Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A zero (parte II)

por Pedro Correia, em 16.10.08

A selecção portuguesa jogava em casa. Com estádio cheio - cerca de 30 mil pessoas em Braga. O adversário era a modesta Albânia, situada em 83º lugar na classificação da FIFA (Portugal, fruto do bom trabalho de Scolari, está em décimo). Como se isto não bastasse, jogou grande parte do encontro em superioridade numérica devido à expulsão de um jogador albanês. Nada disto foi suficiente para esta descolorida e desgarrada selecção de Queiroz descolar da chapa zero a que o novo seleccionador nacional começa a habituar-nos: a mediocridade voltou a imperar no relvado, onde não se viu uma equipa mas uns rapazitos de calções que pareciam jogar juntos pela primeira vez. O meio-campo foi inofensivo e desarticulado: até o astro Cristiano Ronaldo, presença assídua em todas as revistas del corazón, estava irreconhecível. A linha dianteira abusou da inépcia, com destaque para um tal Danny, a grande novidade de Queiroz nesta selecção pós-Scolari que ontem demonstrou não ter qualidade para titular da equipa.

É certo que Hugo Almeida mandou a bola ao poste. E que Nuno Gomes fez um excelente passe para golo, logo desperdiçado por Nani. Mas - repito - Portugal tinha um jogador a mais e jogava contra uma selecção classificada 73 furos abaixo da nossa. Nem assim se salvou do zero. "Azar", concluiu Queiroz. Não é azar: é falta de liderança - no campo e fora dele. Com cinco pontos já perdidos em casa, entre seis possíveis, a selecção das quinas pode antecipadamente dizer adeus à qualificação para o Mundial da África do Sul.

Ficam assim satisfeitos todos os comentadores desportivos que praticamente sem excepção, e com Rui Santos à cabeça, acolheram entusiasticamente o regresso de Queiroz ao cargo de seleccionador. Nunca se deve voltar a um lugar onde se foi infeliz. Ele voltou: os resultados estão à vista. Batam palmas.

 

ADENDA: Naturalmente, só posso estar de acordo com o que o João Távora e o Paulo Cunha Porto já aqui escreveram sobre este assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)



24 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 16.10.2008 às 14:23

Batam palmas, batam. Mas não me peçam para bater. Palmas, porque se for em alguém...
Sem imagem de perfil

De João André a 16.10.2008 às 14:36

Comparar constantemente com Scolari de nada serve caro Pedro. Scolari andou ano e meio a preparar um Euro em que perdeu contra selecções que fossem melhores que o Kuwait (lembra-se de uma goleada em casa que a Finlândia nos deu?). E a qualificação para o Euro2008 só aconteceu (e à última jornada) porque os opositores perderam pontos à fartazana uns com os outros (não conseguimos vencer em casa a Finlândia, Polónia e Sérvia). Verdade, não perdemos em casa nem empatámos contra equipas do calibre da Albânia. Ainda assim, pergunto-me se Scolari não faria isso na qualificação para o Euro2004, caso tivéssemos tido que a disputar. Creio que não nos teríamos qualificado.

Fala do Danny. Pode não ser um titular óbvio (e não é), mas é jogador para a selecção (pelo menos pelo que vi dele no Zenit e nos jogos que fez pela selecção até agora). Mas apenas e só num esquema diferente. E se compararmos os disparates de chamadas com os de Scolari, os nomes de Luís Loureiro e de Rogério Matias vêm-me à memória.

Quanto à liderança, é bem verdade que não existe um líder, mas também isso é causado por Scolari. Scolari, após Figo, tratou de secar os líderes que podia numa tentativa de trazer Ronaldo como o chefe da pandilha. Infelizmente, Ronaldo não é Figo e não é líder quem quer, apenas quem o realmente é. Os líderes naturais da selecção, em termos de personalidade, seriam Ricardo Carvalho, Bruno Alves, Simão e, talvez, Deco. Infelizmente nenhum deles é Figo e, na ausência de um líder nato como Scolari indubitavelmente é, há problemas.

