Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Coincidências (1)

por Vasco Mina, em 24.11.14

Segundo avança o Semanário Sol, o ex-primeiro-ministro teria 20 milhões de euros numa conta num banco suíço, a UBS, que estava em nome de amigo e quadro do grupo Lena, Carlos Santos Silva. Esse património terá sido transferido para Portugal, para uma conta do Banco Espírito Santo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu admito!

por Vasco Lobo Xavier, em 23.11.14

Aos que me acusam e me consideram excessivo. Considero existirem três coisas (sim, "coisas", e até passei a deixar 1910 de fora do pódio, vejam lá...), que foram muito más para Portugal: Alcácer Quibir, o PREC, e Sócrates. Não tenho culpa do meu teclado concordar inteiramente comigo.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que ninguém se interroga....

por Vasco Lobo Xavier, em 23.11.14

E os sobrinhos, filhos do falecido irmão, também supostamente herdeiros milionários, vivem com igual fausto?  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um pouco de ficção? Ou talvez não?

por Vasco Lobo Xavier, em 23.11.14

 

Vamos que estávamos sob governo socialista.

Quinta e sexta-feira ter-se-iam sucedido telefonemas entre os mais altos membros das cúpulas. Talvez mesmo para o Ministro da Justiça e para o próprio Procurador Geral, que se lamentaria pelo facto de o processo já estar ao cuidado do juiz de instrução, pelo que não haveria nada a fazer para evitar a detenção.

Comissões e grupos de especialistas nomeados à pressa estariam já a preparar alterações de várias disposições dos Códigos Penal e de Processo. E legiões de funcionários limpariam, embelezariam e engalanariam com sumptuosos arranjos florais a Assembleia da República para o dia, que imaginariam breve, em que se festejasse com enorme fausto a esplendorosa recepção do herói libertado.

E partindo no acto umas quantas mobílias da casa da democracia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dito de outra forma...

por João Távora, em 23.11.14

Que o "regime" não é bom já sabemos, mas as alegadas trafulhices de José Sócrates descredibilizam-no unicamente a ele e aos seus indefectíveis. Pretender pôr tudo e todos no mesmo saco é prestidigitação política de intenções duvidosas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem tramou Sócrates...

por João Afonso Machado, em 23.11.14

C:\Documents and Settings\USER\Ambiente de trabalh  

De acordo com a célebre entrevista ao Expresso, há treze meses, o que tramou Sócrates foi a morte do cãozinho da sua mãe, e o facto de a senhora, em consequência, ter comprado um apartamento na Rua Braamcamp a uma off-shore para não ficar sozinha. Mas parece que as sucessivas recargas, por outrém, da sua modesta (e única) conta bancária na CGD com avultadas quantias também não ajudou... E os três milhões, preço da sua residência en Paris, outrossim terão embasbacado, mais ainda, a Justiça. Decerto acabrunhada pela determinação do Presidente do STJ referente à destruição total da gravação das famosas escutas.

O "caso José Sócrates" é uma realidade, são já duas noites dormidas na cela. Nada indica aqui excesso de zelo da PJ. Muito provavelmente, findos os interrogatórios, Sócrates, constituido arguido, prestará substancial caução (a família ajuda...) e não poderá ausentar-se do País. E, a não se dar o milagre do Mapa Judiciário de Paula Teixeira da Cruz ser mesmo eficaz, o processo arrastar-se-á por toda a próxima década. Para concluir em qualquer coisinha muito consentânea com o esquecimento e a apatia dos portugueses.

Em síntese, o Poder Judicial (um Poder sem cara mas com muitas cabeças), aparentemente, resolveu lavar o Regime por dentro. Sucedem-se os "casos" no mundo dos poderosos. Mas tem pela frente a fortaleza maçónica.

Assim a novela Sócrates não tenha o mesmo desfecho que teve a de Paulo Pedroso... Resta aguardar. E gozar o brinde: logo à noite, a RTP não transmitirá a costumeira vergonha paga por todos nós.

