Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O seu a seu dono

por Francisco Almeida Leite, em 21.10.08

Fui muitas vezes aqui, neste blogue, duro com Paulo Portas e com o seu regresso desastrado à vida política nacional. Considero o Paulo um tipo brilhante e inteligente, mas que muitas vezes não olha a meios para atingir os seus fins, sejam eles políticos ou jornalísticos. Foi assim muitas vezes com O Independente, que usou e abusou para depois deitar fora quando decidiu abraçar uma carreira política. Foi assim também com este regresso à liderança do CDS, deitando borda fora José Ribeiro e Castro de uma forma que deixará marcas irreversíveis no partido.

Sucede que no domingo algo mudou. Enquanto o PSD obteve o seu pior resultado de sempre e passa de 36,84% (se bem que coligado com o CDS) em 2004 para 30,27%, Portas consegue trazer dos Açores uns honrosos 8,7% e passa de um deputado regional para um grupo parlamentar de cinco deputados. É obra. Portas acaba por provar que o trabalho árduo compensa e que a política se faz perto das pessoas, a discutir ideias, a fazer comícios e a palmilhar caminhos.

Como me disse um dia uma antiga dirigente daquele partido, pessoa que muito estimo, "o Paulo é como os gatos, tem sete vidas". A ser verdade, Portas pode tornar-se perigoso e até letal para o PSD em 2009. Com a esquerda do BE e do PCP em franco crescimento, com Sócrates a conseguir estancar perdas e com Portas em alta, as próximas eleições podem tornar-se um calvário para o PSD. Quem sabe se alguma vez voltará a ser o partido que conhecemos até aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De anónimo a 21.10.2008 às 11:27

E pronto, abriu a caça à Manuela Ferreira Leite... o PSD começa a tornar-se um partido engraçado, os tempos de espera entre a eleição de um líder e os ataques erráticos ao mesmo começam a diminuir...

Já agora, o CDS teve menos votos expressos e menos percentagem do que da última vez que concorreu sozinho nos Açores (em 2000 e não em 2004 que foi em coligação), o facto de ter mais deputados deve-se à redistribuição dos círculos...

Ou seja, contrariamente ao falado este não é "o melhor resultado de sempre do CDS" nos Açores...
Sem imagem de perfil

De Junkie a 21.10.2008 às 13:12

Acho que o FAL nunca escreveu que era o melhor resultado de sempre do CDS. Disse que era o pior de sempre do PSD. O que é indesmentível. Factos: O CDS cresceu em número de deputadps. É um facto, não é?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2008 às 14:43

Está enganado. Só um dos deputados se deve ao sistema eleitoral. Os outros 4 devem-se à campanha nas várias ilhas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2008 às 12:09

E depois o Paulinho das Bombas de Gasolina anda com um cabelo muito mais composto.
Sem imagem de perfil

De Margarida Pereira a 21.10.2008 às 14:55

Podemos contrariar a nossa essência?
Um dia perguntei se ele não tinha amigos (amigos, mesmo) que lhe fizessem notar as incongruências, os deslizes, as vacuidades.
Admiro-o desde o 'Indy' e cheguei a escrever que daria um parlamentar temível.
Seja porque hoje em dia o Parlamento o não permite, seja porque as qualidades se diluiram (isso sucederá?...), esfuma-se. Desvaneceu-se. Sobram as gargalhadas falsíssimas (detesto isso), os beijinhos à distância, os abraços eleitoralistas, as manobras de bastidres, os folpes de teatro; enfim, um igual aos outros. Vejo isso com pena. Podia ser realmente especial, como é e não se permite ser.
Sem imagem de perfil

De almatepida a 22.10.2008 às 00:42

hum... iso deve ter dado aí uns 400 votos. Uma locura. Um estrondoso sucesso!! Não foi nestas eleições que 70 votos na ilha do Pico deram direito a um deputado ao moribundo PPM?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2008 às 14:27

foi no corvo
Sem imagem de perfil

De almatepida a 22.10.2008 às 19:02

Exacto, foi no Corvo. E na verdade foram 75 votos que permitiram ao PPM eleger um deputado. 70, foram os votos que o PP teve e que curiosamente não foram suficientes para obter o mesmo feito do PPM

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Miguel A. Baptista

    Não penso que serem mais tolerantes com os países ...

  • Anónimo

    ensinai todas as nações, baptizando-as em nome do ...

  • JS

    Trump não é Obama. Durante muitos anos D. Merckel ...

  • Carlos Marques

    «um conflito de interesses entre ser presidente da...

  • Carneiro

    Foi-me reportada uma tentativa de venda de um saco...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D