Concordo cada vez mais que Queirós não é seleccionador. É, na minha opinião, um excelente técnico e um bom táctico, o que o tornaria um bom treinador. Mas não é para uma selecção, onde o espírito de grupo e a motivação são tão ou mais importantes que os conhecimentos técnicos. Por isso conseguiu Scolari ser bem sucedido.

Seja como for, Queirós ainda é o único treinador português que conquistou o que quer que fosse com as selecções (mesmo que em sub-20) e, entre ter um Queirós que não nos qualifica para o Mundial e um Scolari que o faria, sinceramente prefiro Queirós. Nada contra brasileiros, antes que me acusem de racismo, mas não quero um treinador prepotente, malcriado, parvo e arrogante. Sempre o achei insuportável.

E, já agora, seria boa ideia lembrar que Madaíl ainda por ali anda. Que tal começar por o mandar a ele embora?
Sem imagem de perfil

De fonseca a 16.10.2008 às 16:18

Caro João André

Antes de mais, dizer-lhe que concordo em tudo com o Pedro Correia. Um texto excelente, sem facciosismo, sem ódios futebolísticos, sem pretensões de dar lições de futebol, contrariamente ao que é habitual ler-se e ouvir-se a partir dos defensores desse senhor Queiroz.
Scolari pode ter muitos defeitos, mas é um ganhador. E levou Portugal às melhores classificações de sempre e o resto é treta.
Quando o homem foi para o Chelsea ouvi muitos a afirmar que não ganhava um jogo. Está em primeiro.
Quando Queiroz tomou conta da selecção ouvi muitos dos seus defensores dizer que nunca mais perderíamos uma final. Pois não. O problema é que nunca mais iremos a uma final.
Permita que o elucide sobre uma grande verdade: Queiroz não fez nada nos campeonatos Sub-20. Queiroz só tinha e tem lóbi. O mestre foi Nelo Vingada. Foi Vingada que nos deu os títulos. Pergunte aos jogadores da chamada geração de ouro.
A verdade é só uma: estão aí à vista os resultados e só os facciosos é que defendem um fulano que nem uma táctica apresentou na Suécia e em Braga.
Será bom que defensores do homem como você existam para que a selecção caia no fundo e se possa construir algo a partir do zero... do zero deixado pelo "amador" Queiroz que teve rotundos êxitos em Madrid, na América, no Sporting, no Japão, na Arábia e na África do Sul...
Sem imagem de perfil

De João André a 17.10.2008 às 07:58

Caro Fonseca. Como não faço parte do círculo de amizades de nenhum jogador campeão do mundo em Lisboa ou na Arábia Saudita, peço-lhe desculpa por não ir fazer a pergunta. Ainda bem que é o seu caso, para nos iluminar com tal sabedoria.

Quanto a Queirós, não sou seu defensor. Leia o que eu escrevi e verá isso. O que eu sou é um acérrimo opositor de Scolari por todas as razões que enunciei. Como não dependo da selecção nacional para ser feliz, estou-me pouco borrifando para os êxitos de Scolari. Prefiro uma selecção que me entretenha, coisa que Scolari não fazia. Bem pelo contrário. Só me envergonhava.

Quanto aos ódios futebolísticos, olhe-se ao espelho. Eu não gosto de Scolari enquanto pessoa no futebol. É tudo. Não sou sequer portista para que me acusem de ser anti-scolari por não ter convocado Baía. Mantenho todos os epítetos com que o brindei e qualquer pessoa isenta os reconhece. Muitos aceitam esses defeitos porque ele ganha. Talvez seja o seu caso. Não é o meu. Fiquemo-nos por aqui, porque não me apetece discutir com amigos do tipo.
Sem imagem de perfil

De João Pedro a 17.10.2008 às 15:29

O que é certo é que antes de Scolari só raramente íamos a grandes competições, e só com jogadores de excelência isso começou a acontecer. O brasileiro, insuportável ou não, levou-nos onde nunca tínhamos chegado. quanto a Queirós, vitórias com os speranças, uma Taça de Portugal e...mais nada.

