Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ó tempo volta para trás

por Pedro Correia, em 08.11.08

O Avante! desta semana é um oceano de nostalgia. Dirigentes históricos do PCP, como Albano Nunes e José Casanova, choram o eclipse do defunto regime soviético, a pretexto do 91º aniversário da Revolução de Outubro, e erguem as suas preces a Marx e Lenine (as loas a Estaline, um nome chato de invocar, ficam apenas nas entrelinhas) num estilo gongórico que deliciaria o camarada Brejnev e outras caquéticas luminárias do "socialismo real".

Em benefício dos leitores, deixo aqui algumas citações da impagável dupla Nunes & Casanova, vanguarda intelectual deste nostálgico Partido Comunista. Podem ser lidas com o faduncho 'Ó tempo volta para trás' como música de fundo. Tem tudo a ver...

 

"A Revolução de Outubro será sempre fonte de inspiração para os comunistas e quantos combatem o sistema de exploração capitalista e lutam para colocar ao serviço, não de uma classe parasitária mas dos trabalhadores e dos povos de todo o mundo, as magníficas conquistas da inteligência e do trabalho humano."

"Nunca é demais sublinhar o significado histórico da Revolução de Outubro e do empreendimento pioneiro de uma sociedade nova a que deu lugar."

Albano Nunes, Viva a Revolução de Outubro!

 

"O significado e as consequências da Revolução de Outubro – traduzidas nos mais importantes avanços civilizacionais alguma vez alcançados pelos trabalhadores e pelos povos – fazem dela o mais relevante acontecimento ocorrido no século XX."

"A União Soviética, nascida da Revolução, foi o primeiro país do mundo a pôr em prática todo um vasto conjunto de direitos humanos."

"Lembrar a Revolução de Outubro, impõe necessariamente ter em conta essa tragédia para toda a humanidade que foi a derrota do socialismo e a destruição da URSS."

José Casanova, 7 de Novembro é amanhã

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



23 comentários

Sem imagem de perfil

De clark a 08.11.2008 às 02:47

Fora deste tema, mas dentro dele (e não é blague), a verdade é que o economista Marx anda cheio de razão, O resto é o Manifesto Comunista e outras tolices
Sem imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 08.11.2008 às 11:30

Eu dou por mim a pensar o que seria se houvesse um jornal do PNR em que relembrassem o Mussolini e o Hitler da forma como os comunistas relembram o Lenine e o Estaline. Há sempre dois pesos e duas medidas...
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 12:31

Só quem duas palas á frente dos olhos é que não vê que a Revolução de Outubro foi o maior acontecimento do Séc.XX. Aliás na Universidade onde andei até professores que não são comunistas admitiam isso, visto que foi uma tentativa de construção de uma sociedade completamente diferente daquelas que existiam até então.
Sem imagem de perfil

De arguto a 08.11.2008 às 12:51

A revoluçao russa, o maior acontecimento do seculo XX?!!! Pois claro. NAO houve DUAS guerras mundiais no seculo XX. E o homem NAO foi a Lua no seculo XX. Palas nos olhos? Pois, pois...
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 13:00

E essas 2ªs Guerras Mundiais foram causadas pelo capitalismo, e o homem ter ido á Lua foi o resultado consequente do primeiro homem ter ido ao espaço que por acaso até era do país da Revolução de Outubro. Para quem se diz arguto as palas ficam-lhe bem.
Sem imagem de perfil

De arguto a 08.11.2008 às 13:04

E o cAPITALISMO selvagem na rússia e as mafias que agora la existem também sao consequencia da sua revolucao FALHADA durante 70 anos que só la deixou isso. As palas, tem razao, as palas impedem-nos de ver..
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 14:06

O capitalismo selvagem é na Rússia e no resto do Mundo assim como as máfias, ou vai-me dizer que a Máfia italiana,japonesa, americana, portuguesa e ontem mais uma se safou são consequências de revoluções socialistas falhadas? Você é cómico se calhar devia escrever para as Produções Fictícias.E o capitalismo não falhou?Então porque é estamos em crises permanentes? Realmente vivemos em tempos idílicos, eu pra mim se calhar esta crise financeira mundial é resultado das revoluções comunistas. Veja lá bem isso que os comunistas é que são culpados disto tudo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.11.2008 às 13:10

