Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O passeio dos tristes

por João Villalobos, em 28.10.08

O José Vitor Malheiros via o Da Literatura: «O estacionamento em cima do passeio é causa não apenas de um enorme incómodo mas de perigo. Quando se estaciona em cima do passeio (explico para benefício de presidentes de câmara), isso significa que se sobe para o passeio, que se desce do passeio e que, muitas vezes, se fazem manobras em cima do passeio (há desenhos que ilustram a versão on-line deste texto para mais fácil compreensão). E é, para além disso, um sinal de desrespeito dos outros e da lei. Quem estaciona no passeio acha que a lei pode ser ignorada, que a polícia pode ser gozada e que um presidente da câmara não sabe contar até nove. Sabe

Rita Barata Silvério, via o Rititi: «Porque em Lisboa o conceito de estacionamento vai mais além dos limites lógicos da física, o dono da carrinha achou que a sua viatura estaria mais segura tapando a saída da minha casa. Foi mais ou menos quando Mr. Pinheiro começou aos pontapés à carrinha que eu me dei conta da odisseia em que se ia transformar um simples e simpático passeio pelas ruas da cidade. E como se tira um carrinho de bebé de uma casa lisboeta? À bruta. Apanha-se no carrinho com garra e atitude e poisa-se em cima da viatura que obstaculiza a saída do prédio».

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De fcl a 28.10.2008 às 16:01

Há uns anos atrás, chegando a Sevilha para um fim de semana com amigos estacionei perto de casa deles, num sossegado e pacato bairro periférico. Como a rua era estreita e o meu carro um pouco grande, ficou com um (mto) pouco em cima do passeio. No dia seguinte encontrei no parabrisas 1 bilhete manuscrito: "Esto no es Lisboa!"
Sem imagem de perfil

De Pedro Barcelos a 28.10.2008 às 18:09

O que mais irrita é a presunçao da rititi que com modos de sopeira fala pelos cotovelos de tudo mais alguma coisa vivendo no seu pequeno mundo tentando dar um ar muito cosmopolita de habitante de madrid e que fala e escreve da sua terra só para mostrar o sentimento labrego de imigrante rasca.
Rititi, parola no Alentejo, em Madrid e em todo o lado.

p.s. eu também vivo em Madrid e espero nao ter de me cruzar nunca com semelhante especimen.
Sem imagem de perfil

De Anónimo Veneziano a 29.10.2008 às 00:12

Claro que estacionar em cima dos passeios é quase sempre ilegal e, pior do que isso, grosseiro. Mas para bem entender a questão, haveria que observar mais atentamente e registar o incrível "negócio" que são os espaços de estacionamento e que implicam parquímetros, arrumadores, caça à multa, parques de estacionamento privados e sei lá que mais interesses. As autoridades só se interessam pela questão na medida que seja uma fonte de receita. No dia em que o "ratio" custo/ benefício deixar de render, podem ficar seguros que deixaria de ser ilegal esse tipo de estacionamento.
Sem imagem de perfil

De ISABEL a 29.10.2008 às 16:08

Parece-me indelicado comentar com palavras desagradáveis bloggers e textos de bloggers em casas alheias, ou mesmo permitir que tal aconteça.
ISABEL
Imagem de perfil

De João Villalobos a 29.10.2008 às 16:39

A mim parece-me igualmente indelicado colocar o comentário Isabel. Já permitir que tal aconteça entendo que tenho de o fazer, assim como permito que me critiquem a mim considero parte da liberdade de expressão que entendo dever existir na caixa de comentários dos meus posts. Beijos
Sem imagem de perfil

De ISABEL a 29.10.2008 às 17:05

Um beijo João.
A casa também é tua, o post é teu. Tu fazes as regras. Nisso concordo contigo.
AMbos gostámos do texto da Rita e também considerámos indelicada a alusão a terceiros em casas alheias.
Saudades
ISabel
Sem imagem de perfil

De rititi a 29.10.2008 às 18:15

Isabel e João,

Eu não considero indelicado. Só cobardolas. Assim a atirar ao mariquinha pé de salsa. Mas é assim o mundo, cheio de gentalha medricas.
Beijinhos e obrigada pelo linque!
Sem imagem de perfil

De Pedro Barcelos a 30.10.2008 às 01:38

Que mala leche...
Olhe barata, você mete dó.
Sem imagem de perfil

De ISABEL a 30.10.2008 às 14:47

Lamentavelmente, as formas insultuosas a terceiros estarão sempre no mainstream....

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • XisPto

    " a questão do cadastro, sendo relevante para muit...

  • henrique pereira dos santos

    Hesitei quando escrevi essa frase, exactamente por...

  • carlos gonçalves

    Mais uma pergunta (até porque estou cheio de curio...

  • monge silésio

    ...e há aqueles que constroem pela amizade ao fisc...

  • JS

    Bem exposto. O dedo na ferida esta, meritória, inf...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D