E para fazer justiça, esse jogo com a finlândia, em que perdemos 4-1 em casa, e que tive a infelicidade de assistir ao vivo, aconteceu em 2002, ainda faltava um ano para Scolaria vir.
Sem imagem de perfil

De João André a 17.10.2008 às 21:09

Euro2000 com um terceiro lugar e classificação sem espinhas para o Mundial de 2002 (mesmo com o Oliveira). Isso cumpre duas qualificações, coisa que o Scolari apenas repetiu. E com um grupo de jogadores melhor.

Quanto ao resultado do jogo com a Finlândia, engano meu nesse caso. Ainda sobra o outro contra a Espanha, então (esse creio ter sido no consulado scolariano).
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 16.10.2008 às 14:39

Meu Caro Pedro,
se restassem dúvidas, a hesitação em colocar um segundo ponta de lança LOGO QUE a Albânia ficou reduzida a dez definiria a desadequação do homem ao cargo.
Apre!
Abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.10.2008 às 15:13

E já por acaso pensaram que bom vai ser não termos de gramar reportagens sobre as viagens de autocarro da selecção, o hotel onde ficariam hospedados, os menus, o que iriam fazer nas horas vagas, etc, etc, etc?

Força, Queiroz, as maiores felicidades na tarefa de manter a selecção afastada do Mundial.
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 16.10.2008 às 15:22

Sobre este já conversámos muitas vezes e sabemos quais são as opiniões de cada um por isso e porque tenho a mesma opinião já aqui expressa várias, tomo a liberdade de copiar um parágrafo de outro comentador, porque resume o meu pensamento:

"Seja como for, Queirós ainda é o único treinador português que conquistou o que quer que fosse com as selecções (mesmo que em sub-20) e, entre ter um Queirós que não nos qualifica para o Mundial e um Scolari que o faria, sinceramente prefiro Queirós. Nada contra brasileiros, antes que me acusem de racismo, mas não quero um treinador prepotente, malcriado, parvo e arrogante. Sempre o achei insuportável."
Sem imagem de perfil

De Suusa a 16.10.2008 às 15:26

O pluralismo na RTP e ERC limita-se à política, pelos vistos. Quando se trata de Apito Dourado... não interessa.
http://avarinhamagicadevalentimloureiro.blogspot.com/2008/10/rtp-pluralismo-e-erc.html
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 16.10.2008 às 15:53

Queiroz? Selecção? o deus dos pequenos coisos...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.10.2008 às 16:02

Acho que o Cristiano Ronaldo se distraíu com as bracarenses...
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 16.10.2008 às 16:10

Caro Pedro,

Já deixei a minha opinião no post do Paulo, abaixo; por isso não me vou repetir.

Para ser totalmente justo, e porque Queiroz não é o único culpado, deveria ter colocado também a imagem do chefe - Sargento Taínha.

Aborrece-me um bocado esta coisa de mitos e entronizações, mas com tanta referência elogiosa ao Scolari pus-me a pensar se a minha avaliação do senhor teria pecado por falta de isenção.

Vai daí, e em vez de estar a trabalhar (compenso à saída, OK?) fui à fonte FIFA (http://www.fifa.com/worldfootball/ranking/lastranking/gender=m/fullranking.html#confederation=0&rank=174)
e consultei os rankings oficiais. E não é que encontrei dados curiosíssimos?

Scolari chegou à Selecção em 2002, Julho ou Agosto muito provavelmente. Em Julho, a Selecção estava em 7º do ranking e em Agosto em 8º. Curiosamente entre Janeiro e Junho desse ano esteve entre o 4º e o 6º lugares. É natural que tenha caído para 7º depois da fraquíssima prestação no Mundial da Coreia.