Apetece-me perguntar ao Peter qual foi o período da gloriosa revolução socialista que ele mais aprecia. Terá sido o brevíssimo período em que Lenine era o dirigente máximo? Ou o longo (18 anos) consulado de Leónidas Brejnev? Terão sido os anos da gerontocracia em que os secretários-gerais eram Andropov e Chernenko, ambos a cair da tripeça? Terá sido a última etapa, liderada pelo Nobel da Paz Mikhail Gorbachev?
Suspeito que não. O melhor período foi aquele quarto de século sob a batuta de Estaline. Não é assim, Peter?
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 14:12

Olhe que não pedro correia, o melhor período foi o do Kruschev. E já agora diga lá que melhor período para si foi em Portugal, eu se pensasse como você,provocaria-o e diria que foi no tempo do salazar, mas como não sou espero pela sua resposta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.11.2008 às 15:58

Gostei francamente da sua resposta. Mas não se esqueça que o Kruschev acabou mal, derrubado por um golpe palaciano. Claro que em Portugal o melhor período não foi o do Salazar: certamente você não imaginaria que eu pensasse isso. Mas claro que o do Vasco Gonçalves também não foi. O melhor período é o actual, de longe - apesar dos erros e das insuficiências do sistema político e das compreensíveis frustrações de uma grande parte da sociedade portuguesa.
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 18:53

O melhor período é o actual...estou a ver que o Pedro é daquele eterno pequeno grupo que as crises passam-lhe ao lado e que normalmente até lucram com isso e são os seus causadores.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.11.2008 às 20:44

Bem, se você preferia o do Vasco Gonçalves, lamento. E recordo que foi um primeiro-ministro (à frente de quatro governos!) que nenhum português alguma vez sufragou pelo voto.
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 23:27

Mas Pedro as suas contínuas referências ao Vasco Gonçalves revelam trauma, até porque eu nem sequer me referi a ele, até parece que nesse período o General foi o único primeiro-ministro que não foi sufragado pelo voto. Pinheiro de Azevedo,Maria de Lurdes Pintassilgo, Nobre da Costa tb foram primeiros-ministros indigitados tal como o General mas no entanto o Pedro não apresenta nenhuma referência sobre eles. E mais recentemente até o Pedro Santana Lopes se tornou primeiro-ministro sem recurso ao sufrágio universal Até pq quando concorreu como cabeça de lista perdeu.Mas não o vejo queixar-se sobre estes.Afinal onde é que está a sua coerência?Para não falar do Marechal Spínola e do general Costa Gomes. Ou o Pedro acha que as eleições legislativas e Presidenciais deveriam ter sido logo no dia 26 de Abril de 1974?Ou só os primeiros-ministros e Presidentes da República que defendem as suas ideias é que têm direito a ser indigitados sem sufrágio universal.Se pensa assim realmente é um grande democrata, não haja dúvida.
Sem imagem de perfil

De Anónima a 08.11.2008 às 20:31

Esse "provocaria-o" é notável: revela argúcia e conhecimento...
Sem imagem de perfil

De Peter a 08.11.2008 às 23:42

Minha cara anónima você tem todo o direito de discordar das minhas ideias, mas eu tb tenho das suas ou não? Se calhar é mais giro estarmos sempre a falar com as mesmas pessoas que concordam sempre com tudo que a gente diz. Que é o que acontece muitas vezes neste blogue.
Sem imagem de perfil

De Anónima a 09.11.2008 às 10:35

O seu analfabetismo militante confunde-me.
Já agora, aproveito para o informar de que não é "provocaria-o", mas "provocá-lo-ia".
Não sabia, pois não?
Sem imagem de perfil

De Peter a 09.11.2008 às 13:29

Sabia sim senhor, mas lá por dar erros ortográficos, não implica que não tenha razão, ou a minha cara anónima está isenta de errar, é perfeita? Analfabetismo militante?! Quando a conversa não interessa ou desagrada, torna-se analfabetismo militante, lol.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 09.11.2008 às 13:30

Claro que o correcto é escrever é "provocá-lo-ia".

Mas também já vi aqui, intervenções da Anónima, com erros ortográficos e gramaticais. Mas é claro que eu não posso garantir se se tratava da Anónima das 20:31, das 10:35 ou de outro horário qualquer.

