Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TAP - lá vem trapalhada a galope

por José Mendonça da Cruz, em 20.12.12

Está aí a formar-se, passo a passo, mais uma dessas trapalhadas iniciadas na imprecisão terminológica e alimentada pela ignorância que é tão do gosto da comunicação social que temos. Podem ver a formação do equívoco nos noticiários televisivos.

A privatização da TAP não avança porque a Synergy, o grupo do senhor Efremovich, não fez «adequada demonstração de capacidade financeira» para cumprir todas as prestações no prazo e segundo o valor a que a sua proposta o obrigava. Peritos financeiros e jurídicos subscreveram esta opinião. E, assim, a privatização gorou-se.

Mas, pergunta o jornalista, «demonstração de capacidade financeira?! O que é isso?». «Ó pá, é assim como uma garantia bancária», terá dito alguém, infelizmente. E foi quanto bastou, pode começar o fandango: a explicação acima foi dada detida e serenamente pela sólida Maria Luís Albuquerque, secretária de Estado do Tesouro, no jornal das 21 horas da Sic Notícias. Mas, na mesma estação, às 22, Ana Lourenço já não retinha uma sílaba e já voltava às «garantias bancárias». Porreiro, pá. Assim, já Nicolau Santos poude dizer que a privatização de TAP e ANA requereria um amplo debate nacional (de que nunca se lembrou quando Sócrates assinou fazê-las), já, na TVi24, Constança Cunha e Sá pode, mais titubeante e histrionicamente que o PS, dizer que há aqui muita opacidade (as coisas são sempre opacas quando a gente não as compreende) e amanhã já podem vir Moreiras, Adãos e Silvas e Malteses proclamar recuos do Governo.

E a culpa é de quem? Ora, do Governo e da secretária de Estado porque, ao falarem português correcto e ao não facultarem uns exemplozitos para néscios, foram «opacos». Eu diria mesmo mais, foram «herméticos».

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Sem imagem de perfil

De mcorreia a 21.12.2012 às 00:29

Antes da decisão do governo,  a ideia de privatizar a TAP era impensável e inadmissivel e contra isso rasgavam-se vestes e arrancavam-se cabelos. Agora que o governo se decidiu pela não privatização,  o que se conclui é que a ideia de privatizar a TAP afinal é boa e critica-se e lamenta-se porque isso não aconteceu.
É dificil entender esta gente. Definam-se.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo II

    Ainda não compreendeu que só governa quem tem ma...

  • Anónimo II

    Mas se forem 38% dos PAF's já podem governar o paí...

  • Carneiro

    1. Amigo ?2. O que o incomoda é o que menos me inc...

  • JPT

    Ainda assim, parece-me menos absurdo do que o modo...

  • Anónimo

    Amigo Carneiro, vamos lá falar a sério. Uma coisa ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D