 

(Fotografia tirada na manifestação anti-Governo Sócrates em 14.MAR.2011).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Silêncio ruidoso

por João Távora, em 23.11.14

Falta-nos ouvir a vigilante Dra. Ana Gomes falar sobre a promiscuidade entre a política e os negócios, offshores e corrupção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Qual problema do regime, qual carapuça…

por Vasco Lobo Xavier, em 23.11.14

 

Do Bloco de Esquerda ao Partido Socialista, passando por alguns do PSD (e ainda uns jornalistas inconsoláveis), tudo anda a querer dourar esta pílula dizendo que é um problema de regime, amenizando a coisa sublinhando a fraude fiscal (mais compreensível, julgam eles) e esquecendo a corrupção que lhe fez entrar nos bolsos vinte milhões de euros, dizem ainda que são todos iguais, que é tudo a mesma coisa.

 

Mas não, não é. Trata-se de uma pessoa, que infelizmente foi primeiro-ministro de dois governos socialistas deste desgraçado país e o levou à falência, uma pessoa que se abotoou com vinte milhões para viver à grande e à francesa, literalmente, que terá criado regimes jurídicos para deles se aproveitar.

 

Trata-se da pessoa que ainda há dias Ferro Rodrigues e Vieira da Silva endeusavam na Assembleia da República, da pessoa que António Costa elogiava, da pessoa que a grande maioria dos socialistas elogiava, da pessoa que queriam que fosse condecorada pelo PR (menos Augusto Santos Silva, que considerava que essa condecoração seria uma nódoa no fabuloso currículo de Sócrates), da pessoa que muitos socialistas queriam ver na Presidência da República, da pessoa que muitos da bancada socialista da AR, bem como no Parlamento Europeu, idolatrava.

 

Um problema de regime?!? Isto é um problema dele e dos que o apoiaram e apoiam, o regime não tem nada a ver com isso, para lá de ter sido espoliado em 20 milhões e sabe-se lá quanto mais.

 

E não acredito que ninguém daquele partido socialista nunca se tenha interrogado sobre o modo como ele vivia, o luxo, as viagens, as despesas, tudo sem fazer um chicote. Deviam andar todos ceguinhos.  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a surpresa:

por Vasco Lobo Xavier, em 23.11.14

 

A única coisa que me surpreende neste caso da detenção de Sócrates é haver quem se diga surpreendido com o sucedido.

Surpreendidos? Relativamente a uma pessoa cuja vida é um chorrilho de casos mal explicados, uma colecção de estranhas coincidências que a mais ninguém era possível? Um tipo que sem rendimentos se atira para um ano de luxo em Paris? De mercedes e viajando em executiva? Com férias escolares pelo mundo fora? Qualquer um sabe o que custa ganhar a vida e pagar as contas e os estudos dos filhos e vê-se um matulão preguiçoso com idade para ter juízo a viver à grande em Paris, supostamente com a mesada da mamã? A minha última discussão conjugal foi por causa dos preços dos restaurantes que escolhi (exigi) para uns quatro dias em Paris e anda aquele badameco a estoirar eypos em notas pelos melhores restaurantes parisienses e a fazer de parolo a pagar as contas das mesas vizinhas?

Estranho é que tenha demorado tanto tempo a passar dos hotéis de 5 ou mais estrelas para o calabouço arejado das instalações da PSP, em Moscavide. Claro, claro, claro, eu sei que há a presunção de inocência mas isso é apenas uma presunção que o modo de vida do homem afasta completamente.

