Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O dia depois

por João-Afonso Machado, em 05.12.12

Uma generalizada sensação de terror invadia o Portugal na manhã de 5 de Dezembro, há 31 anos. Horas antes a notícia caira como uma bomba, já na recta final das segundas eleições presidenciais da III República: Sá Carneiro, Amaro da Costa e os seus acompanhantes, todos haviam morrido na queda implacável da avioneta em que viajavam. Em Camarate, um local, de imediato, associado a uma firmíssima convicção de atentado, sabotagem.

Mário Soares e os demais esqueceram o "Sá Caloteiro" de comícios e pichagens recentes e discursaram os méritos do político e do patriota. Quando a vergonha se perde tudo não é de espantar.

E a maioria dos portugueses chorava a violência da tragédia, as perdas humanas, e angustiava-se ante a clara percepção de que o País nunca mais seria o que ansiosamente esperavam viesse a ser.

Sá Carneiro e Amaro da Costa eram dos muito pouco políticos a escapar ao nível incontornável da mediocridade que tem perspassado as figuras de Estado. Mesmo porque, com eles, outros de parcas vistas e baixos voos conseguiam apresentar resultados e disfarçar a sua impreparação. Veja-se o exemplo de Cavaco Silva...

Freitas do Amaral, na ciscunstância foi igual a si mesmo: falou. Solene e catedráticamente. E nada mais.

Sobreveio a indecorosa impunidade de um crime (e dos respectivos agentes) durante décadas apelidado de "acidente". Para se descobrir, finalmemte, - decorrido o necessário tempo das descobertas tornadas inúteis - que sim, houvera bomba, explosão provocada, tudo porque Amaro da Costa destapara um qualquer negócio "aventaleiro" de venda ilicita de armas de guerra. E antes que a "guerra" - o escândalo - rebentasse...

Na manhã de 5 de Dezembro de 1980 via-se de tudo: hipocrisia, contentamento (ao menos) não disfarçado e o transe dos muitos - dos cada vez mais - que percebiam Sá Carneiro e Amaro da Costa com os fautores de um futuro de que Portugal precisava e merecia. Mas definitivamente comprometido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Sem imagem de perfil

De carneiro a 05.12.2012 às 14:59

apenas para me associar a este manifesto.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 05.12.2012 às 19:24

Tempos que nunca esqueceremos.
Sem imagem de perfil

De O Falso Rei das Pampas a 05.12.2012 às 16:00

Terror? Não me lembro de tal.
Além disso não chorei nem vi chorar.
E sim, é provável que tenha sido um crime, mas ficou tudo em família.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 05.12.2012 às 19:25

Essa memória está fraca, Pampas.
Sem imagem de perfil

De Mário Guinapo a 05.12.2012 às 19:05


Um momento que nunca esquecerei,embora sendo uma criança apenas não posso deixar de recordar os foguetes e a "festança" que os comunistas reunidos na sede do PC da localidade onde vivo fizeram.Uma vergonha
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 05.12.2012 às 19:29

Assisti ao mesmo na sede da UDP no Porto.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • michel

    Tem a sua atenção, por favor !Eu encontrei uma ins...

  • Fernando S

    Então o governo não tem a obrigação da dar explica...

  • slade

    E agora imagine-se que os mortos começavam a acord...

  • henrique pereira dos santos

    Luís,Em primeiro lugar todos os actos do governo s...

  • Luís Lavoura

    A mim parece-me que António Costa tem razão. Se a ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D