Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Era o que mais faltava...

por João-Afonso Machado, em 22.01.13

A notícia é de hoje e deve assinalar o dia em que Luis Filipe Meneses disse adeus ao galarim porque esperou todos estes anos. Ou seja, o PSD comina com a expulsão os seus militantes que apoiem outros candidatos à Câmara Municipal do Porto.

Não é que a parada fervilhe de excelentes opções. Rio deixará saudades, fatalmente. Mas entre Meneses e Rui Moreira... a escolha é obvia ou o independente ficaria em casa. E desta vez não fica.

Será até essa a razão para a imposição do costumeiro voto de fidelidade partidária, essa rematada estupidez que obriga ao silêncio na rua e suscita a vingança na urna. A traição, afinal; dessas em que o atraiçoado é sempre o último a saber.

Portanto, Meneses, conte lá com um voto a menos, desde já. Lamentavelmente não serei punido porque felizmente não sou PSD, e recuso qualquer filiação partidária.

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 22.01.2013 às 23:01

os votos conquistam-se, não se impõem.
Imagem de perfil

De José Mendonça da Cruz a 23.01.2013 às 00:48

A mim, meu caro João Afonso, atormenta-me este pensamento que é lateral em relação ao que escreve e que passo a explicar. É compreensível que o partido do governo leve uma tareia nas autárquicas (compreensível no mesmo sentido em que é  compreensível que uma maioria relativa insista nas ilusões de um Sócrates para virar costas à realidade que lhe expunha Ferreira Leite).
A única forma de essa tareia não ter repercussões excessivas sobre o governo (e, acho eu, sobre a possibilidade de reformas e de recuperação económica e financeira) é se: a)o PSD mantiver o Porto e der luta renhida em Lisboa; e b) PSD e CDS não andarem à tareia numa autarquia importante.
São exactamente as duas coisas que a dissensão portuense ameaça.
E eu tiro esta conclusão (que o meu amigo repudiará certamente, mas eu tiro à mesma): gosto imenso de independência, excepto quando ela ameaça valores muito mais importantes.
Um abraço
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 23.01.2013 às 10:06

Caro José: a independência não obriga a contrariar os que querem impor a obrigação de voto. Livremente haverá quem acate a disciplina.
E isto só se aplica aos filiados.
Creio que percebi bem a sua ideia. Somente, a leição vai ser discutida entre uma massa enorme de indecisos, logo pessoas a quem a disciplina partidária não se aplica.
Pizarro creio que deixou boas impressões; Moreira é muito conhecido na cidade; Meneses tem obra em Gaia, mas as pessoas já perceberam a que custo.
Creio que foi uma má escolha do PSD que de ninguém se pode queixar - Meneses antecipou-se e o partido fo atrás.
Se tivesse optado pelo indpendente Moreira, o CDS segui-lo-ia.
Abraço

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Há quem não consiga mesmo aprender. A educação pel...

  • Maria Teixeira Alves

    Ressabiados são os do CDS que fazem coro em tudo o...

  • Maria Teixeira Alves

    Sim, chamar racista ao Pedro Passos Coelho é mesmo...

  • Anónimo

    O PSD vai-se tornar o novo CDS. Isso é lindo, Mari...

  • xico

    O André Ventura não falou de um tema tabu. O André...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D