Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Raulismo: o castrismo sem Fidel

por Pedro Correia, em 26.02.08

 

Uma economia em ruínas. Centenas de presos políticos. Ausência total de liberdade de expressão. Índices de prostituição superiores aos existentes sob o regime de Batista. Um partido único tutelando toda a sociedade. Vinte por cento da população exilada nos Estados Unidos. O irmão mais velho que transmite o poder absoluto na cúpula do aparelho político e das forças armadas ao irmão mais novo, num acto discricionário, confundindo os assuntos do Estado com assuntos de família. É este o lamentável legado da ditadura cubana. À beira do fim, devorado por uma doença que constitui “segredo de estado”, Castro renunciou aos cargos que foi acumulando desde 1959. E fê-lo num artigo de jornal, numa cabal demonstração de que em Cuba não existe decisão soberana para além da dele. É um poder unipessoal, agora derivado para um simulacro de dinastia monárquica, que não se dá sequer ao incómodo de convocar os órgãos do PCC: o último congresso dos comunistas cubanos realizou-se em 1997, ignora-se quando será o próximo, as grandes decisões são tomadas à revelia dos próprios quadros dirigentes do partido.

Será possível tudo mudar com Raúl Castro? “O raúlismo não é diferente em nada do castrismo”, alerta a escritora Zoé Valdés em artigo publicado no diário El Mundo. A ditadura, vigente há quase meio século, funciona por reflexos condicionados: nenhuma alteração decisiva ocorrerá enquanto Fidel mantiver um sopro de consciência. Esta enorme prisão em forma de ilha nega aos seus habitantes até o simples direito de emigrarem. Os que partem é porque fogem – às vezes em rudimentares jangadas prontas a servir de pasto aos tubarões – ou são expulsos, como há dias aconteceu com o antigo campeão do beisebol cubano Pedro Pablo Alvárez e o jornalista Alejandro González Raga. “Traidores”, na óptica de um regime que agoniza há tempo de mais após ter prometido ao seu povo “socialismo ou morte”.

.........................................................................

Ler também:

- Cuba. Do Tiago Barbosa Ribeiro, no Kontratempos.

- Cuba - por agora nada de novo. Do Tomás Vasques, no Hoje Há Conquilhas.

- Era Fidel. De Rui Bebiano, n' A Terceira Noite.

- O princípio do fim. Do Daniel Oliveira, no Arrastão.

- Foguetes para quê? De Eduardo Pitta, no Da Literatura.

- Socialismo de muerte. Do Luís Novaes Tito, n' A Barbearia do Senhor Luís.

- Cuba. De Ana, na Ana de Amsterdam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



8 comentários

Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 26.02.2008 às 21:44

Nunca li um texto tão anti-castrista "comunista". Não te posso dar os parabéns.
Sem imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 26.02.2008 às 21:59

"E traz-me à memória uma frase batida": "o maior cego é o que não quer ver"

Boa análise e recomendação de leituras lúcidas.
Sem imagem de perfil

De ergela a 27.02.2008 às 08:40

Inlelizmente não, o poder oligárquico vai continuar, mesmo podendo conjecturar se este ou aquele mais novo poderia trazer mudança, penso que não há volta a dar, são todos filhos de uma ditadora, e com fortes interesses instalados.
Sem imagem de perfil

De OnceinaWhile a 27.02.2008 às 08:52

Pois eu posso .. e dou!
Parabéns Pedro Correia. Pela lucidez e pela falta de medo em chamar as coisas pelos nomes.
Sem mais nem menos.

Sem imagem de perfil

De ergela a 27.02.2008 às 09:50

ERRATA: DITADURA
Sem imagem de perfil

De Zé da Burra o Alentejano a 27.02.2008 às 11:23

CUBA É UM PAÍS POBRE: NÃO TEM PETRÓLEO, DIAMANTES... COMEÇA AGORA A DESPONTAR PARA O TURISMO, MAS OS E.U.A. MANTÊM UM EMBARGO INJUSTIFICADO A CUBA QUE MUITO TEM DIFICULTADO O SEU DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL.