Quando Scolari saíu, em Junho do corrente ano, a Selecção estava em 11º lugar (!) e actualmente está em 10º.

Resumindo, quando entrou estávamos em 7º ou 8º e quando sai deixa-nos em 11º.

Das duas, uma: ou os rankings não valem nada ou andámos 6 anos a engolir um bluff mediático.

Sem imagem de perfil

De Anti a 16.10.2008 às 16:11

Ontem devo ter queimado uma infinidade de neurónios.
Um desastre!
1-Não sou defensor de ninguém, os resultados falarão por si. Do treinador que perdeu um campeonato da Europa em casa e conseguiu um apuramento mesmo rasquinha para o Euro 2008, já tudo foi dito, e reforço até à exaustão, que a mim, que vale o que vale, não me deixou saudades nenhumas.

2- Esse senhor o tal que perdeu, três vezes com a Grécia, duas em quinze dias, herdou um conjunto de jogadores que por sinal tinham de alguma forma o dedo de Queiroz. Scolari saiu. Saiu porque o dinheiro falou mais alto, mas tenho para mim que sabia perfeitamente que depois da geração anterior vinha o deserto. Viria uma geração que era capaz de o fazer perder pela 4ª vez com a Grécia mas agora por goleada! É o legado de Scolari...?

3- Gostando ou não do Queiroz, ontem quer me parecer que nas declarações, disse uma verdade indesmentível. Quem ganha campeonatos são equipas e não jogadores, e neste momento nem equipa e tão pouco jogadores temos....

4- "Jogadores" do tipo "brinca na areia", valem zero, como conjunto. Mas quem os fez assim??
Bons tecnicamente? zero, valem zero. Rematam mal, não dominam princípios básicos de jogo. A nossa formação desportiva está mal. São estes mesmos meninos que depois fazem birras para sair dos seus clubes porque se acham galácticos. Culpa de quem???

5- Houve muitas hesitações de comando vindo do banco na noite de ontem. Mas porquê estar sempre a pedir a cabeça do treinador e não chamar os bois pelos nomes. A entrada do Quaresminha ontem no jogo? Entrou amuado! Aliás, do pouco que li o JVP, toca no ponto fundamental, que aqui reproduzo"... Fiquei com a sensação de que há jogadores a competirem uns com os outros. Não é um fenómeno comum, mas, por outro lado, também não é comum haver tantas individualidades numa equipa. O que me pareceu ver foi concorrência por quem faz o último passe, o último golo ou o maior número de fintas. Não é assim que as coisas funcionam..."
Falta de liderança, sim talvez, mas esta reparte-se por quem está fora e por quem está dentro de campo.

Todos pedem a cabeça de Queiroz. Entretanto, com mais tatuagem ou menos tatuagem, mais brinco ou menos brinco, lá partem os pseudo-galácticos nos aviões privados, cientes de que a culpa é de todos menos deles. Meninos mimados, a quem a comunicação social está sempre pronta a perdoar...
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 16.10.2008 às 16:48

Tu não és anti, és pró.É isso mesmo!
aleluia haja alguém que escreva sem ser o que realmente é a FPF e a seleção principal,já para não falar na miséria dos sub-21.Também é culpa do Queirós tudo oi que se tem passado nos sub-21 nos últimos ano?A pouca vergonha do partir os balneários em frança, os jogos olimpicos,perdemos com o Iraque..., o europeu cá,a não qualificação última? sabem que jogadores são eles não sabem, eu vi muitos ontem...quem é que tinha a responsabilidade máxima das seleções o Queirós?
Mas o Pedro Correia tem razão, a bola não entra,portanto pelourinho para o Queirós.
Sem imagem de perfil

De fonseca a 16.10.2008 às 16:54

Muito bem escrito caro Anti. Mas não deixa de ser verdade que o Queiroz também tem culpas.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D