Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A força do cargo

por Duarte Calvão, em 17.11.06


Foi uma tristeza ver Cavaco Silva desfiar uma série de prudentes lugares-comuns, que qualquer político de segunda categoria sabe recitar de cor e salteado, na entrevista a Maria João Avillez. Ele nunca foi um orador brilhante, mas quando era primeiro-ministro, mesmo quando não dizia nada de jeito nas entrevistas, sabiamos que era um homem mais de acção do que de palavras. Só que agora a sua acção são discursos que só interessam a comentadores profissionais, e que se esquecem em três dias, roteiros pelo País sem resultados nenhuns, que se esquecem em dois dias, e mais cooperação silenciosa ou estratégica ou lá o que é com um Governo que ele considera "reformista", e mais uns seminários e umas medalhas, etc, etc. Perdemos alguém que ainda poderia dar, de facto, algo ao País, mudando-o como já o fez noutros tempos, por alguém cuja principal preocupação parece ser, como aliás aconteceu com todos os seus antecessores no cargo, conseguir alargar a base de apoio para a reeleição. E o pior é que provavelmente, por falta de opções e para evitar males maiores, eu vou voltar a votar nele.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Suponhamos a 17.11.2006 às 23:54

Eu também votei em Cavaco Silva na esperança que não fizesse o que os antecessores fizeram no 1º mandato, isto é, preparar a reeleição. Por isso defendo mandatos únicos embora mais alargados.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Sebastião a 17.11.2006 às 13:12

pois, entre a entrevista ao Cavaco e ao PSL nem pensei 2 vezes: ponham aí o PSL, aliás, ponham aí qualquer pessoa a falar que é mais interessante que Cavaco com o seu chorrilho de clichés e lugares comuns que qualquer presidente de junta de freguesia consegue discorrer
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2006 às 13:03

Calvão emprenhou pelos ouvidos com o que afirmou o Marocas na campanha.

Segundo este, por esta altura já o Cavaco estaria a implantar o seu projecto de poder pessoal e em grande zaragata com o governo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2006 às 12:49

Azarucho! Eu rio-me muito daqueles que estavam à espera (coitados!) que o Cavaco fosse um presidente a dar pancada no Sócrates... em que mundo vivem?
Azarucho, e vão voltar a votar nele. Bem feito.
Eu não, nem que tenha de votar no cão da Ana Santa Clara (é este o nome não é?)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2006 às 11:19

E eu gostava era de votar no senhor Dom Duarte Pio para Presidente da República.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2006 às 10:28

O sr. Calvão é um masoquista. Devia ter ouvido a fabulástica entrevista do último PM do seu PPD/PSD (ainda gostava de ver um inquérito de rua em que fosse perguntado às pessoas: faz alguma ideia do que é o pêpêdêpêessedê?) que passou à mesma hora na RTP1.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2006 às 10:21

Pois é, para ouvir outra coisa que não lugares comuns, a Maria João devia mas era entrevistar Sua Altez Real.
Sem imagem de perfil

De Costa Gomes a 17.11.2006 às 03:07

Alguém duvidava ? Que pena eu tenho de si. Olhe, dedique-se aos restaurantes e deixe a política para quem sabe do ofício. Mas você não publica isto...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Um dia encontrei o teu irmão João por acaso, mas a...

  • Anónimo

    "Ala" irresponsável do PS?*"O primeiro erro é semp...

  • jo

    " passam a ter o mesmo grau de credibilidade que d...

  • Ze lima

    Grande Henrique!(de um amigo da primária)

  • antonio

    Devem ir à missa, e se quiserem convertem-se


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D