Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Escrita com H grande

por João Távora, em 19.02.08
O Eduardo Pitta que me perdoe mas eu pensava-o com mais estaleca para a contenda blogosférica do aquela que demonstrou, qual virgem ofendida, aqui nestes comentários. Que me perdoe o Eduardo Pitta (pessoa que tenho como estimável), mas eu não distingo a qualidade dos seus mimos e os do nosso Francisco Almeida Leite. Olhe: para mim que tenho a mania de dizer coisas, dar opiniões, esgrimir paixões, já me chamaram tudo e mais um par de botas. E encontro-me de boa saúde graças a Deus. Acontece; quem vai à guerra dá e leva, não deveria chegar a meio e amuar, sair ofendido feito coitadinho.
Agora, caro Eduardo, o que eu não tolero mesmo é gente cobarde que não dá a cara pelas suas patacoadas. Quem tem a coragem de dar opiniões ou fazer comentários sobre pessoas ou ideias, deve ser suficientemente homenzinho para as assumir com total transparência e frontalidade. Como fazem as pessoas crescidas, responsáveis pelos seus actos e com a fruta no lugar, como é o caso do FAL. As pessoas integras dão a cara até às ultimas consequências, mesmo que se arrisquem a umas valentes “bengaladas”, à moda antiga. Essas são as qualidades dos homens com H grande, o que manifestamente não me parece ser o caso do Sr. Miguel Abrantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



18 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.02.2008 às 11:15

O Tomas Vasques é que continua a ter razão.
"Palha de Abrantes"
"Há contendas que valem a pena; outras não valem um chavo. Nas que valem a pena, um insulto, mesmo soez, desfaz-se na nobreza da argumentação. Nas outras, nas que não valem um chavo, o insulto é ampliado ao ponto de amesquinhar o remetente. Vem isto a propósito do que se tem escrito, na bloga, sobre o «caso Abrantes» – o qual, quem quer seja, personagem individual ou colectivo, deve estar deliciado com o que se está a passar. Mas, para além dos insultos, parece-me que o dito «Abrantes», (que, dizem alguns, não é «Abrantes», mas «um conjunto de assessores do governo» - o que, à primeira vista não é motivo de perseguição) deve ter metido o dedo numa qualquer ferida que desconheço. Não pode haver outra explicação para tanto «empenhamento» e tanta «azedura»."- Tomas Vasques no http://hojehaconquilhas.blogspot.com/ -
Sem imagem de perfil

De Catarina a 20.02.2008 às 10:47

"O Miguel Marujo se quiser saber quem eu sou, descobre-o facilmente, em cinco minutos numa simples pesquisa no google."

Estou a ver que não ser anónimo significa ter currículo facilmente pesquisável na net. Espantoso.
Sem imagem de perfil

De Miguel Marujo a 20.02.2008 às 10:36

Ao anónimo das 10h09, eu assino com o meu nome, ao contrário de si, o que já diz muito sobre os dois. E sou "jornalista encartado", mas que raio tem o código deontológico de um jornalista a ver com isto?! Pois. Passe bem.
Sem imagem de perfil

De Miguel Marujo a 20.02.2008 às 10:11

O João Távora não percebeu. Não me interessa saber quem é, nem o que faz. O que conta são as suas opiniões, é isso que leio e me interessa na blogosfera. Processos de intenções, como os vossos, em relação ao Miguel Abrantes (que começou por ser 30 e agora já aceitam ser um), é que não faço...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.02.2008 às 10:09

Ó Miguel, essa também está boa.

Aprecio muito o seu género. Um dia atrás aduz argumentos de racionalidade – no intuito de mostrar uma aparente veste de jornalista sério que imposta passar! – e no dia seguinte, ainda sobre o mesmo assunto, toca a usar dos mesmíssimos ataques que ontem lhe serviram de bandeira para destilar as suas críticas. Com um mérito acrescido, diga-se: vergastar mais alguém, no caso o João Távora que está à mão, porque há que ampliar e dimensionar mais ainda a contenda. E se para isso tiver de usar, relesmente, as crenças religiosas que seja.

