Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Argo

por Luísa Correia, em 22.01.13

Para mim, o cinema, sendo uma arte - a sétima -, tem de ter qualidade artística (perdoem o uso do definido na definição). Ou seja, tem de me emocionar esteticamente. Uma tal qualidade, procuro-a na conjugação dos quatro elementos essenciais da obra, o som, a imagem, o argumento e a representação, e considero tê-la encontrado se não conseguir desviar os olhos da tela.
Sucede que, com Argo, a coisa falhou. Com Argo, não suportei o peso das pálpebras e dormi pontualmente durante a exibição. Ora, se Argo recebeu os Globos de Ouro de melhor drama e de melhor realizador, a falha tem de ser minha, na condição de espectadora. Argo, por outro lado, desenrola-se em torno do ataque à embaixada norte-americana no Irão de 79 - ataque que segui, na altura, com a atenção muito solidária de quem, no rescaldo de Abril de 74, aprendera a descrer da independência, da lucidez e do auto-controle das grandes movimentações populares. O tema é empolgantíssimo, e a falha, repito, tem de ser minha.
Mas sei que não foi o acumular de sonos perdidos. Não foi, tão pouco, o aconchego da casa em noite de temporal. Desconfio de que foi a minha resistência ao estilo de Argo, um estilo que parece estar na moda, mas que tem mais de trabalho jornalístico do que de arte, de reportagem do que de cinema; um estilo um tanto "intelectual", seco e despojado, que não me estimula a deslocar-me a uma sala de projecção em grande ecrã, menos ainda a suportar o respectivo custo. Afinal, no mesmo género, tenho a oferta domiciliária e gratuita do canal História...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



5 comentários

Imagem de perfil

De Mr. Brown a 22.01.2013 às 21:47

"Ora, se Argo recebeu os Globos de Ouro de melhor drama e de melhor realizador, a falha tem de ser minha, na condição de espectadora."

Falha sua e minha que aconteceu-me igualmente não suportar o peso das pálpebras e dormir pontualmente durante a exibição.
Sem imagem de perfil

De CeC a 23.01.2013 às 00:09

Pois eu diria que está muito - ou melhor, totalmente - relacionado com estilos cinematográficos e dogmas sociais; já para não falar de interesses específicos. Acaba por ser muito como o recorrente tema da Guerra de Secessão que, honestamente, imagino que não seja o argumento-situação mais aliciante para espectadores fora dos Estados Unidos.
O próprio prémio (Golden Globe) será sinónimo de tal efeito dogmatizado.

É por essas e por outras que há muito pus de parte o cinema estadunidense e me mantenho pelo europeu.
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 24.01.2013 às 07:20

Mr. Brown e CeC, se já somos três, talvez, afinal, a falha não seja minha...
Obrigada pelos V. comentários.
Sem imagem de perfil

De Arrrr go a 26.01.2013 às 15:14

Somos 4. Não dormi - só consigo dormir deitado. Com o arrastar da história senti-me num verdadeiro calvário (mas sem possível redenção)!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Há quem não consiga mesmo aprender. A educação pel...

  • Maria Teixeira Alves

    Ressabiados são os do CDS que fazem coro em tudo o...

  • Maria Teixeira Alves

    Sim, chamar racista ao Pedro Passos Coelho é mesmo...

  • Anónimo

    O PSD vai-se tornar o novo CDS. Isso é lindo, Mari...

  • xico

    O André Ventura não falou de um tema tabu. O André...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D