Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O que é nacional é bom

por Francisco Almeida Leite, em 05.11.08

A atitude do PS de aprovar sozinho na Assembleia da República a nacionalização do BPN não é bom sinal. Para umas coisas, o PS finge procurar consensos, para outras foge a sete pés desses acordos. Às vezes, a desculpa é que não é o timing correcto, outras que não há um mandato concreto desta maioria e outras ainda porque a iniciativa partiu dos partidos mais à esquerda.

Nesta questão concreta não há motivos fortes que justifiquem uma atitude de isolamento numa matéria como a nacionalização de um banco, coisa que não acontecia desde os tempos do gonçalvismo, como ressalvou, e bem, Paulo Portas. Hoje, todas as bancadas da oposição votaram contra. Do Bloco Esquerda, passando pelo PCP (outrora entusiasta das nacionalizações), pelo PSD (muito activo hoje no debate, embora a líder ainda não tenha pronunciado uma palavra sobre o assunto) e pelo CDS, o partido que historicamente sempre se opôs a medidas deste tipo.
Pior, a proposta que foi hoje ao Parlamento não ia limpinha. Tinha brinde. Para além de ser proposta a nacionalização das acções do BPN, foi apresentado um anexo para articular todo o regime jurídico deste tipo de operações. A estratégia só me lembra aquele enigma do ovo, da galinha e do pinto. Quem nasceu primeiro? Neste caso, o anexo devia claramente ser o diploma principal, porque dá a ideia de que o Governo e o PS quiseram esconder um regime jurídico que, no futuro, dará para outras operações deste tipo. O tema é relevante e não pode ficar escondido. Devia ter sido mostrado às claras e alguém naquela AR devia ter percebido isto, defendendo até à saciedade que não é assim que as coisas funcionam em política. Na política séria, bem entendido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De sopa de cavalo cansado a 06.11.2008 às 15:09

É incrível, realmente. Cheira-me que vem aí coisa, este Governo não fica por aqui. Boa reflexão.
Imagem de perfil

De Ana Gabriela A. S. Fernandes a 07.11.2008 às 16:31

De acordo.
Esta nacionalização é muito mais significativa do que parece, da filosofia deste PS. Gostei da expressão que penso ser de Paulo Rangel: "capitalismo de Estado". E também da designação: "neo-socialismo".
E os contribuintes-investidores a ser envolvidos em negócios que desconhecem completamente... e ainda por cima sem qualquer fiscalização...
Ana

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Um dia encontrei o teu irmão João por acaso, mas a...

  • Anónimo

    "Ala" irresponsável do PS?*"O primeiro erro é semp...

  • jo

    " passam a ter o mesmo grau de credibilidade que d...

  • Ze lima

    Grande Henrique!(de um amigo da primária)

  • antonio

    Devem ir à missa, e se quiserem convertem-se


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D