Surpreendidos por ser a primeira vez que um ex-primeiro-ministro foi detido? É simples: é que foi a primeira vez que tivemos um primeiro-ministro deste calibre. E ainda queriam os socialistas que o PR o condecorasse e lhe colocasse ao peito uma medalha. Nem de pechisbeque. Dêem-lhe antes um número e um fato às riscas, horizontais, que lhe ficam tão bem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O fim da Era Sócrates

por Maria Teixeira Alves, em 23.11.14

O Grupo Lena começa a soar campainhas pela primeira vez em 2009, quando toda a gente falava de um novo jornal de um belo design que surgiria no mercado, na altura com uma equipe de jornalistas de luxo. Quem seria o dono do jornal I, quem seria? Todos se perguntava. Era um grupo de construção de Leiria denominado grupo Lena o dono do jornal I. Ninguém estranhou na altura que um grupo de Construção fosse o dono do I. O novo jornal diário generalista da imprensa portuguesa, cujo primeiro número foi lançado em 7 de Maio de 2009, viria a ser vendido em Junho de 2011 a Jaime Antunes.

Hoje vem se a saber das ligações entre o Grupo Lena e Sócrates e reparem na coincidência, 2009 é quando Sócrates precisa de ganhar o segundo mandato e 2011 é quando Sócrates sai do Governo, chega a troika e Pedro Passos Coelho, por esta ordem.

O grupo Lena foi uma das empresas que mais beneficiou das viagens oficiais do governo liderado por Sócrates, tendo ficado famosos os contratos assinados na Venezuela, ainda durante a presidência de Hugo Chavez. O ex-administrador do grupo Lena, Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Ferreira e João Perna, motorista, foram os outros detidos, a par com Sócrates, segundo uma nota da Procuradoria-Geral de República.

Estão a ver o estilo? PT tenta comprar TVI, Grupo Lena com jornais, etc, etc, etc, não falemos de outros casos.

Este estilo Sócrates/Salgado está a acabar. Graças a Deus, mas ainda não acabou totalmente, é certo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Água na fervura, vá...

por João Távora, em 22.11.14

"Uma sociedade livre define-se pela abundância de escândalos - as ditaduras é que não têm escândalos"

Autoria e outros dados (tags, etc)

A frase mais estúpida ...

por José Mendonça da Cruz, em 22.11.14

... que baila na comunicação social reza que a detenção de José Sócrates «é a primeira detenção de um primeiro-ministro em democracia». A frase, seguramente inventada por um imbecil e logo recitada por todos os outros, pressupõe que são iguais os perfis privados, políticos e morais de Sócrates e de Cavaco, Soares, Mota Pinto, Barroso, Santana Lopes, Guterres e Passos Coelho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

  Sócrates foi detido esta sexta-feira no Aeroporto da Portela, em Lisboa, quando chegava de Paris. Uma das causas da detenção está relacionada com a casa avaliada em três milhões de euros onde o ex-primeiro-ministro residiu quando tirou um curso na capital francesa, depois de deixar o governo. Os investigadores querem saber de onde veio o dinheiro para comprar a habitação. Sócrates disse sempre que pediu um empréstimo ao banco para poder pagar o aluguer do apartamento. PGR confirma que Sócrates é suspeito dos crimes de branqueamento de capitais, fraude fiscal e corrupção. Resultados paralelos: Sócrates detido, RTP ganha uma vaga para comentador e há um blog em risco de ficar mudo, se não mesmo inactivo. O que será feito do Câmara Corporativa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

José Sócrates detido no Aeroporto de Lisboa por suspeita de fraude fiscal

Quando já ninguém achava que fosse possível apanhar José Sócrates nas suas muitas curvas, depois de muitas escutas e operações da judiciária com nomes de código bizarros, eis que surge a notícia:

José Sócrates detido no aeroporto de Lisboa

«Antigo primeiro-ministro será presente a interrogatório judicial este sábado e será suspeito de corrupção e fraude fiscal»

Foi detido no parque de estacionamento P6, longe dos jornalistas que aguardavam nas chegadas do aeroporto, de acordo com o jornal «Expresso», o procurador Rosário Teixeira quererá ouvir José Sócrates por causa de uma casa que habitou em Paris, já depois de ter deixado o Governo, enquanto estava a estudar. O tal appartement de três milhões de euros em Paris.