MAS, QUANTO A NÓS, UM PAÍS CONSIDERADO DESENVOLVIDO E DA U.E., É VERGONHOSO QUE PORTUGAL NECESSITE DA AJUDA CUBANA PARA TRATAR DA SAÚDE DE MUITOS PORTUGUESES E PORTUGUESAS QUE VÃO ÀQUELA ILHA TRATAR DA SUA SAÚDE.

O MUNICÍPIO DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO TERÁ MESMO FEITO MESMO UM ACORDO PARA QUE OPERAÇÕES ÀS CATARATAS DOS SEUS MUNÍCIPES FOSSEM REALIZADAS EM CUBA, FACE À INCAPACIDADE DO NOSSO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE. É DISTO QUE NOS ORGULHAMOS??? NÃO SERÁ ESTA A NOSSA PENÚRIA?

PORQUÊ TANTAS CRÍTICAS AO REGIME CUBANO? SERÁ QUE QUEREM QUE A ILHA VOLTE A SER UM CASINO AMERICANO? UMA BASE MILITAR DOS E.U.A.(DE GUANTANAMO) JÁ LÁ EXISTE E COMO TODOS SABEMOS TEM MÁ MEMÓRIA RECENTE.

QUAIS SÃO OS "DIREITOS HUMANOS" QUE OS E.U.A. DEFENDEM? OS DOS PRESOS POLÍTICOS EM GUANTANAMO NÃO É POR CERTO!

ÀS VEZES CHEGO A PENSAR QUE OS "DIREITOS HUMANOS" SE DESTINAM AOS CRIMINOSOS DE DELITO COMUM, QUE MATAM E ROUBAM APENAS EM BENEFÍCIO PRÓPRIO E PARA OBTENÇÃO DE RIQUEZA A TODO O CUSTO... É QUE VEJO ATENTADOS À LIBERDADE DE EXPRESSÃO EM PAÍSES DITOS DEMOCRÁTICOS QUE ME DEIXAM ESPANTADO. AINDA NÃO HÁ MUITO TEMPO, JÁ CHEGARAM A DAR PRISÃO ATÉ EM PORTUGAL POR MANIFESTAÇÃO ILEGAL (?).


Zé da Burra o Alentejano
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.02.2008 às 14:14

Zé da Burra, fiquei a saber que os direitos humanos são para si um pormenor insignificante. Depois não se queixe que eles andem também a ser restringidos por cá.

Obrigado, Cristina. Obrigado, Once. Once again.
Sem imagem de perfil

De Zé da Burra... a 28.02.2008 às 14:56

Parece-me que se esqueceu de ler a parte em que falo dos "direitos humanos" na base Americana de Guantanamo e que são certamente do seu conhecimento, tal como o são de todo o mundo inteiro: ou será que está a referir-se àquele professor português (em Portugal) que foi preso por causa de uma não autorizada...

Aliás, será que para si os "direitos humanos" se limitam apenas à liberdade de votar, chorar, reclamar e manifestar, mas mesmo aí só desde que seja previamente autorizado. Porque se organizam listas de grevistas e se filmam por vezes os manifestantes, que mais tarde acabam punidos, mesmo sem qualquer desordem à ordem pública? Mas muitos outros casos haverá que não chegam a ser notícia. Depois, será que berrar resolve alguma das necessidades humanas (direitos)?

- a saúde não será um direito humano?
- o trabalho não será um direito humano?
- a habitação não será um direito humano?
- a educação não será um direito humano?
- a justiça igual para todos não será um direito humano?

É claro que se um país é pobre, poderá não conseguir dar aos seus cidadãos tudo o que merecem e seria justo. Mas Portugal não está nesse grupo, aliás as disparidades de rendimentos são bem notórias e até foram referidas pelo Presidente da República. Não foi nem pelo PC, nem pelo Bloco Esq.ª.

Também li num Jornal ainda não há muito tempo que o Presidente do Banco de Portugal ganha mais do que o seu homólogo Americano!


Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aventino

    Que pobre e miserável é o vosso povo.Aventino, ex-...

  • Anónimo

    A mim o que espanta é pessoas adultas terem passad...

  • O SÁTIRO

    depende meu caro...depende do plano de ação anual....

  • O SÁTIRO

    li, já não sei onde, que vieira da silva aprovou a...

  • O SÁTIRO

    nota se perfeitamente que os dois pombinhos estão ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D