Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"Intouchables"

por Luísa Correia, em 03.02.13

Cada dia que passa fornece argumentos à minha convicção de que o primeiro sintoma da "sabedoria" é a capacidade de relativizar. O que não consigo explicar é por que é que encontro esse sintoma, predominantemente, nas crianças e numa certa juventude ligeira, como, a nível planetário, o entrevejo sobretudo nas "civilizações" que, na visão ocidental, parecem menos "maduras". Refiro-me à relativização ou simplificação do grande problema que é a própria vida; ou a uma certa intuição prática de que, apesar de milénios de apuramento, a nossa individualidade importa para o concerto do mundo o mesmo que uma formiga importa para um formigueiro.
Tudo isto para dizer que, após largos meses de resistência - há temas incómodos - vi o filme que já toda a gente viu: "Intouchables". A tradução portuguesa chamou-lhe, salvo erro, "Amigos Improváveis". É um filme francês (não sei se poderia ser outra coisa) e conta-nos a história da relação entre um adulto, Philippe, a que um acidente provocou uma tetraplegia, e o rapaz Driss que é contratado para ser "os seus braços e as suas pernas". A história, informam-nos, inspira-se em factos reais. E é um exemplo de desdramatização, de contenção de sentimentalidades balofas, de bom humor, de optimismo - de "pragmatismo", remataria Driss - que nos estimula logo a bem-fazer. Cada um de nós só realmente vale pelo que dá e como (ai este "como"!) dá; não pelo que recebe. Gostava de ter aprendido de vez a lição, ou as muitas lições dos "Intouchables".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ok! um pouco de demagogia à mistura. Até parece qu...

  • Tiro ao Alvo

    Inteiramente de acordo, Henrique. Mais, penso que ...

  • Aventino

    Que pobre e miserável é o vosso povo.Aventino, ex-...

  • Anónimo

    A mim o que espanta é pessoas adultas terem passad...

  • O SÁTIRO

    depende meu caro...depende do plano de ação anual....


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D