Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Emoções básicas (30)

por Luís Naves, em 27.10.08

As faixas de campeão

Tenho lido em várias análises nos jornais e blogues que a crise financeira internacional favorecerá eleitoralmente o Governo em 2009, o ano de todas as eleições. Há mesmo interpretações que dão como certa a derrota da oposição e, de facto, do lado socialista existe uma espécie de triunfalismo misturado com certo desprezo pelos adversários. Ainda falta um ano, mas o PS já está em campanha e parece ter encomendado as faixas de campeão.

No entanto, em política um ano é muito tempo. Se a crise se agrava, não vejo como é que o PS pode conseguir outra maioria absoluta. Se houver um voto de protesto nas europeias, as autárquicas ficam condicionadas e, com dois maus resultados para o Governo, as legislativas estarão em perigo. Quem prevê facilidades, deve desenganar-se.

 

Cenários complicados

Nas actuais sondagens, o PS surge acima de 40%. O PSD abaixo de 30%. Ora, isto revela valores demasiado semelhantes aos das eleições de 2005, o que não é plausível, pois as circunstâncias são diferentes. Admitindo que os partidos menores do parlamento aumentam a votação (o conjunto formado por CDS, PC e BE ficaria acima de 21%), para conseguir chegar à maioria absoluta, o PS teria de garantir uma participação muito elevada ou esmagar o PSD abaixo dos níveis históricos. Nenhum dos dois factores é provável, devido à abstenção e ao voto de protesto, a começar já nas europeias. No auge de uma crise económica sem paralelo, num contexto de grande descontentamento popular, a maioria absoluta do PS só será possível se a oposição lhe der a vitória sem luta.

Os socialistas partem com vantagem para as legislativas de Outubro, mas sofrerão inevitavelmente o desgaste do poder. Se vencer sem maioria absoluta, o PS dependerá de alianças com o CDS ou com o Bloco. O terceiro cenário será a grande coligação com o PSD. As soluções são todas instáveis. A assembleia não pode ser dissolvida em 2010, devido às presidenciais. O que sair de Outubro de 2009 terá de durar, pelo menos, até Outubro de 2011.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



7 comentários

Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 27.10.2008 às 20:23

O trunfo está no PSD não baixar dos 27%. BE, 12%; PCP, 11% e CDS 5 %.
Imagem de perfil

De Luís Naves a 27.10.2008 às 22:52

seria um resultado estranho. o psd abaixo dos 29% que conseguiu com santana lopes. os três mais pequenos a somarem 28%.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 27.10.2008 às 21:05

«o conjunto formado por CDS, PC e BE ficaria acima de 21%»

CDS, PC e BE não formam qualquer conjunto.
Imagem de perfil

De Luís Naves a 27.10.2008 às 22:46

se forem somados, formam um conjunto aritmético de 21% ou 22% ou ainda 23%. claro que não é um conjunto político coerente
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão. a 28.10.2008 às 13:39

Luís Naves:

O problema é esse mesmo. É que, na aritmética, a expressão correcta é soma e não conjunto.
Sem imagem de perfil

De Ana Pereira a 28.10.2008 às 00:17

Com o acentuar da crise económica nos EUA e na UE e com os resultados visiveis até as eleições ganha quem apresentar as propostas mais credíveis para enfrentar uma situação que vai durar sabe-se lá quanto tempo.
Sem imagem de perfil

De Nuno Góis a 28.10.2008 às 01:31

Para já o PP deve deixar de contar...
Depois não entendo a exclusão do PCP num cenário pós eleitoral. Ainda que veja mais fácil o PS aliar-se ao BE. Agora a dúvida é se os dois partidos juntos (ou juntos partidos) têm maioria absoluta. É bom não substimar a força do PCP.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JS

    Sim, um drama humano para as populações e um conti...

  • Rui

    Era só o que faltava o Estado não poder mudar a lo...

  • Anónimo

    Estão também a gastar montes de dinheiro a reconst...

  • Anónimo

    Que post a tresandar a ódio, irracional e extremis...

  • Anónimo

    ParabénsHá que intervir de modo inteligênte e hier...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D