Diz outra notícia, do JN, que as buscas na investigação a Sócrates decorreram em vários locais, incluindo a casa no edifício Heron Castilho, em Lisboa, e foram em algumas situações acompanhadas pelo juiz de instrução Carlos Alexandre, num inquérito a cargo do Departamento Central de Investigação e Acção Penal. Também na sexta-feira, foram efectuadas buscas em empresas do Grupo Lena, de Leiria, em diligências de que resultaram mais três detidos.

São eles Carlos Santos Silva (empresário e amigo de Sócrates), Gonçalo Ferreira (advogado que trabalha numa empresa de Carlos Santos Silva) e Joaquim de Castro (representante em Portugal da Octapharma, a farmacêutica para a qual Sócrates trabalha desde 2013, como consultor para a América Latina).

Na base da investigação - que a Procuradoria-Geral da República (PGR) esclarece não ter tido origem no processo Monte Branco - estão operações bancárias e movimentos em dinheiro sem justificação conhecida, alegadamente a favor do ex-líder do PS. Os indícios estarão relacionados com a estadia de Sócrates em Paris, durante um ano, onde frequentou uma pós-graduação em Filosofia, para fazer jus ao nome.

As suspeitas sobre o ex-governante incidem nos recursos usados para a manutenção de um nível de vida alegadamente desconforme com os rendimentos declarados. Confrontado há meses com as suspeitas, Sócrates explicou que viveu com ajuda de um empréstimo da Caixa Geral de Depósitos e que apenas é titular de uma única conta nessa entidade.

O Grupo Lena, em comunicado, confirmou as buscas das autoridades, esclarecendo, porém, que nada têm a ver com a sua atividade empresarial e que não foi detido qualquer responsável.

O grupo de Leiria assinou um protocolo com o Governo da Venezuela, em 2008, com objectivo de fornecer àquele país 50 mil casas pré-fabricadas. Foi "um dos maiores projectos de sempre de um grupo empresarial português no estrangeiro", como anunciou então a empresa, mas também um dos símbolos mais fortes da diplomacia económica dos governos de Sócrates.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta porcaria é que é o tal «serviço público»?

por José Mendonça da Cruz, em 22.11.14

sem nome.png

 Às 2,55 da madrugada nem RTP nem RTP «informação» noticiaram ou referiram sequer a detenção de José Sócrates. Estes canais dispendiosos e inúteis têm mais que fazer, transmitem efemérides e gravações. Sorvem-nos taxas, sorvem-nos impostos e praticam o grau zero de informação. Após o que estoiram milhões nossos em futebol da Champions, inflacionando custos que os privados pagariam mais barato. Desculpem a rispidez, mas esta choldra não é privatizada porquê? (e se o Dr. Balsemão acha que é concorrência a mais, mais uma razão para lixar o dr. Balsemão.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

AL CAPONE DETIDO PELA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA!

por Vasco Lobo Xavier, em 22.11.14

 

Al Capone “foi o chefe de uma organização criminosa muito influente”, foi também “alvo de um fascínio mórbido por parte da imprensa e do público praticamente desde que assumiu o poder quase absoluto (…), ao aniquilar a concorrência e as testemunhas (...), bem como ao subornar autoridades políticas e sociais”. “O público começou a fartar-se dele (…).” “Al Capone sempre tratou (…) os (…) que queriam combatê-lo com uma pitada de escárnio. Esse ar de invulnerabilidade perante a lei e a ordem estabelecida” era a sua imagem de marca.

Al Capone foi detido pela autoridade tributária.

 

As citações foram retiradas de um livrinho de entrevistas distribuído pelo jornal Expresso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sócrates detido

por João Távora, em 22.11.14

Cá em casa parece o 25 de Abril. Até acordámos as crianças! Amanhã não vão à escola, está decidido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As pessoas prestam-se a cada coisa...

por Vasco Lobo Xavier, em 21.11.14

“Em nome do bom senso, os proponentes da proposta pedem que seja retirada”, anunciou Couto dos Santos, recebendo uma salva de palmas (in Público).  