Mas o melhor é você verificar.
Sem imagem de perfil

De Anónima a 09.11.2008 às 13:57

Ó leão de circo, recolhe mas é a juba, que cheira mal.
Sem imagem de perfil

De mike a 08.11.2008 às 16:16

O meu queixo caiu com o que li. E quando estava prestes a recompor-me voltou a cair com alguns comentários. Há que pô-lo no lugar para poder almoçar, safa.
Sem imagem de perfil

De hajapachorra a 09.11.2008 às 00:26

Eu gosto é daquela parte dos "mais importantes avanços civilizacionais alguma vez alcançados pelos trabalhadores e pelos povos". De facto! 40 milhões de mortos, pelo menos, na URSS, China, Cambodja, Laos, Vietname, Angola, Coreia, etc. etc, foi um grande avanço. Os carrascos da Inquisição e os carniceiros da Revolução Francesa eram uns incompetentes. Mas houve muito mais. Os comunas até conseguiram fazer desparaecer o Mar de Aral. Iam de facto muito, mas mesmo muito à frente. Os incompetentes dos capitalistas apenas conseguem destruir, mas fazer desaparecer não é para eles.
Sem imagem de perfil

De Peter a 09.11.2008 às 12:01

Então mas está nervoso Haja Pachorra, ou tb pertence áqueles que gostam é de falar sempre para pessoas que concordam consigo.40 milhões Na U.R.S.S. morreram quando o Hitler invadiu esse país. O Staline mandou matar muita gente,mas nem de perto nem de longe chegou a esse número, até pq as pessoas tinham medo, capisce paisano? A revolução cultural foi um atraso, concordo. Cambodja!? mas desde quando é que o Pol-Pot e os Khmers vermelhos eram comunistas?Vietname? está a falar do quê? Da humilhante derrota americana contra 1 exército de camponeses, ou dos massacres perpetrados pelas tropas americanas.Angola? Então mas o MPLA não continua a ganhar as eleições?Sobre a Coreia não posso ter opinião formada, porque tudo o que nos chega de lá é veiculado via E.U.A portanto tanto pode ser mentira como pode ser verdade. Agora meu caro Haja Pachorra você fala como se o capitalismo fosse isento de crimes, mas não é, bem pelo contrário, foi, é e será apesar dos erros nos países socialistas, mais criminoso e mais genocida. 1ª Guerra Mundial quem é que a causou? (foram os comunistas,não ?), 2ª Guerra Mundial? O nazismo com todos os seus crimes e loucuras defendia o capitalismo,não é por acaso que os grandes grupos económicos alemães financiaram Hitler, e até mesmo os judeus alemães de posses o iriam financiar, se não fosse o seu anti-semitismo abominável. Então e as ditaduras financiadas e protegidas pelas chamadas democracias ocidentais. Portugal foi uma delas, explique-me lá como é que um país fascista como o nosso fazia parte da Nato, que dizia ser pela democracia e liberdade. E as ditaduras da América-Latina financiadas por Washington e pela United Fruit e outras companhias que detinham nesses países grandes interesses económicos, eram eleitas democraticamente? E quantos milhões foram mortos nesses países por Pinochet (Chile), Os Generais (Brasil), Baptista (Cuba), Raoul cedros e o Clã Duvalier (Haiti), Cerezo (Guatemala), Cordova (Honduras), Martinez (El Salvador), Noriega (Panama), Somoza (Nicaragua), Stroessner (Paraguay) , Trujillo ( Rep.Dominicana), Videla (Argentina), você acha que a expressão República das bananas vem de onde? E em África? e na Àsia? Avanços civilizacionais? bem se você não gosta de ter férias e receber o seu subsídio, o 13º més, ter o fim de semana para descansar, as 8h de trabalho. Bem já vi que você é dos duros deve trabalhar de sol-a-sol e acha que não deve ter estes direitos, é a sua opção, você faz o que você entender.As preocupações ecológicas são importantes, mas quem é que não assinou o protocolo de Kyoto? ai ai ai Haja Pachorra.
Sem imagem de perfil

De hajapachorra a 12.11.2008 às 23:26

Como não tenho pachorra, nem tempo, para discutir com catecúmenos, fico-me apenas por uma inocente observação: probos historiadores estimam que o comunismo provocou não 40 milhões de mortos mas sim 100 milhões. Portanto até fui muito, mas mesmo muito compagnon de route, capice (sem s), ó aprendiz de Peppone? Vá ler - por uma vez não lhe fará mal quebrar os hábitos de proletário do intelecto - o calhamaço editado por Stéphane Courtois do CNRS e talvez caia do cavalo (tudo é possível no ano paulino).

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • XisPto

    " a questão do cadastro, sendo relevante para muit...

  • henrique pereira dos santos

    Hesitei quando escrevi essa frase, exactamente por...

  • carlos gonçalves

    Mais uma pergunta (até porque estou cheio de curio...

  • monge silésio

    ...e há aqueles que constroem pela amizade ao fisc...

  • JS

    Bem exposto. O dedo na ferida esta, meritória, inf...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D