Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cinco deputados exemplares

por Pedro Correia, em 08.11.08

Cinco - apenas cinco - deputados do PS resgataram a honra perdida do partido na votação das alterações ao código laboral, juntando os seus votos aos parlamentares da oposição que chumbaram o diploma. O Governo acaba de fazer passar na Assembleia da República uma lei em quase tudo semelhante à que foi apresentada pelo ministro Bagão Félix em 2003 e então mereceu o voto contra socialista. Com argumentos inversos aos agora usados para dar luz verde à lei. Apesar de tudo, repito, houve cinco deputados com memória, que não desdizem hoje o que o seu grupo parlamentar dissera há cinco anos. Vale a pena registar os seus nomes pelo exemplo que dão de coerência e verticalidade, ainda que se arrisquem a enfrentar a reacção irada do Grande Chefe e as pressões do ministro da Propaganda. Chamam-se Eugénia Alho, Júlia Caré, Matilde Sousa Franco, Teresa Alegre Portugal e Manuel Alegre. São deputados que prestigiam a instituição parlamentar e não vultos amestrados à mercê de um toque de cornetim.

 

ADENDA: "As situações são evolutivas", diz na RTP N o deputado socialista José Lello, para justificar a cambalhota do PS. Quer dizer: para justificar o injustificável.

Autoria e outros dados (tags, etc)



16 comentários

Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 09.11.2008 às 00:16

Mais uma vez concordo consigo. Não sei quais são as diferenças entre o código Bagão Félix e este e quais os artigos em que houve modificação de posição, pela parte do PS. Mas os 5 deputados assim o entenderam e, com verticalidade e coerência, votaram em consciência. Honra lhes seja feita .
Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 09.11.2008 às 10:36

E um código de trabalho que hoje, depois da crise financeira, e quando se olha para uma nova ordem económica que também se quer social, vem contra o sentido do tempo e desprovido de caução ideológica.
(Que num partido dito socialista, nunca deveria ter tido).
Sem imagem de perfil

De Anónimo Veneziano a 09.11.2008 às 12:47

"Depois da crise financeira" ? Não será optimismo a mais? A crise está no começo e ainda ninguém apresentou um remédio reconhecido como tal. Eles reunem, falam, falam...
Imagem de perfil

De António de Almeida a 09.11.2008 às 13:14

-Não entrando em julgamento do mérito ou falta dele quanto ao Código do Trabalho, registo que estes deputados obedecem ás suas convicções. Gostaria que existissem em Portugal círculos uninominais, valoriazaria o bom parlamentar face ao carreirismo e seguidismo. Tal não interessa ao directório dos grandes partidos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.11.2008 às 17:12

Pois...
E também foram exemplares no caso do casamento gay?
Sem imagem de perfil

De Eng. José Pitágoras a 09.11.2008 às 18:39

Foram.

Mais perguntas?...
Sem imagem de perfil

De Eng. José Pitágoras a 09.11.2008 às 19:38

Não alimento discussões amaricadas.

Mais perguntas?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.11.2008 às 20:11

Vai apanhar onde apanham as galinhas.
Sem imagem de perfil

De Eng. J. Pitágoras a 10.11.2008 às 12:12

Vai tu, que o tema é teu.

Mais dúvidas?
Sem imagem de perfil

De Eng. José Pitágoras a 09.11.2008 às 18:23

O registo é digno. Só não entendo porque se hão-de registar também as palavras de José Lello. Parece-me desnecessário, meu caro, porque, como se sabe, Lello nunca conseguiu ser evolutivo...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.11.2008 às 21:25

É só disparates.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 09.11.2008 às 20:15

Sempre gostei muito de Manuel Alegre como poeta, mas confesso que não tinha grande opinião dele como político. Mas nos últimos tempos tenho de dar o braço a torcer, e faço-o com muito gosto: desde a sua candidatura à Presidência da República tenho vindo a respeitá-lo cada vez mais. Esta atitude de agora (como a da votação no caso dos casamentos gay) só confirma essa impressão, mais uma vez: ainda há quem pense pela sua própria cabeça e não alinhe em carneiradas de ambiciosos acéfalos. Ainda bem.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.11.2008 às 00:53

Penso exactamente da mesma maneira, Ana. Como é público e notório.
Sem imagem de perfil

De Eng. J. Pitágoras a 10.11.2008 às 12:16

Confirma-se que a idade traz a experiência e que a experiência é um posto. Haja quem saiba gerir isso.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Serra Correia a 12.11.2008 às 17:48

Não há palavras para acrescentar ao texto que possam esclarecer mais do que está dito. Sintético, directo e também vertical. Apenas um pensamento. De que Portugal precisa mais do que nunca de pessoas com este nível de carácter e de outras pessoas que não tenham medo nem vergonha do o declarar. Manuel Alegre em particular, é uma reserva de consciência de muitos portugueses que acreditam que somos mais povo que os actos do nosso governo

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Renato

    Tem ideia de que, nestas condições, metade do país...

  • Luís

    O problema aqui não são as condições climatéricas ...

  • Anónimo

    É óbvio que os modelos e a computação não permitem...

  • Rui Almeida

    Tem razão a srª jornalista! Em Portugal, como aliá...

  • Renato

    Vamos aqui separar a questão politica, da questão ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D