 

Este país é único. Simplesmente delicioso. Os dois deputados que ainda ontem tinham apresentado uma proposta, pedem hoje que seja retirada, "em nome do bom senso"?!?... E ontem não tinham bom senso?!? E atiram-se assim propostas para a Assembleia da República sem bom senso? E reconhece-se com esta facilidade que as propostas que ainda ontem apresentaram não tinham bom senso? Eu fico pasmo e só imagino a coisa assim:

 

"Eh pá... ontem fui almoçar pelo largo com o Lello e depois deu-nos para aquilo..., na altura até parecia porreiro. Hoje, já com bom senso, entendemos dever retirar a proposta". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vistos Gold: 6 mentiras e 6 verdades

por João Távora, em 21.11.14

O mais difícil é desmontar o preconceito...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Les beaux esprits ...

por José Mendonça da Cruz, em 21.11.14

A propósito do EIIL, da Revolução Francesa, da presunção da esquerda, dos crimes fascistas e comunistas, e da política em geral, duas leituras cristalinas:

 

Henry Kissinger sobre governação, no luminoso livro A Ordem Mundial, que a D. Quixote vai publicar a tempo do Natal:

A tradição importa porque a nenhuma sociedade é permitido evoluir na história como se não tivesse um passado e como se todo e qualquer curso de acção lhe estivesse autorizado. A trajectória anteriormente seguida só autoriza uma curta margem de desvio. Os grandes estadistas actuam nas franjas exteriores dessa margem. Se ficam aquém dela, a sociedade estagna. Se a ultrapassam, perdem a capacidade de moldar a posteridade.

 

João Pereira Coutinho, no indispensável Conservadorismo, publicado pela mesma D.Quixote:

O conservadorismo como ideologia pluralista reconhecerá, assim, a imperiosa necessidade de «valores primários»: linhas morais mínimas que uma sociedade civilizada não deve cruzar (não por acaso Isaiah Berlin prefere designá-las como «fronteiras da humanidade») … É importante evitar certos males, mas é também importante conservar e perseguir o que (John) Kekes designa por «valores secundários»: valores que expressam a forma como diferentes sociedades vivem e se organizam em busca de fins particulares.

A função do estadista, abstendo-se de acrescentar à lista de «males primários» alguns males da sua lavra, passa em seguida por identificar os «valores secundários» que são úteis para a comunidade hoje. (…) Em política, o motivo pelo qual não existem rotas traçadas a priori é porque a actividade política é ela própria o processo contínuo que permite a definição de uma rota em consonância com as necessidades reais de uma comunidade real.

Mas não só: o facto de não existir uma rota para a navegação política não significa que não haja também uma tradição capaz de informar a rota da navegação presente. Roger Scruton é particularmente enfático sobre este ponto: «Os políticos podem ter objectivos e ambições para os povos que eles procuram governar. Mas uma sociedade é mais do que um organismo mudo. Ela tem personalidade e vontade. A sua história, as suas instituições e a sua cultura são repositórios de valores humanos.»

Procurar impor sobre a comunidade um programa elaborado a priori sem ouvir antes o que ela tem para nos dizer (…) é quebrar o elo fundamental de confiança que deve existir e presidir à relação entre governantes e governados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com

visitante(s) em linha




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
Oje
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Comentários recentes

  • FNV

    exacto.

  • Troika

    JASUS! O que práqui vai! Eu nem quero imaginar o q...

  • manuel branco

    Comparar Alcácer Quibir com o resto...e 1834? E as...

  • Anónimo

    Boa pergunta.

  • carneiro

     Consta que um deles  é monge franciscan...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Notícias

    A Batalha
    D. Notícias
    D. Económico
    Expresso
    iOnline
    J. Negócios
    TVI24
    Oje
    Global
    Público
    SIC-Notícias
    TSF
    Observador


    subscrever feeds