais, de cor viva, mas, simultaneamente, frágeis, delicadas...Em suma, são lindas. :)

Conotações clubísticas? Não, sou mais púrpura a viver uma época rosa!

E também não conheço a Maria Papoila. Mas irei conhecer, certamente.

papoila
Sem imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.08.2007 às 14:48

Obrigado pelos vossos comentários, Cristina e João.

Pois, Luís: penso como tu. (Concordo com essa reflexão sobre A Colina da Saudade and so on)

Papoila, seja bem-vinda nesta nova versão. Acho piada ao "nickname", desde que não tenha conotações clubísticas. (A propósito, conhece a Maria Papoila, que também costuma aparecer por cá?)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.08.2007 às 12:08

Ai João,

Fui à procura duma foto sugestiva, da Jennifer Jones, para propor ao Pedro, mas são todas a preto e branco e tão singelas que prefiro não levar por diante a moção.

Mas não me desagradava nada que, num acto de franco pluralismo e igualdade de direitos, o Pedro optasse por aqui públicar, p.ex., uma foto do charmoso Paulo Portas!!

ihihihi
papoila
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.08.2007 às 11:43

Ok, João.
Eu não desisto, mas do que gostava mesmo era ... de ficar como o João. Assim... da cor do espectro solar... Tá ver?

(e se fosse com o mar no horizonte e a areia nos pés descalços melhor ainda):)

papoila
Sem imagem de perfil

De Luís Bonifácio a 09.08.2007 às 10:37

A ideia que tenho associada a Jennifer Jones é a de que as personagens que interpreta morrem sempre no fim do filme, até na "Colina da Saudade", apesar de não morrer fisicamente, tem uma morte espiritual assim que sabe que Holden morreu.

Mas que foi uma das maiores actrizes de sempre, lá isso foi.
Sem imagem de perfil

De João a 09.08.2007 às 00:40

Ahhh... e apoio a moção da Papoila.
Exige-se a Jennifer Jones já na próxima Sexta-feira...
Sem imagem de perfil

De João a 09.08.2007 às 00:37

Nunca desista Papoila... especialmente se for rubra...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.08.2007 às 22:12

Desisto.

papoila
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.08.2007 às 22:12

2º teste:
Acho que não. Não simpatizaram comigo.

papoila
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.08.2007 às 22:10

Li, reli e fiquei deprimida.

Como é possível que não conheça, ou sequer tenha ouvido falar, qualquer um dos filmes de que fala?

Fui, então, fazer uma pesquisa. Descobri que sou muito jovem!!!
Não são filmes do meu tempo.
Ó Pedro, que idade é que tem?
(estou a brincar, não precisa de responder)


Mas que a morena é gira, lá isso é. Muito bom gosto, sim Senhor.
Por que não postá-la na sexta feira. Faz inveja a muitas das que por aqui passam.

Hoje, já com nickname papoila
(se as funcionalidades ali em baixo - da identidade - empatizarem comigo)

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Vasco Lobo Xavier

    Agradeço por corroborar o meu ponto. Ainda não aca...

  • Vasco Lobo Xavier

    Informe-se primeiro sobre a realidade que discute....

  • Vasco Lobo Xavier

    Este anónimo deve ser funcionário público, com ord...

  • Anónimo

    Eu acho que o país devia mobilizar-se em protesto ...

  • Anónimo

    Considere-se pessoa de sorte! Só encontra 1 mentir...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D