Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O melhor é pensar assim

por João-Afonso Machado, em 22.12.12

... E uma vez condenados a mantermo-nos vivos - uns boateiros, esses Maias... - talvez seja mesmo de fazer um esforço de vontade e de imaginação. O carreiro, diante de nós, afigura-se longo e tortuoso. De muita exigência para as já bem cansadas pernas em que nos transportamos.

Mas pensemos - porque não? -  desde ontem principiaram os dias a crescer. Lentamente, ainda imperceptívelmente. Mas seguramente. Como se acrescentando sempre um pouco mais de luz a esbater a escuridão em que, sem dúvida, todos nos achamos.

Como se, afinal, tivessemos batido no fundo e, daqui em diante, só para melhor, impossivel será descer ainda para pior.

É certo, temos um Estado devorista para alimentar muitos anos mais. E que nos foi surripiando impostos com algum suposto pudor, agora descaradamente perdido, tudo valendo para obrigar o cidadão a pagar colossais dívidas acumuladas.

Mas, por isso mesmo, há-de partir de nós a nossa própria salvação. Contra o desemprego, contra a carestia de vida, contra todas as privações em geral. É claro, sempre com justificada prudência e aquela pontinha de receio de que só os loucos não sentem a picadela. Creio não poder, nesta altura, pensar de outro modo - depois de 25 de advocacia no Porto, resolvi "abrir banca" na Provincia... Se tenho clientes? Não, não tenho, ficaram todos lá na cidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Imagem de perfil

De monge silésio a 22.12.2012 às 19:35


Caímos no fundo? Creio que não. Um plano de emergência lá para Abril, e provavelmente outro em Outubro.

Andou tudo distraídos nos últimos 20 anos? Anda tudo agora?

Alguém viu em concreto, para além de migalhas e picuíces, redução séria na despesa?
Sim, menos cursos universitários, menos pessoal docente, menos escolas, menos médicos, enfermeiros e hospitais, menos câmaras, ...não vi nada.
Depois queixem-se das análises da Troika que aqui o pessoal supõe (1ª variante do erro, a outra é ignorar) serem a brincar porque lêem nas "holas" e "activas" da economia...o que um tipo com o 12º ano de agora e um bacharelato em "comunicações" escreve;
---Valha-nos deus e a virgem santíssima, com tamanha pachorra...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D