Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Les affaires sont les affaires

por Francisco Almeida Leite, em 31.10.08

Na recta final das presidenciais norte-americanas e em plena crise internacional, houve um caso - e este é o termo certo, "caso" - que passou despercebido ou entre os pingos da chuva. Dominique Strauss-Kahn, socialista e presidente do FMI, saiu incólume da polémica sobre uma ligação perigosa com uma economista sénior da instituição. Houve um inquérito interno e um relatório de investigação que condenou eticamente o envolvimento de DSK com Piroska Nagy, mas tudo ficou por aí. Consequências: zero. A actual crise internacional falou mais alto, porque nesta altura ninguém quis levantar ondas.

O editorial desta quarta-feira do The Wall Street Journal põe o dedo na ferida e recorda que Paul Wolfowitz, que foi presidente do Banco Mundial, não teve tanta sorte. Ele que antes de aceitar o lugar pôs tudo em pratos limpos. Eu acrescento: não teve sorte por ter sido um dos gurus de George W. Bush e por não ser de uma certa esquerda. O jornal diz que quem salvou DSK foram alguns europeus sofisticados. Concordo, mas se Wolfowitz fosse de esquerda, modernaço e com ligações aos media safava-se do caso. Como não era e não é, tramou-se. Dois pesos e duas medidas. É esta mesma esquerda, os sofisticados e os media que já elegeram Barack Obama, mesmo antes de ir a votos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo Veneziano a 01.11.2008 às 13:09

Mas, caro FAL, guerra é guerra.
Sem imagem de perfil

De Dorean Paxorales a 01.11.2008 às 14:22

E foto da Piroska, não se arranja?
Sem imagem de perfil

De João André a 01.11.2008 às 14:30

Ó FAL, tome lá uns comprimidos para a acidez no estômago que esta história da crise e da possível vitória de Obama estão a fazer-lhe mal.

Três notas: uma para o facto de não ter passado despercebida a história. O Público deu a notícia umas três ou quatro vezes e creio que levou aquilo a primeira página (mesmo que sem destaque). Se o DN não o fez, talvez o FAL devesse ter mais atenção.

Outra para o facto de o problema não ter sido o caso. O que estava em questão era o favorecimento. Com Wolfowitz, ter-se-à provado o favorecimento. Com Strauss-Kahn não.

Terceira: tem razão. Fosse noutra conjuntura económica e talvez DSK tivesse ido para o olho da rua. Fosse americano de direita e talvez o mesmo sucedesse. Tivesse feito os inimigos que Wolfowitz parece ter feito e também poderia ser complicado.

O facto é que não foi e Wolfowitz sim. E é isto, o facto de Wolfowitz ter sido posto a andar, que lhe faz a azia. Vá lá tomar um Alka-Seltzer que isso passa-lhe.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Miguel A. Baptista

    Não penso que serem mais tolerantes com os países ...

  • Anónimo

    ensinai todas as nações, baptizando-as em nome do ...

  • JS

    Trump não é Obama. Durante muitos anos D. Merckel ...

  • Carlos Marques

    «um conflito de interesses entre ser presidente da...

  • Carneiro

    Foi-me reportada uma tentativa de venda de um saco...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D