Tenha santa paciência Sr jornalista encartado. Deve ter-se em muita conta para se dar ao despautério de argumentar assim.

E já que é jornalista encartado, presumo que esteja vinculado aos deveres deontológicos da sua profissão? Em nome de qual é que aqui interveio?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.02.2008 às 09:44

O "Sr. Miguel Abrantes"? Mas afinal agora os senhores já descobriram que Miguel Abrantes é só um? Já não o acusam de ser uma central colectiva de propaganda a soldo do Governo? E será que ainda não perceberam o que indignou o Miguel Abrantes? Querem que ele estivesse caladito, era? E vão manter essa postura sonsa de virgem muito ofendida durante muito tempo?

António
Sem imagem de perfil

De Once In a While a 20.02.2008 às 09:35

.. ainda não opinei esta questão e provavelmente nem deveria fazê-lo. Tenho acompanhado aqui e em outros blogues esta polémica tão ao jeito desta nação .. todos falam, atacam e minam, mas na altura de dar a cara, são poucos os que se assumem, assinam e atestam. Mas isso é outra conversa. Tenho a minha opinião formada sobre o Senhor “Miguel Abrantes”, mas a mesma nem é agora para aqui chamada.
Contudo, ao ler hoje o comentário do Exmo. M. Marujo dei por mim a pensar que é sempre assim na vida: na falta de argumentos inteligentes e "legíveis" consubstanciados em conhecimentos que podem e devem ser comunicados a outros, na ausência de discussão e critica positiva na tentativa de encontrar caminho por onde ir, decência e honestidade no trato e na palavra, cai-se, invariavelmente, naquilo que está espelhado no comentário referido: a pura e dura "ordinarice", sem nuance de qualquer sentido de estética ou de ética já agora, o enxovalho, a tentativa de descrédito, e até neste caso, a ofensa pessoal sem qualquer direito a.
Deve ser por isso que o meu falecido pai me costumava citar um ditado antigo que aqui me permito deixar à laia de :).. “nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te ao seu nível e arrasa-te em experiência”.
(Desculpem o testamento .. capacidade de resumo por aqui é coisa que não existe) ;)
Sem imagem de perfil

De João Távora a 20.02.2008 às 09:24

O Miguel Marujo se quiser saber quem eu sou, descobre-o facilmente, em cinco minutos numa simples pesquisa no google. Para além disso está no meu perfil o meu e mail, através do qual me pode contactar – eu respondo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.02.2008 às 14:31

boa!
Sem imagem de perfil

De zwei a 20.02.2008 às 06:03

Isto fez-me lembrar este sketch do Gato Fedorento:

http://www.youtube.com/watch?v=9unZC044txA

;)
Sem imagem de perfil

De Miguel Marujo a 20.02.2008 às 01:23

O MA existe, conhecem-no umas 30 pessoas que fizeram parte do blogue Sim no Referendo, incluindo o amnésico CAA. Esta do anonimato tem graça. O Távora é quem? Descendente dos duques? Ou um bastardo assumido tardiamente? Ou será um spinqualquercoisa do CDS travestido de independente? Recuso-me a apresentá-lo como católico, lá por trazer o Evangelho sempre nas pontas do dedo. Não o deve ter lido bem. Os vendilhões do templo sempre gostaram muito de dar sermões aos outros... e nunca se olharam ao espelho.
Sem imagem de perfil

De Vasco Rosa a 20.02.2008 às 13:56

Há considerável covardia nestes comentários selvagens contra pessoas de bem. Isso não leva a lado nenhum, a não ser a uma vida no lixo. Para intoxicação já basta o engenheiro.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JS

    Sim, um drama humano para as populações e um conti...

  • Rui

    Era só o que faltava o Estado não poder mudar a lo...

  • Anónimo

    Estão também a gastar montes de dinheiro a reconst...

  • Anónimo

    Que post a tresandar a ódio, irracional e extremis...

  • Anónimo

    ParabénsHá que intervir de modo inteligênte e hier...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D